Cai o pano! Encontro entre Cabral e Quaquá revela a farsa anunciada

PT e PMDB de mãos dadas em Maricá



Logo após a solenidade de inauguração da UPA, na tarde desta quinta-feira, em Inoã, o governador Sérgio Cabral e sua comitiva, composta pelo vice-governador Pezão, o ministro da saúde Alexandre Padilha e o deputado Paulo Melo, este, até então tido como apoiador incondicional do candidato de oposição Ricardo Queiroz (PMDB), encontraram-se com o atual prefeito e candidato à reeleição, Washington Quaquá (PT), próximo a uma quadra de esportes, na mesma localidade, onde o helicóptero do governador o aguardava.

Zeidan, Cabral, Quaquá e Pezão
Neste encontro houve muitos abraços, poses para fotos com populares, afagos e elogios mútuos. O deputado Paulo Melo, percebendo a presença da nossa equipe, temendo constrangimentos com o seu suposto “afilhado”, Queiroz, procurou esquivar-se das nossas câmeras e evitou ser fotografado ao lado de Quaquá e Cabral. Entretanto, numa rápida declaração a nossa equipe, Quaquá confirmou o apoio do governador à sua campanha e a aliança entre os partidos.

Assim que o governador partiu, segundo ele para um outro compromisso de campanha em Búzios, entramos em contato com o candidato a prefeito de Maricá pelo PMDB, Ricardo Queiroz, via celular, a fim de saber a sua opinião sobre o encontro entre Paulo Melo, Cabral e Quaquá. Demonstrando surpresa, porém discreto, declarou não saber nada a respeito e que, apesar da suposta existência verídica dessa aliança, sua candidatura continuaria de pé.

Paulo Melo e Robson Dutra
Devido aos últimos acontecimentos recheados de boatos e declarações contraditórias, tudo leva a crer que a briga, nesse momento afunilado, será entre Delaroli e Quaquá.

Segundo fontes, alguns dos principais empresários da cidade, na noite de ontem, teriam se reunido e decidido dar apoio total à candidatura de Marcelo Delaroli (DEM) nessa reta final.

Analisando o panorama político a nível estadual, vislumbra-se uma equação exata, pois devido ao crescimento meteórico na popularidade de Marcelo dentro do município, lideranças do PMDB temem a ascensão do DEM na região, o que poderia causar a volta do ex-governador Antony Garotinho ao poder nas próximas eleições estaduais.

Paulo Melo e Quaquá se despedem do governador Sérgio Cabral
Não obstante às elucubrações e às fórmulas algébricas, o fato é que na rua do Céu, onde mora a família Caetano, da empresa de transportes Nossa Senhora do Amparo, todas as casas já estão com placas de Marcelo Delaroli.

A pergunta que não quer calar, é: Teria o candidato Ricardo Queiroz, realmente, fechado o acordo com Quaquá, ou estaria ele, inocentemente, sendo usado?

                           

Comentários

  1. Ridiculo!Não estou entendedo está posição.O Quaqua infelizmente é o prefeito de Maricá.Ele não pode ir a inauguração agora vc acha que eleia deixar passar está oportunidade de ir l falar com o governador.São duas pessoas publícas e eleitas.

    ResponderExcluir
  2. A questão nesse caso não é o encontro do prefeito com o governador, apesar de Cabral ter ficado em cima do muro sempre, mas sim a traição do deputado Paulo Melo a Ricardo Queiroz. Excelente reportagem. O povo precisa saber que nessa política suja de Maricá não há nenhum santo. A estratégia do Quaquá tirar votos do candidato do DEM através da manutenção da campanha de Ricardo está bem implícita.

    ResponderExcluir
  3. Caso o atual prefeito (o marreco petralha) seja reeleito, ele não fará nada pela população de MARICÁ, visto que não poderá se recandidatar a um terceiro mandato. Quem votar no pato agora ou no Ricardo estará condenando todos ao purgatório.

