quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Vasco sofre virada do Inter e se complica para chegar à Libertadores, já Botafogo mantém o sonho continental vivo com vitória sobre o Figueirense.

Forlán e D'ale se abraçam. Os gringos
acabaram com o Vasco.

Vasco 1 x 2 Internacional

Após sair na frente, o Vasco permitiu a virada do time gaúcho e perdeu a chance de encostar no G4. Agora o time cruzmaltino tem seis jogos para tirar os cinco pontos de vantagem do São Paulo, 4º colocado.

O Gigante da Colina começou o jogo pressionando. Com 1 minuto de jogo, Felipe Bastos recebeu de Wendel e finalizou para a primeira defesa de Muriel no jogo. Aos 3, foi a vez do Inter chegar. Nei bateu de longe e carimbou o travessão. Aos 16 minutos, Felipe deu lindo passe para Juninho, que dentro da área, chutou em cima do goleiro, perdendo grande chance. Na sequencia do lance, Eder Luis chutou forte, mas também mandou em cima do goleiro colorado.

Aos 22 minutos, Felipe lançou Juninho pela direita. O Reizinho cruzou rasteiro para Jonas, que girou sobre a zaga e mandou no canto para abrir o placar. Cinco minutos depois, Dedé errou um domínio na zaga e a bola ficou com Forlán que bateu forte para bela defesa de Fernando Prass. Aos 33, D’alessandro fez grande jogada e deu passe açucarado para Forlán só tocar na saída de Prass e empatar o jogo.

Aos 43, Nilton driblou Juan e bateu forte, acertando a rede pelo lado de fora. Dois minutos depois, aconteceu a virada do time gaúcho. Após troca de passes do Inter, a bola chegou a D’alessandro, que deu outro belo passe para Forlán, que bateu entre as pernas de Prass e marcou seu segundo gol na partida.

Precisando empatar ou até mesmo virar a partida, esperava-se mais do Vasco na segunda etapa, mas o time não mostrou reação. Para piorar, Dedé foi substituído aos 12 minutos e saiu de maca, com dores musculares. Aos 19, D’alessandro cruzou para Fred, que dominou e bateu cruzado, fazendo a bola tirar tinta da trave esquerda do Vasco. Nem as entradas dos garotos Marlone e Maicon Assis nas vagas de Felipe e Fellipe Bastos deram novo ânimo ao time, que era dominado pelo Inter.

Um cruzamento muito alto de Marlone na boca do gol foi o melhor momento do Vasco em todo o segundo tempo. Muito pouco para quem quer ir à Libertadores. O time gaúcho agora está a apenas um ponto do Vasco e parece mais disposto a lutar contra o São Paulo pela última vaga no torneio continental. O Vasco enfrentará o Corinthians sábado, no Pacaembu, pela próxima rodada do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 2 INTERNACIONAL
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/Horário: 
24/10/2012 - 20h30
Árbitro: 
Heber Roberto Lopes (Fifa/PR)
Assistentes: 
Carlos Berkenbrock (Fifa/SC) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Renda/Público: 
R$138.000,00 / 8.156 presentes
Cartões Amarelos: 
Fellipe Bastos (VAS); Ygor e Guiñazú (INT) 

Cartões Vermelhos: 
Não houve
GOLS:
 Jonas, aos 21'/1ºT (1-0); Forlán, aos 33'/1ºT (1-1) e Forlán, aos 45'/1ºT (1-2)
VASCO: Fernando Prass; Jonas, Dedé (Renato Silva - 13'/2ºT), Douglas e Wendel; Fellipe Bastos (Maicon Assis - 22'/2ºT), Nilton, Juninho e Felipe (Marlone - 13'/2ºT); Eder Luis e Carlos Alberto. Técnico: Marcelo Oliveira
INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Juan e Kleber; Ygor, Guiñazú, Fred (Josimar - 42'/2ºT) e D'Alessandro; Forlán (Rafael Moura - 33'/2ºT) e Dagoberto (Cassiano - 26'/2ºT). Técnico: Fernandão


Seedorf mais uma vez se destacou.
Figueirense 0 x 2 Botafogo

Com muitos sustos e uma boa dose de sorte, o Botafogo não levou gols e se aproveitou da boa fase de Bruno Mendes e da técnica de seu camisa 10 para garantir a vitória sobre o vice-lanterna do campeonato.

