quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Flu vence na estreia de Luxa

Por William Amaral

Flamengo é goleado pelo Bahia fora de casa

Estreia com vitória. No primeiro jogo sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, o Fluminense sofreu, mas venceu o então líder Cruzeiro e saiu da zona de rebaixamento. Desde o início, os visitantes foram melhores. Parecendo jogar em casa, o time celeste exigiu boas defesas de Diego Cavalieri e pôs uma bola na trave. O Flu ainda perdeu Deco, lesionado, mas ganhou volume com a entrada de Felipe. No fim da primeira etapa, Wagner sofreu pênalti, Fred cobrou e Fábio fez a defesa. No rebote, o atacante da seleção exigiu outra defesa espetacular do goleiro, que garantiu o zero no placar. No segundo tempo, o jovem lateral-direito Igor Julião entrou no lugar de Diguinho e deu vida à ala direita tricolor. Outra mudança que surtiu efeito positivo foi a saída de Wagner para a entrada do garoto Kennedy. Aos 32, Felipe rolou para Carlinhos, que cruzou para a área. Kannedy tentou voleio, a bola quicou e encontrou a testa de Fred, que pôs a bola para dentro. O tricolor segurou o resultado e alcançou a 11ª posição, com 12 pontos.

Goleada na Bahia. O Flamengo visitou o Bahia e voltou com um incômodo 3 a 0, além de ganhar uma vaga na zona de rebaixamento. O jogo começou equilibrado, porém com melhores chances para o time da casa. Aos 28, Felipe deu rebote em chute de Hélder e Fernandão aproveitou para abrir o placar. No fim do primeiro tempo, após cobrança de falta para a área, Felipe rebateu e Wallyson marcou o segundo do time baiano. O problema é que o auxiliar havia levantado a bandeira, acusando impedimento do ataque dos mandantes. Após muita reclamação dos rubro-negros, o árbitro Heber Roberto Lopes conversou com o auxiliar e validou o gol, que claramente foi irregular. Para o segundo tempo, Mano Menezes mexeu na equipe, mas não houve mudança de atitude e o Flamengo levou o terceiro. Raul cruzou, a zaga rebateu e Marquinhos Gabriel aproveitou para ampliar. Foi só. Agora o Mengão está na 17ª colocação, com apenas 10 pontos em dez jogos. Preocupante.

Papelão. A privatização que serviu para encarecer o ingresso no Maracanã parece ter tido outro objetivo: infernizar a vida do torcedor. Com apenas uma bilheteria aberta, os sócio-torcedores tiveram muita dificuldade para retirar os ingressos e formaram com as pessoas que tentavam comprar o ingresso na hora, uma enorme fila. Resultado: mais de uma hora para entrar no estádio e só no intervalo do jogo, quando as catracas foram liberadas para quem quisesse entrar. Não bastasse essa dificuldade, cambistas agiram livremente no entorno do estádio e a PM, que deveria coibir tal ato, apenas assistia ao ocorrido. Em nota, o Consórcio Maracanã informou que o sistema da concessionária ainda não é compatível com o programa de Sócio-torcedor do Flu e que isso será resolvido até o fim de agosto.

0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.