quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Flamengo segura Galo, empata o jogo e dá a taça ao Fluminense

Ronaldinho observa Renato
comemorar o gol rubro-negro.

Atlético-MG 1 x 1 Flamengo

Com o Independência lotado e Ronaldinho aparentando estar muito motivado, o Galo começou o jogo nervoso, cometendo muitas faltas e o Flamengo tocando bem a bola e não cedendo à pressão do time da casa. Com menos de 1 minuto, faltou pouco para Love não completar uma cabeçada dentro da pequena área. Até os 10 minutos, o Flamengo foi melhor.

Exatamente aos 10, Guilherme chutou de fora da área para fora e deu início ao domínio mineiro. Menos de um minuto depois, Ronaldinho tabelou com Guilherme e quando se preparava para concluir já dentro da área, Ibson chegou por trás cometendo pênalti ignorado pelo árbitro. Foi o suficiente para iniciar o protesto da torcida contra a arbitragem. Os gritos de “vergonha, vergonha, vergonha” que marcaram o jogo contra o Fluminense se repetiram.

Diferente de quando estava na Gávea,
Ronaldinho estava muito motivado.
Aos 19, Ronaldinho bateu falta da esquerda da área e mandou direto para o gol, bola que Felipe espalmou. Um minuto depois, Jô chutou de fora da área e carimbou o travessão. Aos 27, após cobrança de lateral, Ibson ajeitou a bola para Renato, que soltou uma bomba rasteira a mais de 100 km/h e mandou no cantinho esquerdo do goleiro Victor. Gol inesperado para os donos da casa, que foram ainda mais para cima e se exaltavam a cada marcação do árbitro.

O Flamengo se defendia bem e não dava oportunidades claras ao Galo. Aos 38, o goleiro Felipe sentiu o tornozelo e foi substituído por Paulo Vitor. Aos 42, Wellington Silva recebeu o segundo cartão amarelo e foi devidamente expulso, prejudicando muito o time rubro-negro. Os mineiros fizeram uma pressão antes do fim da primeira etapa, mas não obtiveram sucesso na tentativa do empate.

Na volta para o segundo tempo, alterações nas duas equipes: no Fla, Wellinton entrou na vaga de Liédson e no Galo, Guilherme deu lugar a Leonardo. A pressão atleticana começou assim que o árbitro autorizou o reinicio do jogo. Aos 2, Marcos Rocha trouxe para o meio e bateu no canto. Paulo Vitor fez a defesa. Dois minutos depois, novamente o lateral-direito alvinegro fez fila e bateu em cima do goleiro rubro-negro.

Leonardo empatou de cabeça.
Ronaldinho regia o ataque do time da casa e estava bem no jogo. O árbitro passou a inventar e inverter faltas, beneficiando o Atlético. Aos 12, Bernard apareceu livre pela esquerda e cruzou para a área. Leonardo subiu livre e testou. A bola tocou o ‘pé da trave’ e entrou. Após o gol, o Atlético buscava o jogo pelas pontas e o Flamengo se virava bem na marcação. Aos 16, Leonardo saiu na cara do gol e errou ao tocar para Jô, diante do goleiro do Flamengo, e a zaga afastou.

Aos 19, o reserva atleticano Carlos César foi expulso por ter dito algo para o bandeira. O time de Ronaldinho não conseguia criar chances claras de gol e ganhava muitos escanteios devido à forte marcação rubro-negra. Aos 28, Bernard rabiscou Amaral e na hora da finalização foi travado pelo volante flamenguista, que se recuperou no lance. Aos 30, Ronaldinho levantou na área, ninguém tocou na bola e a mesma quicou no chão antes de passar rente à trave esquerda de Paulo Vitor.

Um recurso pouco usado pelo Atlético foi o chute de fora da área. Quando usou, deu trabalho. Aos 36, Leandro Donizetti chutou forte de longe e Paulo Vitor colocou para escanteio. Aos 42, após sofrer falta na entrada da área, Ronaldinho caprichou na cobrança e mandou na junção esquerda da trave. A bola explodiu no poste e depois foi afastada pela zaga rubro-negra. O dentuço lamentou muito o lance, que daria a vitória ao Galo. O Flamengo conseguiu manter o resultado e o empate pode ser considerado heróico, diante do vice-líder e com um a menos durante todo o segundo tempo.

Agora, o Atlético está a 8 pontos do líder Fluminense, que praticamente colocou uma mão na taça. O Flamengo chegou aos 41 pontos e conquistando mais uma vitória, afastará de vez o risco de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 x 1 FLAMENGO

Estádio: Independência, Belo Horizonte (MG)
Data-Hora: 31/10/2012 - 21h50h (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE)
Auxiliares: Roberto Braatz (PR) e Alessandro Rocha de Matos (SC)
Renda/ Público: 770.050/ 19.945 pagantes
Cartões amarelos: Leonardo Silva e Pierre (CAM); Ibson, Wellington Silva, Amaral e Renato (FLA)
Cartão vermelho: Wellington Silva (FLA) e Carlos César (CAM), no banco
Gols: Renato, aos 27'/1ºT (0-1), Leonardo, aos 12 '/2ºT (1-1)

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha (Neto Berola, 32'/2ºT), Leonardo Silva, Réver e Richarlyson; Pierre (Serginho, 19'/2ºT), Leandro Donizete, Guilherme (Leonardo - intervalo), Bernard e Ronaldinho; Jô - Técnico: Cuca.

FLAMENGO: Felipe (Paulo Victor, 38'/1ºT), Wellington Silva, Renato Santos, González e Ramon; Amaral, Ibson, Renato e Cleber Santana (Wellington Bruno, 38'/2ºT); Liedson (Welinton - intervalo) e Vagner Love - Técnico: Dorival Júnior.


Tabela de Classificação:

* Os pontos do jogo Internacional 2 x 1 Palmeiras não foram computados, existindo
a possibilidade do mesmo ocorrer novamente, devido a processo no STJD.

0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.