segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Câmara fraca e submissa inicia hoje o período legislativo em Maricá


Hoje (18), a partir das 16h, o poder legislativo maricaense inicia o primeiro período da nova legislatura. Pelo visto, os novos vereadores entrarão para a história como os mais fracos e submissos representantes eleitos para representar o povo na câmara municipal.

Alheios aos anseios da população, eles têm sido apenas meros espectadores das irregularidades que continuam acontecendo no executivo. Mas não se podia mesmo esperar coisa melhor de um poder que, apesar da relação harmônica com o executivo, teria que ser independente. Porém, ao invés de cumprir com seus verdadeiros papéis, os vereadores de Maricá não passarão de meros subordinados e marionetes do prefeito.

Na eleição para a escolha da mesa diretora da câmara, na verdade, quem escolheu a dedo os integrantes foi o próprio prefeito Washington Quaquá (PT), que aliás, em uma escabrosa negociata com a maioria dos vereadores conseguiu colocar na presidência um "braço direito" seu, o ex-líder do governo na câmara na gestão anterior, Fabiano Horta (PT).

Nepotismo, jogo sujo e audácia (o acordo)

Seguindo o curso natural, o vereador mais votado na última eleição, Aldair de Linda (PPL) seria o novo presidente da casa de leis. Entretanto, Quaquá, que, além de parecer não confiar nem um pouco no vereador campeão e temer pela sua inevitável cassação num futuro próximo, convenceu a maioria dos novos legisladores com oferecimentos de cargos às suas digníssimas esposas nas secretarias municipais. Fato é que, a própria esposa do atual presidente da câmara, Rosana Correia dos Santos Horta, é a titular da pasta na secretaria do Trabalho. Outra situação, também não menos vergonhosa, foi a nomeação da esposa do vereador Adelso Pereira, Shirlene de Barros Diniz, como secretária de Energia e Iluminação Pública. O ex-secretário e vereador Jorge Castor, recém remanejado para a Ouvidoria do município, desde a gestão passada tem sua esposa, Laura Maria Vieira da Costa, como secretária de Assistência Social. Marta de Mello Quinan, a secretária de Educação é esposa do ex- secretário e vereador, atual vice-prefeito Marcos Ribeiro, e assim por diante. Todas elas recebendo salário de R$ 12 mil.

Mas, será que essas mulheres teriam capacidade de administrar tais secretarias? De certo que a esposa do ex-vereador Jorge Castor, sim. Todavia, a do vereador Adelson Pereira cujos atributos profissionais estiveram sempre atrás de um balcão de vendas de uma loja de produtos agropecuários em Itaipuaçu, talvez não. Mas isso pouco importa, pois, na verdade quem manda e desmanda na iluminação pública da cidade continua sendo Adelso. E, convenhamos, são 12 mil a mais na conta todo mês.

Para os que não têm esposa ou por quaisquer outros motivos e interesses maiores, houve outros tipos de compensação, como por exemplo o vereador Chiquinho que ganhou a Upa para utilizar de 'cabide de emprego' para os seus eleitores. Sem contar o outro 'cabidão' que é a coleta de lixo, etc.

Diante dessa sujeirada toda, o povo de Maricá vai ficar sem pai, nem mãe. Os revoltados dirão: "O povo é burro! Votou neles, agora tem mais que se ferrar!" Mas talvez o povo nem tenha votado neles. Entretanto, esse é um outro capítulo...




9 comentários:

Anônimo disse...

Bem, se não foi o povo, quem foi? Vi muitos em Itaipuaçu, inclusive umas senhoras saindo do posto Santa Rita chamando o prefeito de 'meu prefeito, o melhor, etc.' Enfim, faço parte do coro: o povo votou: agora PAGA!
O único que 'batia de frente' ficou de fora. Agora, é aguentar 4 anos pra vermos este filme repetir. Fazer o que, população inoperante dá nisso.

O Vigilante disse...

A Prefeitura de Maricá sempre primou pela incompetência, porque a qualidade técnica da grande maioria dos contratados que lá trabalham, não passaria em nenhum concurso público, nenhum mesmo.

É uma gestão literalmente vertical, ou seja, com incapazes de cima a baixo.

O mais importante é que esse povo merece! Afinal, essa incapacidade é o reflexo direto da fragilidade dos movimentos sociais, cuja tônica são os discursos político-partidários e o amadorismo.

Anônimo disse...

