domingo, 30 de setembro de 2012

Fluzão vence o Flamengo e dispara na liderança. Vasco vence em casa e Botafogo é derrotado pelo Bahia, fora.

Fred marcou um golaço
e decidiu de novo.
Flamengo 0 x 1 Fluminense

Assim como no jogo do primeiro turno, Fred fez o gol que garantiu a vitória tricolor. Agora o Flu está 6 pontos a frente do Atlético-MG e tem tudo para conquistar o Brasileirão pela segunda vez em três anos. Para o Flamengo, o sonho do G4 ficou mais distante.

O jogo começou pegado e com poucas oportunidades. Um chute de Ramon para fora era o lance mais perigoso do jogo até que aos 17, Deco lançou na área para Fred, livre, acertar um lindo voleio sem chances para Felipe. Golaço.

Após sofrer o gol, o Flamengo foi pra cima e no contra-ataque, por pouco o Flu não marcou o segundo com Wellington Nem, que recebeu de Deco e encobriu Felipe, porém a bola foi muito alta e Frauches afastou de cabeça. Aos 20, Ibson aproveitou cruzamento e quase marcou de cabeça. A bola passou próxima à trave direita depois de tocar no chão.

Aos 22, a melhor chance rubro-negra no primeiro tempo foi desperdiçada por Ibson. O camisa 7 fez rápida tabela com Cléber Santana e bateu em cima de Cavalieri. O jogo ficou mais preso no meio-campo e as emoções ficaram guardadas para o segundo tempo.

No início da etapa complementar, Thiago Neves por pouco não ampliou o marcador em cobrança de falta que foi na trave. No lance, o goleiro Felipe já estava batido. Aos 10, novamente em cobrança de falta, o camisa 10 do Flu mandou rasteira e Felipe espalmou com dificuldades.

Aos 13, Ramon cruzou fechado e Digão afastou o perigo, quase marcando gol contra. O Flamengo tentava chegar, mas não conseguia uma chance clara de gol. Aos 23, Thaigo Neves, mais uma vez, bateu falta com perigo. Dessa vez a bola acertou o travessão. Aos 33, Ramon chegou pela esquerda e cruzou com capricho para Nixon, que testou firme no meio do gol. Cavalieri espalmou para escanteio.

Aos 40, Bottinelli sofreu pênalti de Diguinho. Na seqüência do lance, Renato balançou as redes, mas o árbitro já havia parado o jogo. O meia argentino se encarregou da cobrança, mas parou no goleiro tricolor. Segundos depois do pênalti, Vagner Love recebeu de Renato e fez o gol, porém o atacante rubro-negro estava em posição irregular e o gol foi anulado.

Vitória do Flu, que disparou na liderança e vê a taça cada vez mais perto. Para o Flamengo, a derrota significa uma distância de 13 pontos do G4.

O Tricolor tem outro clássico na próxima rodada diante do Botafogo, no sábado. Já o Flamengo pega o Bahia, quinta-feira, no Engenhão.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 0 X 1 FLUMINENSE
Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 30/9/2012 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa/RJ)
Auxiliares: Rodrigo Pereira Joia (Fifa/RJ) e Ediney Guerreiro Marcarenhas (RJ)
Renda e público: R$ 768.955,00 / 25.313 pagantes / 30.844 presentes
Cartões amarelos:
 Amaral e Ramon (FLA); Digão, Edinho, Jean e Thiago Neves (FLU)
Cartões vermelhos: Ramon 47'/2ºT (FLA)
Gols: Fred 18'/1ºT (0-1)
FLAMENGO: Felipe, Wellington Silva, Frauches, Marcos González e Ramon; Amaral (Renato 26'/2ºT), Ibson, Léo Moura (Bottinelli 20'/2ºT) e Cleber Santana; Liedson (Nixon 20'/2ºT) e Vagner Love - Técnico: Dorival Júnior.
FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Digão e Carlinhos; Edinho, Jean, Deco e Thiago Neves (Wágner 35'/2°T); Fred (Diguinho 38'/2°T) e Wellington Nem (Marcos Júnior 27'/2°T) - Técnico: Abel Braga.


Juninho foi o dono da bola.
Vasco 3 x 1 Figueirense

Jogando em casa, com Felipe e Juninho juntos, o Vasco fez um segundo tempo convincente e, comandado pelo Reizinho, derrotou o quase rebaixado Figueirense.

O jogo começou com o Vasco partindo para cima. Aos 11, Wendel ficou na cara do gol e tentou encontrar o canto esquerdo de Wilson, mas a bola foi para fora. No minuto seguinte, o Figueira respondeu e num contra-ataque fulminante, Caio saiu em velocidade e bateu na saída de Fernando Prass para abrir o placar.

Aos 13, Juninho quase marcou em chute de longe, defendido por Wilson. O Bacalhau pressionava em busca do empate e algumas oportunidades foram perdidas. Aos 32, em uma jogada rápida, Helder tabelou com Aloísio e quase marcou o segundo dos catarinenses.

Aos 33, o Vasco chegou ao empate. Felipe, até então pouco participativo, recebeu pela esquerda e lançou Juninho na entrada da área, o Reizinho matou no peito e deu bela assistência para Luan. O garoto, já dentro da área, bateu rasteiro e empatou o jogo. Até o fim do primeiro tempo, apenas uma finalização de Alecsandro de fora da área proporcionou algum momento de perigo.

