domingo, 3 de fevereiro de 2013

Grandes vitórias de brasileiros marcam UFC 156. Confira.

Aldo derrotou Edgar sem grandes dificuldades.

Na luta principal, José Aldo defendeu o cinturão do peso-pena contra o ex-campeão dos leves, Frank Edgar. A torcida brasileira presente no ginásio americano gritava o nome do lutador tupiniquim, enquanto a torcida da casa respondia entoando o nome de seu ídolo, e assim o clima de rivalidade foi se instalando.

Nos dois primeiros rounds, a vantagem foi claramente para José, que acertou Edgar diversas vezes e fez com que o nariz de seu adversário começasse a sangrar, além dos poderosos chutes, que minaram a resistência da perna esquerda do americano. No terceiro round, Edgar aumentou seu ritmo e conseguiu equilibrar as ações, mas ainda assim foi mais castigado pelo brasileiro, que levou o round por uma mínima vantagem.

No quarto round, Frank foi ligeiramente superior ao brasileiro e aplicou-lhe uma linda queda que contou muito para os jurados. No último round, Aldo administrou a vantagem e foi superior a Edgar mais uma vez, e ainda aplicando um soco sensacional depois de usar a grade como apoio. No fim, o rosto bem machucado do americano não deixou dúvidas de que a decisão unânime a favor de Aldo foi justa.

Minoto teve grande noite.
No co-main event, Rogério Minotouro fez uma dura batalha contra Rashad Evans e levou por decisão unânime. Sendo melhor nos dois últimos rounds da luta, aplicando potentes golpes e conseguindo frustrar as tentativas de queda do americano. Com a vitória, Rogério vai para as cabeças da divisão dos meio-pesados. Vale lembrar que a última luta de Rashad havia sido contra Jon Jones pelo cinturão. Atualmente, além de Rogério, outros dois brasileiros se colocam como potenciais candidatos à uma luta contra Jones: Lyoto Machida e Glover Teixeira.

Pezão foi responsável pelo
'Nocaute da noite'.
Na luta entre os gigantes Antonio Pezão e Alistair Overeem, a emoção também ficou em alta. Superado pelo holandês nos dois primeiros rounds, Pezão voltou para o terceiro decidido a terminar a luta e se aproveitou do cansaço do favorito da noite, para aplicar diversos golpes no rosto do The Reem e nocauteá-lo. Inesperada vitória do brasileiro, carregada de emoção, principalmente pelo discurso arrogante do holandês antes do combate.

Demian dominou Fitch.
Ainda no card principal, Demian Maia enfrentou Jon Fitch e fez o americano provar do próprio veneno o amarrando durante três rounds. Os dois lutadores saíram praticamente ilesos, mas Demian usou seu jiu-jitsu para controlar as posições no chão e dominar a luta. Belas quedas também fizeram parte do repertório de Demian na noite. Decisão unânime a favor do brasileiro, que chega nas cabeças da divisão dos meio-médios.

No card preliminar destaque para a derrota do brasileiro Gleison Tibau para o americano Evan Dunham em decisão dividida e para o nocaute relâmpago de Tyron Woodley sobre Jay Hieron.

0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.