Esquema de licitações manipuladas em Maricá é descoberto por vereador

"Melhor seria se tivéssemos o Ali Babá, com apenas os seus quarenta ladrões, como prefeito!" Com esta frase exclamativa o vereador Claudio Ramos (PDT) resumiu o seu discurso, ontem, na tribuna da câmara, sobre a qual denunciou mais um esquema, descoberto por ele, de vício e manipulação nos processos licitatórios da Prefeitura de Maricá.

A suposta fraude em questão envolve a Subsecretaria Municipal de Energia e Iluminação Pública, diretamente ligada ao gabinete do prefeito, cujo subsecretário, durante quase toda a gestão administrativa, foi o ex-candidato a vereador Adelso Pereira, eleito, sob suspeitas e indícios de prováveis irregularidades.

A licitação

Em maio deste ano, foi publicado no JOM um Aviso direcionado a empresas interessadas em participar de um processo licitatório cujo objeto seria a aquisição de material elétrico para atender as necessidades da Prefeitura no valor global de R$ 1.467.353,58 (um milhão, quatrocentos e sessenta e sete mil, trezentos e cinquenta e três reais e cinquenta e oito centavos).

Cinco empresas apresentaram propostas, sendo que duas delas acabaram sendo desclassificadas. Em 22 de maio, aconteceu o pregão presencial. No dia 15 de outubro, através do JOM nº 327, foi publicada a homologação de três empresas vencedoras: ADVANCE LAGOS COMÉRCIO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO LTDA, ELETRO PLANO COMERCIAL ELÉTRICA LTDA e WIKO DO BRASIL COMÉRCIO DE MATERIAIS.

A empresa Advance Lagos ficou com, praticamente, 90% do valor global, e o restante dividido entre as outras duas empresas, Wiko do Brasil e Eletro Plano, ambas suspeitas de possíveis ligações com a Advance Lagos.



A denúncia e o indício da fraude

Cerca de quinze dias antes da realização do Pregão Presencial (marcado para o dia 22 de maio), o gabinete do vereador Claudio Ramos recebeu uma grave denúncia, a qual apresentava a empresa Advance Lagos como sendo carta marcada e vencedora da licitação. 

Após estudos e investigações meticulosas, e, verificada a confiabilidade do denunciante, Claudio Ramos, por conta própria, decidiu publicar, dois dias antes da realização do Pregão, um comunicado na seção de classificados do Jornal O Fluminense com o  resultado do pregão presencial nº 049/2012 anunciando como vencedora a empresa Advance Lagos.
Ministério Público

Na manhã desta quarta-feira (24), o vereador Claudio Ramos apresentou denúncia do caso ao Ministério Público. Antes porém, reuniu-se com a promotora Dra. Renata Scarpa, que, após ouvi-lo, vislumbrou fortes indícios de fraude e garantiu que levará o caso adiante.



Previous
Next Post »

6 comentários

Click here for comentários

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião. ConversionConversion EmoticonEmoticon

Thanks for your comment