Maricá: Na segunda sessão da câmara, vereadores da situação batem boca entre si

A segunda sessão da Câmara Legislativa de Maricá, realizada na última segunda-feira (20) foi muito agitada e com direito a bate-boca entre o bloco da oposição, composto por Filipe Poubel e Ricardinho Netuno (segundo informações, Marcinho da Construção e Ismael Breve já "pularam" para o governo) e o da situação com os demais vereadores (Chiquinho por enquanto está aparentemente sem posição). No entanto, por incrível que pareça, as discussões mais acirradas ocorreram entre os próprios vereadores da base do governo, que bateram cabeça entre si.

Felipe Paiva na tribuna ataca Aldair
(Foto: Pery Salgado/Barão de Inohan)
Logo de cara, o novato Felipe Paiva, da base do governo, subiu à tribuna e atacou o presidente da casa, Aldair de Linda, devido a uma postagem no Facebook, em que, supostamente, Aldair o teria classificado como antiético.

Já Aldair, também foi à tribuna e se defendeu justificando que o "inexperiente" vereador Paiva, na sessão anterior (a primeira), tentou "entubar" uma indicação solicitando asfalto em todas as ruas de Itaipuaçu e que isso seria anti-ético pois, segundo ele, o correto, neste caso, é o vereador fazer indicações rua por rua, proporcionando assim, oportunidade para que outros vereadores também possam fazer indicações similares.

Em seguida, o agora líder da base do governo, Fabricio Bittencourt, entrou em cena e tentou apaziguar os ânimos sugerindo que ambos, sendo da base do governo, parassem com as discussões prolixas.

O vereador Hélter Ferreira, de vários mandatos, também da base governamental, e que tradicionalmente quase não se manifesta, disse que as discussões não levariam a nada e encerrou indagando os ora debatedores que se ele já estava "de saco cheio e doido para sair do plenário, o que dirá o público ali presente?"

_ Então, temos que respeitar os que vieram até aqui assistir a sessão", concluiu.

Casal 20

Em contraste a esse clima de disputa de vaidades, o vereador Filipe Poubel, que segundo informações está em sintonia com o vereador Ricardinho Netuno (os dois já estão sendo chamados de "casal 20"), disse que ambos estiveram em algumas escolas municipais localizadas em Itaipuaçu e constataram o mau serviço prestado, com falta de merenda e redução na carga horária escolar.

Poubel também falou sobre caso da JB, empresa que supostamente teria dado calote em quase 200 servidores municipais na área administrativa da saúde (Hospital Conde Modesto Leal e UPA de Inoã).

Segundo o vereador, em conversa com o administrador da empresa, o próprio afirmara que desde agosto de 2016, a prefeitura não tem efetuado o repasse de verba à empresa, somando até agora uma dívida de aproximadamente R$ 8 milhões. Caso similar enfrentado pela ATRIO - empresa que antecedeu a JB e que ficou sem receber em torno de R$ 22 milhões no período até 2015. Ambas as empresas foram contratadas durante a gestão do ex-prefeito Washington Quaquá, do PT.

Com informações do Barão de Inohan
Texto de Marcelo Bessa

Previous
Next Post »

18 comentários

Click here for comentários

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião. ConversionConversion EmoticonEmoticon

Thanks for your comment