segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Fred resolve e Flu bate Botafogo. Vasco vence o lanterna fora de casa.

Fred decidiu novamente.

Fluminense 1 x 0 Botafogo

Mesmo sendo inferior, Fluminense venceu o Botafogo com gol do sempre decisivo Fred e com grande atuação de Diego Cavalieri.

O jogo começou com o Botafogo indo pra cima. Logo aos 2 minutos, Lucas cruzou da direita, Seedorf escorou de cabeça para Fellype Gabriel, que livre na pequena área, bateu para o primeiro milagre de Cavalieri. Logo depois, Fellype Gabriel tentou de voleio após rebatida da zaga do Flu, porém parou no goleiro tricolor novamente.

A partir dos 20 minutos, o Fluminense conseguiu sair da pressão botafoguense e cresceu na partida. Thiago Neves era quem chegava melhor ao ataque. Fred era muitíssimo bem marcado e não conseguia sequer concluir a gol sem ser travado pelos defensores do Botafogo. A segunda metade da primeira etapa não proporcionou grandes emoções.

No segundo tempo, o Botafogo voltou com a pressão e quase marcou aos 7 minutos, em cabeçada Fellype Gabriel, que passou rente à trave direita. Os times estavam pouco inspirados e as chances de gol eram raras. Aos 25, Deco cobrou falta para a área, Digão subiu e testou firme para o chão. Jefferson fez linda defesa, no rebote, Gum bateu por cima do gol.

Aos 27 minutos, após disputa pelo alto, a bola sobrou para Fred no meio-campo. O centroavante lançou Wellington Nem em velocidade, nas costas de Márcio Azevedo. O jovem atacante devolveu para Fred, que tocou na saída de Jefferson e marcou.

Depois do gol, o Botafogo foi para o desespero e, desorganizado, não conseguiu criar grandes oportunidade. O Fluminense, no contra-ataque, teve boa chance com Thiago Neves, mas o meia errou na conclusão. Depois, Marcos Junior também ficou em boa posição para matar a partida, mas chutou muito mal. E foi só.

O líder do campeonato enfrentará na próxima rodada, o Bahia, fora de casa, na quarta-feira. Já o Fogão busca a reabilitação diante do Santos, também na quarta. O jogo acontecerá no Engenhão.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 0 BOTAFOGO
Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 6/10/2012 - 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Henrique e Correa (RJ) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ)
Renda e público: R$ 494.515,00 / 16.919 pagantes / 21.685 presentes
Cartões amarelos: Thiago Neves (FLU); Seedorf e Márcio Azevedo (Botafogo)
Cartões vermelhos: -
Gols: 
Fred 27'/2ºT (1-0)
FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Digão e Carlinhos; Edinho, Jean, Deco (Valencia 37'/2ºT) e Thiago Neves (Wágner 43'/2ºT); Wellington Nem (Marcos Júnior 31'/2ºT) e Fred - Técnico: Abel Braga.
BOTAFOGO: Jefferson, Lucas, Fábio Ferreira, Dória e Márcio Azevedo; Jadson (Vitor Júnior 37'/2ºT), Gabriel, Fellype Gabriel (Lodeiro 22'/2ºT), Andrezinho e Seedorf; Elkeson (Rafael Marques 40'/2ºT) - Técnico: Oswaldo de Oliveira.


Com passe de Felipe, Juninho
marcou o gol da vitória.
Atlético-GO 0 x 1 Vasco

Jogando fora de casa e contra o lanterna do campeonato, o Vasco ficou com um jogador a mais desde os 24 minutos do primeiro tempo, mas só decidiu a partida no fim do jogo.

Com Carlos Alberto entre os titulares e Felipe no banco, o Vasco começou pressionando. Éder Luis e Dedé tiveram as primeiras chances de gol, mas não assustaram. Aos 24, o zagueiro Gustavo foi expulso após ofender seguidamente o árbitro.

Mais recuado pela inferioridade numérica, o Dragão apostou nos contra-ataques e quase marcou com Marino, aos 36, após belo lançamento de Felipe. Aos 44, Felipe serviu Eron, que chutou para boa defesa de Prass. Aos 47, o goleiro Márcio cobrou falta rasteira no canto esquerdo de Prass, que fez difícil defesa.

Após o intervalo, o Vasco voltou com Felipe e Fellipe Bastos nas vagas de Thiago Feltri e Jonas. Mais ofensivo, o time carioca foi para a pressão sobre o Dragão. Porém o Vasco concluía mal as poucas chances que criava e foi do time da casa a primeira boa chance. Aos 30, Felipe fez jogada em velocidade e bateu rasteiro, Fernando Prass só olhou a bola passar rente á trave esquerda.

Após a chance do time goiano, o Gigante da Colina acordou. Juninho cobrou escanteio na cabeça de Wendel, que mandou para fora por poucos centímetros. Aos 41, Felipe tabelou com Wendel pela esquerda, chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro para trás. Juninho, livre, bateu de primeira sem chances para Márcio e correu para o abraço. Foi só.

O Vasco volta a campo na quarta-feira para uma verdadeira decisão contra o São Paulo, em São Januário. Se vencer, o Vasco ficará em ótima situação na tabela, sendo difícil que perca a vaga na Libertadores.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 0 X 1 VASCO
Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data-Hora: 5/10/2012 - 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Ciro Chaban Junqueira (TO)
Renda/Público: R$ 411.155,00 / 13.212 pagantes
Cartões Amarelos: 
Pituca e Eron (ACG); Carlos Alberto, Dedé, Marlone e Juninho (VAS)
Cartões Vermelhos: 
Gustavo, aos 20'/1ºT e Ricardo Bueno, aos 47'/2ºT (ACG)
GOLS: Juninho, aos 41'/2ºT (0-1)
ATLÉTICO-GO: Marcio, Adriano, Gustavo, Reniê e Eron (Ernandes - 36'/2ºT); Pituca, Dodó, Marino e Alexandre Oliveira (Diego Giaretta - 21'/1ºT); Ricardo Bueno e Felipe (Danilinho - 37'/2ºT). Técnico:Artur Neto
VASCO: Fernando Prass, Jonas (Fellipe Bastos - Intervalo), Dedé, Renato Silva e Thiago Feltri (Felipe - Intervalo); Nilton, Wendel, Juninho e Carlos Alberto (Marlone - 17'/2ºT); Eder Luis e Alecsandro. Técnico: Marcelo Oliveira


Tabela de Classificação:


0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.