Com Lodeiro na vaga do gripado Fellype Gabriel, o Botafogo quase marcou logo aos 2 minutos. O uruguaio fez boa jogada pela esquerda e cruzou para trás, a bola bateu em Helder e tocou na trave esquerda de Wilson. Após o susto, o Figueira foi para cima. Aos 10 e aos 13, Julio César chegou bem próximo de marcar. Primeiro desviando cruzamento de Aloísio, mandando para fora. Depois em chute de esquerda, que carimbou o travessão de Jefferson, que não esboçou reação no lance.

Como quem não faz, leva. O Fogão chegou ao gol aos 14 minutos. Após rápida troca de passes, a bola ficou com Lodeiro, que driblou um marcador e tocou para Bruno Mendes, que chutou rasteiro. Wilson deu rebote e Lodeiro esticou a perna para alcançar a bola. Foi o suficiente para ela ficar para Bruno Mendes, que arrematou para o fundo das redes. Quarto gol do garoto em quatro jogos.

Aos 16, Bruno Mendes deu ótimo passe para Andrezinho, que bateu forte para boa defesa de Wilson. O Botafogo era superior na partida e aos 32, Lima cruzou para o meio da área, o goleiro Wilson afastou a bola com um soco e a mesma ficou com Seedorf, que de primeira, mandou para o gol. O holandês estava fora da área e teve que pegar de bate-pronto. Belo gol.

Para a segunda etapa, o Figueirense veio disposto a mudar o rumo da partida e a desatenção da zaga botafoguense contribuiu para que isso quase acontecesse. Foi do Botafogo, porém, a primeira boa oportunidade, em chute de Seedorf, que passou à direita de Wilson. Aos 21, começou o bombardeio do time da casa. Hélder cruzou da esquerda e Ronny, completamente livre, cabeceou para o chão e viu a bola quicar e sair por cima do gol. Uma chance incrível.

Aos 22, em contra-ataque, Bruno Mendes cruzou rasteiro da direita e Lodeiro perdeu boa chance ao finalizar para fora. Aos 24, Aloísio aproveitou cobrança de escanteio no primeiro pau e desviou para o gol. Lucas, em cima da linha, salvou o Fogão. Aos 39, Aloísio recebeu livre na entrada da área, girou e bateu rasteiro para linda defesa de Jefferson. Aos 44, a última boa chance do jogo terminou em chute de Aloísio para fora.

O Botafogo tenta uma arrancada heróica para ir à Libertadores. Hoje, o time de General Severiano está a oito pontos do São Paulo, 4º colocado. Restam seis jogos e o próximo será em casa, sábado, diante do lanterna, Atlético-GO.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 0 X 2 BOTAFOGO
Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data/hora: 24/10/2012, às 22h (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Pedro Martinelli Christino (PR)
Cartões amarelos: Lucas (3'/1ºT); Túlio (18'/1ºT)
Cartões vermelhos: nenhum
Gols: Bruno Mendes, 14'/2ºT (0-1); Seedorf, 32'/2ºT (0-2)
FIGUEIRENSE: Wilson; Elsinho, João Paulo (Gutti/3' 2ºT), Canuto e Hélder; Jackson, Túlio, Botti (Thiaguinho/15' 2ºT) e Ronny; Julio Cesar (William Potker/Intervalo)e Aloísio. Técnico: Márcio Goiano.
BOTAFOGO: Jefferson; Lucas (Marcelo Mattos/41' 2ºT), Antônio Carlos, Dória e Lima; Gabriel, Jadson, Lodeiro (Fellype Gabriel/27' 2ºT), Seedorf e Andrezinho (Renato/36' 2ºT); Bruno Mendes. Técnico: Oswaldo de Oliveira.



Tabela de Classificação:


0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.