    ResponderExcluir
  4. Prezado leitor anônimo do comentário postado às 13h18, infelizmente ele não pôde ser aprovado devido às palavras de baixo calão nele inseridas. Apenas reformule-o retirando-as que o aprovaremos.
    Obrigado e boa leitura!

    ResponderExcluir
  5. O candidato Ricardo Queiroz, ele tem um compromisso com o povo,se ele estiver em acordo com Quaquá, acredito, que acabou sua vida política.

    ResponderExcluir
  6. Quaquá como esta em 3º nas pesquisas quis se aproveitar do Governador para aparecer, por conta de campanha o TRE proibiu que o Governador pudesse reinterar seu apoio Ao Ricardo Queiroz durante o evendo e, só alguém sem muita inteligencia, ou com terceiras intenções políticas para achar que o PMDB, podendo ter todo município para ele iria querer que um candidato cassado (com recurso) Quaquá do PT fosse o seu candidato preferencial.

    ResponderExcluir
  7. SENDO TUDO MANOBRAS POLÍTICAS, ESTAMOS VENDO O CENARIO CAÓTICO POLÍTICO QUE ENCONTRASE O MUNICIPIO DE MARICÁ, UMA GRANDE GUERRA DE VAIDADE POLÍTICA, QUE NÃO VAI LEVAR NOSSO MUNICIPIO A NADA, SÓ DEMONTRA QUE OS DOIS CANDIDATOS PATO E QUEIROZ ESTÃO ARMANDO PARA A POPULAÇÃO CAIR NESSA ARMADILHA, GRAÇAS AO ITAIPUAÇU SITE, FICAMOS SABENDO DESTA ARMADILHA. PARABÉNS.

    ResponderExcluir
  8. Antes de mais nada quero dizer que não apoio ninguém, Só sei de uma coisa esse Ricardo Queiros em seus 8(OITO)anos de governo "NÃO FEZ NADA E NÃO TROUXE NADA PARA O MUNICÍPIO ESPECIALMENTE ITAIPUAÇU" Quanto a inauguração da UPA o que queriam que ele fisese, é como se uma visita fosse em sua casa e você saísse de casa na hora que ela chegasse, isso chama-se EDUCAÇÃO, faça o seguinte quem não gostou quando precisar de socorro vá em outro lugar! Caraca neguinho só reclama, quando não faz reclama quando faz reclama também. toma jeito.

    ResponderExcluir
  9. Sr.Denilton, a UPA é obra Estadual e pelo que tomamos conhecimento através do ITAIPUAÇU SITE, quem tem que receber os agradecimentos é o lider comunitátio o Sr.Eduardo e o deputado estadual Bruno Correia,e não QUAQUÁ procura se informar.

    ResponderExcluir
  10. Prezado leitor anônimo do comentário postado às 12h19. Infelizmente, o seu comentário não foi aprovado devido a tentativa de confundir os nossos leitores quanto à credibilidade da matéria.

    Gostaríamos de esclarecer-lhe que, na referida matéria, não houve nenhuma montagem e em nenhum trecho é mencionado que o encontro do prefeito com o governador foi durante a inauguração da UPA.

    Sendo assim, recomendamos a releitura do texto.

    Obrigado e boa leitura!

    ResponderExcluir
  11. Mandei um comentário,mas,não foi com a intenção de confundir o leitores,e muito menos duvidar da credibilidade da matéria,pode ser que eu na hora não tenha expressado o que eu gostaria.Mesmo assim quero parabenizar toda a equipe do ITAIPUAÇU SITE,pelo excelente trabalho que vem fazendo.Também peço-lhes mil desculpas,porque não era essa minha intenção,da maneira que entenderam.Abraços

    ResponderExcluir
  12. Certamente esse pano acabou de cair mesmo. O Garotinho possui um eleitorado forte aqui em Maricá, principalmente em Itaipuaçu e Inoã por ter duplicado a Rodovia Amaral Peixoto durante a gestão de Ricardo Queiroz. O PMDB que pretende botar Pezão como o próximo governador em substituição a Cabral, quer a caveira de Garotinho. Por isso Ricardo continua na disputa tirando os votos da oposição, já que, segundo pesquisa mencionada em outra matéria, Delaroli já estaria coladinho em Quaquá. Excelente reportagem.

