MP Eleitoral pede condenação de Washington Quaquá por propaganda antecipada

O Ministério Público Eleitoral no Rio de Janeiro quer a condenação do pré-candidato a deputado federal Washington Quaquá (PT) por propaganda antecipada. Ele é acusado de divulgar sua candidatura no programa “Jogo do Poder RJ”, no qual participou como convidado em fevereiro deste ano. De acordo com a legislação, a propaganda eleitoral só é permitida a partir de 16 agosto.
Na entrevista, o ex-prefeito de Maricá atribui a si conquistas do atual prefeito do município e tenta associar sua imagem à do ex-presidente Lula, em busca de ganhos eleitorais. Para o procurador regional eleitoral substituto, Maurício da Rocha Ribeiro, a intenção do pré-candidato foi apresentar sua candidatura, abordando realizações passadas e metas, visando conquistar a confiança dos eleitores.
Para o MP Eleitoral, as estratégias utilizadas por Washington Quaquá promoveram sua candidatura sem que houvesse a necessidade de pedir explicitamente os votos dos eleitores. “O representado buscou exaltar, de modo ostensivo, a sua figura como a melhor opção para as próximas eleições. A dinâmica adotada para burlar a legislação foi abordar temas sensíveis a uma determinada parcela do eleitorado para, posteriormente, assumir o protagonismo de suas realizações”, conclui o procurador.
Previous
Next Post »

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião. ConversionConversion EmoticonEmoticon

Thanks for your comment