Uma tragédia anunciada! 998 casas podem ruir a qualquer momento em Maricá

28/11/2011 - 998 casas no condomínio Sítio Anta Paula, em Inoã, distrito de Maricá, podem desabar a qualquer momento. Além do risco iminente de desabamento, que pode acontecer em efeito dominó, por elas terem sido construídas coladas umas nas outras, há, também, grande probabilidade de ocorrência de doenças, enchentes e incêndios no local.

Segundo a pesquisadora especializada no assunto, Márcia Leal, essas casas foram construídas sobre terreno de tufa e tabatinga e, bem ao lado delas, na estrada do Cassorotiba, haverá obras de escavação onde serão assentados os dutos do Comperj, nos quais correrão em seus interiores os tais "efluentes líquidos" que serão despejados na praia de Itaipuaçu.

Também, segundo declarações do assessor de meio ambiente do CREA, Dr. Adacto, em entrevista a uma rádio comunitária local, em 2009, o problema é bastante grave e preocupante com indícios, inclusive, de risco de saúde pública por consequência  inevitável da proliferação de mosquitos podendo causar uma epidemia de dengue, além de outras doenças graves no local, devido ao lixo acumulado e valões de esgoto a céu aberto. O CREA foi acionado pelo Ministério Público Federal, através do Dr. Wanderley Dantas para se posicionar sobre o problema.

Sobre o risco de desabamento dentro do condomínio Sítio Santa Paula, segundo o próprio assessor do CREA, uma perícia já foi realizada na qual detectou-se problemas de rachaduras nas casas e as mesmas estão afundando por motivos de erro no projeto e uso de material de baixa qualidade, porém o mesmo constatou que na prefeitura não existe mais o projeto, o que tem dificultado substancialmente o trabalho da perícia.

O fato é que, na época, em 1986, por ocasião da gestão do prefeito Luciano Rangel, a prefeitura anunciou uma inscrição para aquisição de casas populares, em sociedade com a COFLUHAB que, apesar de, inicialmente, ser um projeto para atender especificamente à população de baixa renda, teria total infraestrutura de saneamento, ruas asfaltadas, iluminação, etc, conforme anúncios divulgados pela prefeitura na época, porém com o passar dos anos a realidade foi outra, totalmente diferente. Além da obra ter sido entregue sem o "habite-se", sem sistemas de esgoto, de drenagem e iluminação, as prestações foram subindo absurdamente, fazendo com que os mutuários não pudessem mais honrá-las mensalmente. Então, os moradores, através da advogada Dra. Joelza, também moradora, propuseram um acordo ao Sr. João Batista da COFLUHAB, no qual solicitavam que a Companhia baixasse o valor das prestações e aumentasse o prazo para pagamento. Inicialmente esse acordo foi aceito, mas posteriormente, sem qualquer explicação, a empresa voltou atrás e, deslealmente, iniciou a execução de todos os moradores envolvidos no acordo. Depois disso, a COFLUHAB não mais atendeu a Dra. Joelza.

Assim, a advogada entrou com ação no MP e iniciou uma investigação por conta própria, em conjunto com outros moradores, na qual descobrira-se que a COFLUHAB, desde a 6ª prestação, não repassava os valores à Caixa Econômica Federal. Souberam, inclusive, que a mesma não repassava os valores à seguradora e por esse motivo não eram efetuadas obras de melhorias no condomínio.

Com o surgimento e detecção de vários problemas no condomínio, constatou-se que as unidades residenciais foram construídas sobre um plástico preto e que sob as mesmas não existiam sapatas e nem radier. Consequentemente, devido a essa falha estrutural e sem a presença de colunas de concreto, as casas começaram a apresentar enormes rachaduras e sinais de afundamento. Nas paredes, não foram utilizados tijolos, mas sim placas de cimento que eram coladas umas nas outras, bem como nos tetos das casas, proporcionando risco de vida para os moradores.

O Itaipuaçu Site esteve no local e constatou a gravidade da situação e, como a informação é a sua função principal, independentemente de classes sociais, políticas ou partidárias, vem através dessa reportagem, em letras garrafais, fazer um apelo em nome das 998 famílias para que o Ministério Público agilize as providências a fim de que, pelo menos, minimize, a tempo, essa tragédia anunciada.

Confira as fotos abaixo:














Comentários

  1. Marcelo, embora o Juizo da 4ª Vara Civel Federal de Niteroi tenha adotado medidas para que o pior não aconteça , este foi enganado pois a defesa Civil na pessoa do Sr. Jefferson, não fez o determinado, não visitou as casas para saber do estado de cada uma, e em conversa comigo afirmou que se as casas estavam neste estado e por falta de manutenção( estranho as mesmas palavras dos advogados da Cofluhab) esquecendo que existem varias reclamações dos Mutuarios, quanto ao estado dos imóveis, fica aqui o alerta pois o que vier a acontecer (de pior) será de total responsabilidade da Prefeitura e deste senhor, tambem fica provado a falta de respeito a Justiça, e a falta de respeito com aqueles que pagam um valor esorbitante de IPTU

    ResponderExcluir
  2. Joelza. Você pode me passar o seu email? Tenho interesse em discutir o tema, pois meus pais são proprietários de uma casa lá.