O que se faz a indignação é a falta de respeito com os estatutários da prefeitura , onde tem servidor recebendo um salário mínimo. Enquanto os gravatados ganhando um salário altíssimo, até serventes com salário de mil e cem reais. funcionarios antigos são tratados com muita humilhaçao, principalmente os que não são puxa sacos.
O povo merece o que tem, pois diante de tudo tivemos a chance de tirar esta corja do poder. Infelizmente teremos que aguentar mais quatro anos, com o poder executivo e legislativo. Realmente o vigilante disse muito bem, cargo comissionado aprendem com os efetivos e depois tiram sarro com a cara de todos. Concurso público para eles, seria até engraçado se fosse criar um teste concurso interno, a maioria seriam demitidos. Peço aos vereadores que olhem com bastante carinho o salário dos efetivos, pois cargos comissinados ganhar aumento de cem por cento é brincadeira!

Anônimo disse...

Parabéns pela reportagem e coragem de relatar com verdade o que está acontecendo em nosso Município.Estamos a mercê dessa politicagem que tomou conta de Maricá. Fico mais indignada com o MP, que recebe as denúncias e nada faz, Pq será ???? Então vamos aguardar e conviver com o povo que votou nele que são tão culpados quanto eles, pois errar uma vez tudo bem, mas duas já é burrice.

Anônimo disse...

A eleição em Saquarema está sob suspeita de ter sido fraudada. Maricá também pode ter um prefeito eleito ilegitimamente. A diferença de votos entre o primeiro e o segundo colocado é pequena. Houvesse segundo turno aqui o resultado seria outro.

Anônimo disse...

CONCORDO EM PARTE DO VIGILANTE E DO ANÔNIMO DO DIA 18 DE FEVEREIRO - 19:55. REALMENTE AS DENÚNCIAS ESTÃO NO MINITÉRIO PÚBLICO ESTADUAL, EM MARICÁ NAS MÃOS DA DRA RENATA SCARPA, VAMOS COBRAR A ESTA PROMOTORA, PELO MENOS O ANDAMENTO DESTES PROCESSOS, CASO HAJA ALGUMA SUBVERSÃO DOS ATOS QUE O MINISTÉRIO PÚBLICO EM MARICÁ TENHA COMETIDO, FACILITANDO A VIDA DOS ACUSADOS, IREMOS A CORREGEDORIA DO MINISTÉRIO PÚBLICO. AGORA O VIGILANTE DIZER QUE A CULPA DOS FATOS OCORRIDOS RECAEM SOBRE OS MOVIMENTOS SOCIAIS E SUA FRAGILIDADE, EM PARTE ELE TEM ATÉ RAZÃO, DISCURSOS POLÍTICO-PARTIDÁRIOS E AMADORISMO, REALMENTE NÃO POSSO FALAR SOBRE DISCURSOS POLÍTICO-PARTIDÁRIOS, MAS AMADORISMO, SIM, TAMBÉM CONCORDO. AGORA SOU ASSOCIADO DE ASS. DE MORADORES, ESTAMOS REORGANIZANDO PELO MENOS ESTE SEGMENTO E GOSTARIA DE CONTAR COM A PRESENÇA DO VIGILANTE E NÃO SÓ DELE, MAS DE OUTROS VIGILANTES, QUE NÃO FAÇAM DISCURSOS VAZIOS OU FORA DO CONTEXTO, EXTRAPOLANDO E BEIRANDO A LOUCURA. QUANTO Á CAMARA DE VEREADORES, O VER. HELTER FERREIRA VAI FAZER E PEDIR UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE OS AR-CONDICIONADOS INSTALADOS EM SEU E NOS DIVERSOS GABINETES, OU SEJA, NÃO QUE ESTEJA ERRADO, MAS COMO É CONTRA O ANTIGO PRESIDENTE LUCIANO RANGEL, ISTO AGORA PODE, NA ÉPOCA QUE ERA PARA ABRIR INVESTIGAÇÃO E CPI CONTRA O PREFEITO E SECRETÁRIO DE OBRAS, DENÚNCIAS FEITAS POR TIAGO RANGEL, O MESMO SE POSICIONOU DE MANEIRA CONTRÁRIA, BLINDANDO OS INVESTIGADOS, E AGORA QUE POSAR DE BOM MOÇO, VEREADOR, O SR. E OS DEMAIS SÃO APENAS DEMAGOGOS E QUEREM CONTINUAR COM A FAMOSA BOQUINHA, TODOS OS SEUS CABOS ELEITORAIS ESTÃO LOTADOS DENTRO DA SECRETARIA DE AMBIENTE, OU NÃO É VERDADE?

Carlos Alberto disse...

EU CONTINUO SENDO A FAVOR DAS ARMAS!: GOVERNO RUIM TEM QUE SAIR NEM QUE SEJA NA PORRADA...

Aparício Fernando disse...

