terça-feira, 11 de junho de 2013

Obra irregular em Maricá põe em risco a vida de crianças

A todo momento, nossa redação tem recebido denúncias sobre situações de calamidade que afetam todo o município de Maricá, sejam via e-mail, telefone, sms ou através do Facebook, todas têm sido checadas e constatadas, revelando inúmeros casos de descaso e a péssima administração do poder Público atual.

Após realizarmos várias reportagens na semana passada acerca do caos e das dificuldades que os moradores de vários bairros de Itaipuaçu têm passado, principalmente quando chove, recebemos, inusitadamente, via mensagem interna no Facebook, mais uma grave denúncia. Dessa vez, as reclamações vieram provenientes de alguns moradores do bairro São Francisco, em São José de Imbassaí.

Segundo relato de uma moradora, os problemas começaram quando iniciou-se, ali, uma obra para a construção de algumas casas que seriam negociadas através de financiamentos da Caixa Econômica num terreno onde passava um pequeno riacho. Porém, arbitrariamente, o construtor, responsável pela obra, mandou aterrar o tal riacho, que, segundo os moradores, até então, funcionava como um valão, fazendo o escoamento natural das águas das chuvas.  Como resultado, sempre que chove, as outras casas ao redor desta obra, e que ficaram abaixo desse aterro, ficam quase submersas.

Ainda de acordo com a denúncia, há diversos buracos e poços de manilha escondidos pela água que podem causar acidentes e até mesmo a morte de alguma criança. Todavia, o proprietário do terreno e responsável pela obra, apesar da incessante reclamação dos moradores, faz pouco caso e quando alguém lhe faz alguma reclamação, ele simplesmente, desrespeitosamente, responde: "Cada um no seu quadrado!".

Inacreditavelmente, no local, há uma placa de autorização da Secretaria Municipal de Ambiente e Urbanismo.

Nota da redação:

Entramos em contato com a Prefeitura mas até o fechamento desta matéria não obtivemos nenhum retorno.

2 comentários:

Anônimo disse...

Deixa o homem viajar...
Não é isso que o povo quer?

Anônimo disse...

Esse problema ocorre, infelizmente, por toda Itaipuaçu também. Os construtores aterram as valas por onde escoavam as águas pluviais e tudo em sua volta fica alagado, inclusive as ruas. Não há uma obra nova por aqui sem uma grande poça d'água permanente na rua em frente. Os construtores vendem as casas, retiram o seu lucro, deixando a todos os moradores locais esse passivo, a rua cheia de lama acumulada e muitos buracos.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.