    ResponderExcluir
  3. É isso aí Joelza. Não é admissível que uma liminar judicial não seja cumprida. O que vamos esperar, cair todas as casas, matar gente aqui para só então ter providências. Não acredito que a Prefeitura queira assumir mais este risco. Ela é acionista da COFLUHAB e portanto tem responsabilidade nisso. Estamos tratando de risco de vida e saúde. Precisamos de soluções imediatas, antes que aconteça uma tragédia.

    ResponderExcluir
  4. Dra. Joelza,

    Gostaria de se puder,uma orientação para nós compradores de imóvel no local.
    Podemos entrar com algum processo contra os órgãos que nos venderam o imóvel, dando como legalizado e em condições de moradia? Como proceder nesse caso? Agradeço a orientação dada.
    Meu e-mail é vaniajav@gmail.com ou vaniajav@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  5. A dRA. JOELZA E DEMAIS MORADORES DESTE CONDOMÍNIO, A SITUAÇÃO EM MARICÁ JÁ DE ÉPOCAS E ADMINISTRAÇÕES PASSADAS E ATUAIS TEM O PERFIL DA IRRESPONSABILIDADE E CRIMINOSA, NO ENTANTO OS CANDIDATS QUE AÍ ESTÃO SE APRESENTANDO A POPULAÇÃO, FORAM ADMINISTRADORES NO PASSADO E SE QUALIFICAM NESTE PERFIL, E OS RECENTES SÃO ATÉ DESCENDENTES DO PREFEITO IRRESPONSÁVEL E ORIGINADOR DESTE PROBLEMA, FIQUEM ALERTA E CONTINUEM NESTA LUTA E REPUDIEM ESTAS PESSOAS, VOTEM NULO, ANULEM O VOTO, DENUNCIEM COMPRA DE VOTOS, POIS SE DERMOS MAIS UMA CHANCE A ESTES SENHORES, ESTAREMOS NO CONTINUÍSMO DESTES CRIMES CONTRA A PPULAÇÃO, QUE SANTA PAULA SEJA A BANDEIRA DO COMPROMISSO SÉRIO COM A COISA PÚBLICA, SALVE SANTA PAULA.

    ResponderExcluir
  6. SE AS CASAS ESTÃO CAINDO, A CULPA SÃO DOS DONOS. POIS CADA UM DEVE FAZER A MANUTENÇÃO DA PRÓPRIA. MAIS COMO 60%, SÃO INVASORES, NÃO ESTAM NEM AI SE AS CASAS VÃO CAIR OU NÃO.

    ResponderExcluir
  7. O "Engenheiro" formado não sei em que "Faculdade" acima deve ser um perito em entenderia pois que está indo de encontro a opinião de vários técnicos, inclusive do CREA. Será que o moço(a) acima não será também um invasor? Ou não teria algum interesse em que o "cãodomínio" acabasse ou virasse de vez uma favela? Presta atenção. Procura se informar direitinho, procura ver a Ação que corre na Vara Federal (eu disse Federal) e depois vem dar palpite.

    ResponderExcluir
  8. Dra Joelza,eu comprei uma casa nesse condomínio nos primeiros dias de venda da cofluhab,morei 2 anos e vendi com todas as prestações em dia,passei uma procuração para a compradora transferir toda documentação para seu nome e a mesma não fez,vendeu o imóvel para outra pessoa e essa não pagou nem uma prestação,passados 23 anos fiquei sabendo que estava no spc havia uma dívida de 35.000,00 em meu nome,fui até a cofluhab e me foi indicado pedir reintegração de posse,consegui o imóvel de volta mais ainda estou com a dívida,eu preciso mesmo pagar ou posso entrar com um processo contra a cofluhab,afinal o condomínio está em péssimo estado e nem água tem,como devo proceder diante dessa denúncia que acabo de ler aqui? meu e-mail:dedaerico@hotmail.com quero vender o imóvel mais com essa dívida fica difícil,desde já agradeço

    ResponderExcluir
  9. o condominio ta abandonado pele prefeito nao ta passando nem lixeiro. assim e mole fala ne meu amigo quero ver fika aqui assim .e nao tem muitas casas envadidas nao. a prestaçao.e o iptu q sao muito caro

    ResponderExcluir
  10. a invasao existe e e ha muito tempo, compramos tivemos maior caarinho para muitoa se apoderarem na maior cara de pau, vendi a casa e nao me arrependo, mediante tanta coisa errada ali, eu espero que as autoridades ponha a situaçao em dia com aconfluab, pois isso a prestaçao e ridicula morar ali, sem condiçoes nenhuma, e ppedir caro pra isso?? espero que tudo seja solucionado, quem me indicou comprar ali nao foi amigo , foi inimigo!!!

    ResponderExcluir
  11. Vamos ver se agora vai melhorar.... Tataí ganhou de novo pq nós moradores votamos nele.... vamos ver se agora ele vai ajudar a fazer alguma coisa ou vai fazer igual da primeira vez que o sucesso subiu para a cabeça....

    ResponderExcluir

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.