Num ‘jogo de cartas marcadas’, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Participação Popular de Maricá promoveu um Processo Seletivo Simplificado para contratação por tempo determinado para Assistentes Sociais e Psicólogos. Como já era previsto, segundo ‘voz corrente’ entre os inscritos, somente os candidatos que foram demitidos e eram remanescentes do último processo foram selecionados para reintegrar os quadros oferecidos pela Secretaria. A relação nominal dos candidatos aprovados deixa clara a intenção da Secretaria de reconduzir seus ‘apadrinhados’ aos cargos disponíveis. Dos 30 primeiros Assistentes Sociais aprovados e convocados 20 são ex-contratados e os outros 10 têm de uma forma ou de outra ‘afinidades’ com membros do governo de Maricá. Do 31º ao 40º colocado, número limite de convocações explicitas no edital, todos também têm alguma ligação com a cidade. A partir do 41º até o 134º, em sua grande maioria, só consta candidatos de outros municípios, chamados de ‘estrangeiros’.

Outro dado alarmante é a coincidente sequência de aprovados em relação à numeração da inscrição. O número de inscrição de cada candidato foi atribuído por ordem de chegada ao local indicado. Pois bem, estranhamente algumas sequências de aprovados deixam margem à especulação em relação à lisura do processo seletivo. Candidatos com números de inscrição: 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 10; 55, 56, 57 e 58; 105, 106, 108 e 109 estão entre os 30 primeiros convocados, numa clara evidência de que essas pessoas estavam em grupo. Sendo no mínimo conhecidas, mesmo porque trabalhavam juntas até bem pouco tempo como contratadas na Secretaria Municipal de Assistência Social e Participação Popular. Isso deixa claro de que esses candidatos aprovados marcaram, entre si, dia e horário para efetuarem suas inscrições em conjunto.

Tal atitude da Secretaria Municipal de Assistência Social e Participação Popular de Maricá denota total falta de respeito com os candidatos que vieram dos mais distantes lugares, tanto para fazerem as inscrições quanto para a redação. Os candidatos, iludidos, perdem tempo e dinheiro quando na realidade estava tudo combinado e já se sabia quem seriam os aprovados no fatídico processo seletivo. Inclusive no dia da redação, 28/04, o comentário entre os candidatos era de que somente os inscritos que haviam sido demitidos anteriormente por término de contrato é que seriam aprovados. Após a aplicação da redação, já do lado de fora do C.E.M. Joana Benedicta Rangel, ouviu-se relatos de que os servidores da Secretaria que monitoravam os candidatos trataram os mesmos com desdém e ‘piadinhas’ em ‘tom’ irônico. Curiosamente alguns candidatos, em várias salas, entregaram a folha de redação com apenas 20 minutos do seu início enquanto outros demoraram até 3 horas para terminá-la.

Se a intenção da Secretaria era realocar os ‘apadrinhados’ deveria apenas readmiti-los, e não usar de má fé gerando uma falsa expectativa nos incautos candidatos. Cabe agora ao Ministério Público averiguar essas denúncias solicitando à Prefeitura de Maricá explicações materiais sobre a probidade na execução do Processo Seletivo.

Hipólito José da Costa disse...

Em Saquarema-RJ aconteceu um fato muito estranho. Antes das eleições de 2012 era só andar pelas ruas e perguntar em quem o eleitor iria votar que a resposta era unânime: Pedro Ricardo, candidato da oposição. Pois bem, o rapaz perdeu em todas, eu disse todas as 173 urnas da cidade. Perdeu e perdeu de muito. O mais estranho é que hoje, dois meses após as eleições, você vai às ruas e os eleitores continuam unânimes em dizer que votaram em Pedro Ricardo. Seria muito mais cômodo para o eleitor dizer que votou na candidata vitoriosa. Mas não, o eleitor bate o pé afirmando que votou no outro. Curiosamente, é difícil encontrar alguém que confirme que votou na candidata vencedora, que coincidentemente é a esposa do deputado estadual Paulo Melo, presidente da ALERJ. Existem vários relatos da internet e inclusive vídeos no YOUTUBE atestando a vulnerabilidade das urnas eleitorais. Está lá pra quem quiser assistir. Esse triunvirato: Sérgio Cabral, Luiz Zveiter e Paulo Melo atenta contra a democracia. Todos os poderes encontram-se de um lado só da balança, prejudicando a alternância do poder, principal filosofia democrática. O fato é que não adianta espernear, pois o TSE, por mais que existam evidências que comprovem, jamais irá admitir fraudes em suas 'caixas pretas'. O ideal seria que a urna eletrônica emitisse, também, um cupom onde mostrasse em quem o eleitor votou. E que esse cupom fosse colocado numa urna tradicional ao lado dos mesários, para fins de comprovação posterior. Uma coisa é certa: nenhum outro país no mundo, depois de examinar, quis comprar nosso ‘avançadíssimo, rápido e moderno' método de escrutínio, nem o Paraguai.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.