quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Pela Libertadores, Flu decepciona e é atropelado pelo Grêmio

Perplexos, os tricolores observam os gremistas comemorando
o primeiro gol da noite.

Fluminense 0 x 3 Grêmio

Com cerca de 19 mil pagantes, o Fluminense recebeu o Grêmio no Engenhão, mas não conseguiu se impor. O time gaúcho aproveitou as chances e goleou o atual campeão brasileiro.

Já no início do jogo se percebia que o clima de Libertadores deixa os ânimos dos jogadores mais acirrados. Muita marcação e divididas fortes. Aos 13, Wellington Nem dividiu com Cris, a bola sobrou na frente e o baixinho foi derrubado dentro da área pelo zagueiro. O juiz ignorou e o xerife gaúcho ainda foi tirar satisfações com o garoto tricolor. O clima esquentou entre os jogadores, mas ninguém foi punido.

O Tricolor tocava a bola de um lado para o outro, mas sem conseguir encontrar brechas na defesa gremista. Jean ainda tentou alguns chutes de fora da área, mas nada que assustasse Dida. O Grêmio, por sua vez, chegava nos contra-ataques, apostando principalmente na velocidade do chileno Vargas. Aos 32, Elano cobrou escanteio, Barcos e Bruno subiram juntos. O lateral do Flu testou contra a própria meta e abriu o placar para o Grêmio. O panorama se manteve até o fim do primeiro tempo

Nem em lance polêmico com Cris.
Na segunda etapa, Deco entrou no lugar do vaiado Wagner. O camisa 20 tentou organizar o time, mas seus passes sempre precisos esbarraram na fechada defesa do rival. Aos 9, o Grêmio saiu em contra-ataque, Vargas lançou Barcos dentro da área. O matador deixou Bruno no chão e bateu cruzado, Cavalieri espalmou, mas André Santos se aproveitou de posição de impedimento ignorada pelo bandeira para ampliar o placar.

Após sofrer o segundo, Abel mexeu no time, colocando Thiago Neves e Samuel nas vagas de Nem e Sóbis. O treinador foi duramente criticado pela já impaciente torcida, que não via o Fluminense sequer ameaçar o Grêmio. O Tricolor permaneceu tocando de lado, sem encontrar espaço para alguma infiltração e quando errava algum passe, e foram muitos, o time gaúcho contra-atacava com perigo. Aos 24, Barcos lançou Vargas em velocidade, o Chileno bateu cruzado, Cavalieri tocou na bola, mas não o suficiente para que ela não morresse no gol do Fluzão.

Após o terceiro gol, o Grêmio relaxou e o Flu desistiu. Fred ainda teve uma chance de marcar aos 40, mas bateu por cima e ficou nisso. Grande jogo e vitória do Grêmio, que precisava do resultado por ter perdido em casa na 1ª rodada. Barcos foi o grande nome do jogo. O Argentino, diferentemente de Fred, participa constantemente do jogo, além de ser um matador frio.

O Fluzão poderá se recupera do vexame na próxima quarta, diante do Huachipato-CHI, fora de casa.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 0 X 3 GRÊMIO
LOCAL: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
DATA/HORÁRIO: 20/02/2013, às 22h
ÁRBITRO: Paulo César de Oliveira (Fifa/SP)
ASSISTENTES: Márcio Santiago (Fifa/MG) e Fabrício Vilarinho (Fifa/GO)
Renda/Público: R$ 747.550,00 / 18.947 pagantes
Cartões amarelos: Anderson (FLU); Elano e Zé Roberto (GRE)
Cartão vermelho: 
nenhum
GOLS: Barcos, aos 33'/1ºT (0-1); André Santos, aos 9'/2ºT (0-2) e Vargas, aos 24'/2ºT (0-3)
FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Leandro Euzébio, Anderson e Carlinhos; Edinho, Jean, e Wágner (Deco - Intervalo); Wellington Nem (Thiago Neves - 17'/2ºT), Fred e Rafael Sobis (Samuel - 18'/2ºT). Técnico: Abel Braga
GRÊMIO: Dida; Pará, Werley, Cris e André Santos; Fernando, Souza (Adriano - 35'/2ºT), Elano (Marco Antônio - 33'/2ºT) e Zé Roberto; Vargas (Welliton - 37'/2ºT) e Barcos. Técnico: Vanderlei Luxemburgo


Também pela Libertadores, o Corinthians empatou fora de casa com o San Jose, da Bolívia. Guerrero marcou para o Timão. A nota triste do duelo ficou por conta da torcida corinthiana, que atirou um sinalizador contra os torcedores do time boliviano e atingiu um garoto de 14 anos, que morreu no local. O time paulista pode ser punido até com a exclusão do torneio continental. A polícia local não revistou os corinthianos na entrada do estádio.


Pela Liga dos Campeões, o badalado Barcelona foi derrotado pelo Milan, na Itália, por 2 a 0. O Galatasaray recebeu o Schalke 04 e não conseguiu mais que um empate em 1 a 1. Nos jogos de ontem, o Arsenal, jogando em casa, perdeu para o Bayern por 3 a 1 e o Porto recebeu o Málaga e derrotou o time espanhol por 1 a 0. Aos derrotados, a esperança é o jogo de volta que definirá quem passará para as Quartas.

0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.