quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Maricá: falcatruas do IPTU lesam contribuintes


Um fato acontecido no SPAR com certeza deve estar acontecendo com mais pessoas no município, não bastasse todos os descalabros com que o maricaense é obrigado a conviver diariamente e a pagar sem ter retorno. É que ao invés de fazer um cálculo da área de uma residência, incluíram na conta de um contribuinte a área coberta de uma casa vizinha. Então levando-se em conta o perfil de incontáveis falcatruas da prefeitura de Maricá, certamente mais pessoas vão ser lesadas desse mesmo modo sem perceber.

Segundo o site da empresa que fez o "levantamento por satélite" para a prefeitura de Maricá, a aerofotogrametria refere-se às operações realizadas com fotografias obtidas por uma câmera de precisão montada em uma aeronave, ou seja, fotos tiradas de avião, e não por satélite. Porém a prefeitura de Maricá se refere ao serviço como um mapeamento por satélite, que ela descreve como aerofotogrametria, pelo qual pagou quase 5 milhões segundo o JOM, entretanto a prefeitura ainda tem a cara de pau de mentir repetindo incessantemente em seu site, que investiu só 2 milhões nas fotos via satélite da empresa que faz fotos de avião. Com tanta falcatrua rolando impunemente em Maricá, não seria o caso do contribuinte dar uma olhadinha nas tais fotos de suas próprias casas, e checar se estão usando imagens gratuitas do satélite do GOOGLE EARTH, e obrigando o povo a pagar a conta dos 5 milhões? Confira abaixo mais dados sobre o assunto.

MINISTÉRIO PÚBLICO ABRE INQUÉRITO PARA INVESTIGAR LICITAÇÃO DE OPERAÇÃO CONTRATADA POR MARIA HELENA ALVES OLIVEIRA

Sem decepcionar aos que conhecem a sua fama de grande operadora de falcatruas, a super ex-secretária de Fazenda e Administração oriunda de Nova Iguaçu e Manaus contratou empresa para fazer levantamento AEROFOTOGRAMÉTRICO. A empresa escolhida é a única no Brasil capaz de atender aos 100% dos requisitos "técnicos" do Edital 08/2010 e velha conhecida da toda poderosa ex-secretária. Para aqueles que acham que nada vai acontecer, vejam a Portaria nº 106/2011 (Maricá) que abre INQUÉRITO CIVIL para apurar os fatos. O prefeito fica ofendidinho e valentão (sempre cercado de homens armados) quando recebe críticas, mas só contrata o que há de pior, seja em matéria de operar falcatruas, incompetência ou aplicados lambedores de botas. Onde estão as providências para impedir que o dinheiro dos impostos escoe pelo ralo? Onde está a COMISSÃO DE COMBATE À CORRUPÇÃO E AO DESPERDÍCIO do grande causídico TUTUCA? Deveria o grande paladino da moralidade (quando não faz parte do governo) dizer ao distinto público, quantos dos seus parentes estão pendurados nas tetas da prefeitura! Mostrem uma única sindicância! Quem foi exonerado por ter roubado no maior mar de lama que Maricá já viu? Vejam a cópia da Portaria do Ministério Público:



Aerofotogrametria 
A aerofotogrametria refere-se às operações realizadas com fotografias da superfície terrestre, obtidas por uma câmera de precisão com o eixo ótico do sistema de lentes mais próximo da vertical e montada em uma aeronave preparada espeacialmente. A técnica aerofotogramétrica é utilizada nas atividades cartográficas, no planejamento e desenvolvimento urbano, nas Engenharias Civil, Agronômica, Florestal entre outras. http://www.baseaerofoto.com.br/faq.html

Mapeamento por satélite??
Fruto do programa de georeferenciamento implantado pela prefeitura em 2011, em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a iniciativa permitiu um mapeamento por satélite (aerofotogrametria) de toda a área do município, corrigindo metragens e identificando construções, novas ou não, ou mesmo expansões, que ainda não estavam inseridas no cadastro. Além das imagens aéreas, o recadastramento contou com a análise em campo de pesquisadores que verificaram, in loco, as características dos imóveis, como o tipo de uso (comercial ou residencial), área do terreno, estrutura construída (se é de madeira, alvenaria, concreto), as especificações das instalações sanitária, hidráulica e elétrica, dentre outros detalhes.www.marica.rj.gov.br/?s=noticia&n=2611

Principais diferenças entre aerofotogrametria e imagem de satélite
As finalidade de ambas tecnologias é idêntica, ou seja, prestam para gerar cartografia, gerar mapas. A diferença está no nível de precisão que o mapa cartográfico terá. As imagens de satélite Quick Bird por exemplo, tem 0,6m de resolução ou seja, cada pixel dessa imagem representa no terreno 0,6m x 0,6m ou seja, 0,36m². Já as fotografias aéreas, podem gerar produtos com resolução muito superiores, com até 0,1m de resolução bastando para isso abaixar a altura de vôo. Em palavras mais simples, a aerofotogrametria é indicada para projetos mais precisos nas escalas 1:20.000 a 1:500 e as imagens de satélite são indicadas para projetos que exijam menos precisão nas escala 1:250.000 a 1:25.000. www.ebah.com.br/content/ABAAAAVfMAH/satelite

Com informações do site Território Livre

5 comentários:

Anônimo disse...

O que vemos é um Ministério Público partidário, pois que em outros municípios, a qual não estão sobre o do PT servirem de exemplo, com prefeitos presos e perdas de Mandato, mas todavia em Maricá existem vários processos contra o nosso digníssimo Prefeito e nada acontece. Será que podemos chamar isso de Justiça.

Anônimo disse...

Pedimos que além da punição criminal, a reposição da quantia gasta em suas falcatruas seja devolvida aos cofres públicos em dobro, pois só assim eles tomarão jeito.

Anônimo disse...

Além desta questão (metragem da área das residências), devemos questionar também o método utilizado para definir os valores estabelecidos na "Planta de Valor por metro quadrado", que são utilizados no cálculo do IPTU. Essa discussão tem que ser objeto de uma Audiência Pública, pois os parâmetros de criação da Planta de Valor são meramente impíricos devido a inexistência de plantas aerofogramétricas e de alinhamento local ou de arruamento por bairro, gerando com isso distorções de valores. Estou a disposição para esclarecimentos.
Capitão Nascimento.

Anônimo disse...

Só leio comentários, providências nenhuma. Oh! povinho burrinho! Vivem na lama, poeira, buracos, sem esgoto, sem água, iluminação precária, etc... Como sempre, foram enganados com o asfalto na Rua 35 e que até hoje não terminaram.
Tenho uma solução: Vamos pagar o IPTU em juízo, através de um advogado. Até a quadrilha do Quaquá atender os moradores de Itaipuaçu.
Anônimo

Anônimo disse...

ESTE ANO DE 2013 ELES NÃO VÃO VER MEU DINHEIRO DO IPTU. BASTA, CHEGA DE SER ENGANADO. VOU DEPOSITAR MEU IPTU EM JUÍZO.
ANÔNIMO

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.