quinta-feira, 29 de novembro de 2012

LIxo de Maricá atrai empresários italianos

Indústria italiana oferece a Maricá projeto de usina de energia elétrica à base de lixo

O boom econômico em Maricá transformou a cidade em polo atrativo para grupos estrangeiros interessados em novos mercados conjugando desenvolvimento à sustentabilidade. Depois de receber, no início do mês, a missão da associação dos construtores civis de Roma (Acer - entidade que reúne 3 mil empresas com faturamento anual de até 50 milhões de euros), a cidade recebeu na semana passada os empresários Alessandro Ferretti e Maurizio Marchetti, dois pesos-pesados da indústria de base italiana.

Ambos estiveram no Paço Municipal e apresentaram aos secretários municipais de Desenvolvimento Econômico, Lourival Casula, e de Fazenda, Roberto Santiago, soluções combinadas para a questão do lixo e da geração de energia alternativa.

Os empresários Ferretti e Marchetti
reunidos com Lourival Casula
Foto: Prefeitura 
Alessandro Ferretti dirige uma construtora especializada em obras pesadas e ofereceu ao município uma usina de energia elétrica baseada na incineração limpa de lixo. Já Maurizio Marchetti, presidente da Euro Consorzio Lavori, fabrica unidades para queima segura de lixo plástico, principalmente pneus, um problema sério de poluição. Segundo ele, a tecnologia - chamada pirólise - é nova e seu uso encontra-se em expansão na Itália. Marchetti também fabrica gramados para campos de futebol, mesclando grama natural à artificial. Os estádios do Novara e do Bari - ambos times da primeira divisão - e o San Siro, do Milan, já utilizam essa técnica.

Fonte: O Itaboraí


0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.