    ResponderExcluir
  13. O comentário de 23/09 das 9:47 é em relação ,ao comentário de 22/09 das 17:29, fiquei preocupada porque ainda não tinha visto,então mandei um comentário me desculpando.Respeito muito o trabalho dos Senhores.

    ResponderExcluir
  14. Prezada leitora do comentário postado em 22/09 às 17:29, informamos que o mesmo foi publicado. É referente a uma observação sobre o comentário do Sr. Denilton, não é mesmo? Confira, por gentileza,5 comentários acima.
    Obrigado pela sua participação e pelo elogio ao nosso trabalho!
    Boa leitura!

    ResponderExcluir
  15. Aparício Fernando28 de julho de 2013 19:17

    Num ‘jogo de cartas marcadas’, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Participação Popular de Maricá promoveu em abril de 2013 um Processo Seletivo Simplificado para contratação por tempo determinado para Assistentes Sociais e Psicólogos. Como já era previsto, segundo ‘voz corrente’ entre os inscritos, somente os candidatos que foram demitidos e eram remanescentes do último processo foram selecionados para reintegrar os quadros oferecidos pela Secretaria. A relação nominal dos candidatos aprovados deixa clara a intenção da Secretaria de reconduzir seus ‘apadrinhados’ aos cargos disponíveis. Dos 30 primeiros Assistentes Sociais aprovados e convocados 20 são ex-contratados e os outros 10 têm de uma forma ou de outra ‘afinidades’ com membros do governo de Maricá. Do 31º ao 40º colocado, número limite de convocações explicitas no edital, todos também têm alguma ligação com a cidade. A partir do 41º até o 134º, em sua grande maioria, só consta candidatos de outros municípios, chamados de ‘estrangeiros’.
    Outro dado alarmante é a coincidente sequência de aprovados em relação à numeração da inscrição. O número de inscrição de cada candidato foi atribuído por ordem de chegada ao local indicado. Pois bem, estranhamente algumas sequências de aprovados deixam margem à especulação em relação à lisura do processo seletivo. Candidatos com números de inscrição: 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 10; 55, 56, 57 e 58; 105, 106, 108 e 109 estão entre os 30 primeiros convocados, numa clara evidência de que essas pessoas estavam em grupo. Sendo no mínimo conhecidas, mesmo porque trabalhavam juntas até bem pouco tempo como contratadas na Secretaria Municipal de Assistência Social e Participação Popular. Isso deixa claro de que esses candidatos aprovados marcaram, entre si, dia e horário para efetuarem suas inscrições em conjunto.
    Tal atitude da Secretaria Municipal de Assistência Social e Participação Popular de Maricá denota total falta de respeito com os candidatos que vieram dos mais distantes lugares, tanto para fazerem as inscrições quanto para a redação. Os candidatos, iludidos, perdem tempo e dinheiro quando na realidade estava tudo combinado e já se sabia quem seriam os aprovados no fatídico processo seletivo. Inclusive no dia da redação, 28/04, o comentário entre os candidatos era de que somente os inscritos que haviam sido demitidos anteriormente por término de contrato é que seriam aprovados. Após a aplicação da redação, já do lado de fora do C.E.M. Joana Benedicta Rangel, ouviu-se relatos de que os servidores da Secretaria que monitoravam os candidatos trataram os mesmos com desdém e ‘piadinhas’ em ‘tom’ irônico. Curiosamente alguns candidatos, em várias salas, entregaram a folha de redação com apenas 20 minutos do seu início enquanto outros demoraram até 3 horas para terminá-la.
    Se a intenção da Secretaria era realocar os ‘apadrinhados’ deveria apenas readmiti-los, e não usar de má fé gerando uma falsa expectativa nos incautos candidatos. Cabe agora ao Ministério Público averiguar essas denúncias solicitando à Prefeitura de Maricá explicações materiais sobre a probidade na execução do Processo Seletivo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.