Na segunda etapa, o Figueira quase marcou no minuto inicial em bomba de Elsinho, que parou em Prass. Aos 5 minutos, Luan tocou para Juninho na linha de fundo e o craque cruzou para a área. Tenório subiu mais que a zaga e cabeceou para virar a partida. O Demolidor tem tido atuações muito superiores as de Alecsandro e já está na hora do camisa 9 perder a vaga no ataque para Eder Luis.

Depois do gol, o Vasco se encolheu e passou a dar espaços na defesa. O Figueirense assustava em algumas chegadas, mas não conseguia concluir com êxito. Aos 19, Julio César acertou o gol, mas Fernando Prass salvou. Aos 34, o Gigante da Colina fechou o placar. Felipe Bastos cobrou escanteio, Dedé ajeitou e Juninho fuzilou. Duas assistências e um gol do Reizinho, o grande nome do jogo.

O Vasco volta a campo sábado diante do Atlético-GO fora de casa.

FICHA TÉCNICA
VASCO 3 X 1 FIGUEIRENSE
Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 29/9/2012 - 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Auxiliares: Marcio Eustáquio (MG) e Cleriston Clay Rios (SE)
Público/Renda: 5.062 pagantes/R$ 168.510,00
Cartões amarelos: Botti (FIG)
Cartões vermelhos: -
GOLS: Caio, 12'/1ºT (0-1); Luan, 33'/1ºT (1-1); Tenório, 5'/2ºT (2-1); Juninho, 34'/2ºT (3-1)
VASCO: Fernando Prass, Luan (Fellipe Bastos, 22'/2ºT), Dedé, Fabrício e Thiago Feltri; Nilton, Wendel, Juninho e Felipe (Jhon Cley, 18'/2ºT); Tenório (Eder Luis, 11'/2ºT) e Alecsandro. Técnico: Marcelo Oliveira
FIGUEIRENSE: Wilson, Elsinho, Guti, Edson e Helder (Guilherme Lazaroni, intervalo); Jackson (Almir, 20'/2ºT), Túlio, Claudinei e Botti; Caio (Júlio Cesar, 24'/1ºT) e Aloísio. Técnico: Márcio Goiano.


Jorginho chegou e mudou o Bahia,
que é o melhor time do returno.
Bahia 2 x 0 Botafogo

O jogo começou com o Bahia pressionando, colocando uma correria pra cima do Botafogo. Aos 18 minutos, Fahel abriu o placar depois de cobrança de escanteio. No lance, Fábio Ferreira não subiu tanto como o jogador do Bahia, que cabeceou com certa liberdade.

O time carioca tocava a bola com lentidão e não se movimentava muito. Elkeson, principalmente, era desarmado e antecipado com facilidade. A equipe da casa buscava os contra-ataques, porém não tinha sucesso.

Aos 44, Andrezinho tabelou com Lodeiro e saiu na cara de Marcelo Lomba e cruzou para o meio da área, porém Elkeson não chegou a tempo de concluir para o gol vazio. O meia botafoguense poderia ter chutado. No minuto seguinte, em cobrança de escanteio, Lodeiro apareceu livre na área, mas a cabeçada do Uruguaio foi para fora.

A segunda etapa foi um verdadeiro ataque contra defesa. O Glorioso pressionando e o Bahia saindo nos contra-ataques. Aos 15, Elias arrancou pela direita, passou por três marcadores e achou Lulinha no meio, que ajeitou para Gabriel chutar com muito perigo à direita da meta de Jefferson.

O Botafogo não conseguia criar boas chances e o Bahia desperdiçava o último passe, quase sempre com um de seus jogadores ficando em impedimento. Assim como no primeiro tempo, Andrezinho desperdiçou a melhor chance alvinegra. Depois de rápida troca de passes, o meia recebeu na grande área e tinha um zagueiro à sua frente e Seedorf, livre ao lado. Ele fez a pior escolha e tentou driblar o zagueiro para chutar, mas foi travado e ficou só com o escanteio.

Pelo Bahia, Kléberson entrou e quase marcou aos 36, encobrindo Jefferson, que fez linda defesa. Aos 40, o ex-meia da seleção brasileira, deu ótimo passe para Hélder, que driblou Jefferson e deu números finais ao jogo. Fim de jogo.

O Botafogo volta a campo no próximo sábado para enfrentar o líder Fluminense.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 2 X 0 BOTAFOGO
Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)
Data-Hora: 30/9/2012 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Auxiliares: Rogério Lima da Rocha (SE) e Charles Hebert Cavalcante Ferreira (AL)
Renda e público: R$ 512.715,00 / 22.708 pagantes 
Cartões amarelos: Titi (BAH); Fábio Ferreira (BOT)
Cartões vermelhos: -
Gols:
 Fahel 17'/1ºT (1-0) e Hélder 40'/2ºT (2-0)
BAHIA: Marcelo Lomba, Neto, Danny Morais, Titi e Jussandro; Fahel (Fabinho 16'/2ºT), Diones, Hélder e Zé Roberto (Lulinha - Intervalo); Gabriel (Kleberson 33'/2ºT) e Elias - Técnico: Jorginho.
BOTAFOGO: Jefferson, Lucas, Fábio Ferreira, Dória e Márcio Azevedo; Gabriel, Jadson (Vitor Júnior 18'/2ºT), Lodeiro (Rafael Marques 25'/2ºT), Seedorf (Bruno Mendes 41'/2ºT) e Andrezinho; Elkeson - Técnico: Oswaldo de Oliveira.


Todos os Resultados:


Tabela de Classificação:


Clique aqui para ler mais notícias sobre Esportes.

0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.