segunda-feira, 25 de março de 2013

Em Itaipuaçu pode acontecer o mesmo que no Fonseca, em Niterói

Assim como aconteceu recentemente no bairro do Fonseca, em Niterói, onde dois prédios financiados pela Caixa Econômica através do programa 'Minha Casa Minha Vida' apresentaram rachaduras e tiveram de ser demolidos, em Itaipuaçu, distrito da cidade de Maricá (RJ), o sonho de milhares de pessoas também pode virar pesadelo.

1472 apartamentos divididos em 184 prédios tipo sobrado estão sendo construídos para famílias de baixa renda dentro de uma área conhecida como Reserva Verde ou, antes, Baixada Itaipuaçu. Tal localidade é, tradicionalmente, alagadiça. Alguns relatos históricos dão conta de que toda aquela área um dia já fora uma enseada; depois virou uma lagoa. Aterrada, acabou se transformando num brejo. Nos tempos dos Beneditinos, tal área era conhecida como "chavascal".

Devido à ganância de políticos ambiciosos e à expansão imobiliária desordenada durante vários mandatos,  hoje em dia há diversas construções em áreas as quais, outrora, eram lagos ou lagoas.

Ao longo dos últimos 30 anos, 4 enchentes de graves proporções deixaram centenas de desabrigados (1983, 1988, 2005 e 2010), sendo que em 88 a população era de 38 mil maricaenses, enquanto que em 2010 já havia 120 mil moradores.

Na enchente de 2010, especificamente nas proximidades do Condomínio Reserva Verde, onde, por sinal, estão sendo construídos os 184 módulos de apartamentos do programa 'Minha Casa Minha Vida', as casas ao redor ficaram submersas. No dia 6 de abril  daquele ano a Prefeitura de Maricá decretou estado de emergência em todo o município.

Segundo informações de técnicos da Comissão de Saúde da Alerj, há décadas Maricá não apresenta sequer um Plano de Contingência para a região. Supõe-se que, técnicos e engenheiros da Caixa Econômica responsáveis pelo empreendimento em Itaipuaçu, bem como os de Niterói, não fizeram estudos adequados. A demolição dos prédios no Fonseca, onde o dinheiro acabou escorrendo pelo ralo, não deixa dúvidas de que esse programa do Governo Federal é um programa criado para beneficiar políticos, e não o povo.

6 comentários:

Luiz Carlos disse...

Se não me engano é em Niterói que dois prédios estão sendo demolidos por rachaduras, prédios esses que iriam abrigar as vítimas do morro do Bumba.

Anônimo disse...

São as autoridades públicas, Prefeito, Presidente da Caixa Econômica Federal e, em última instância, a Presidenta da República os respoonsáveis por essas habitações que estão sendo construídas em área de risco! Caso uma enchente, como a de 2010, venha a ocorrer futuramente, essas pessoas são as responsáveis pelas vidas que se perderem por afogamento, pelos bens destruídos pelas águas.
O povo não deve esquecer que a irresponsabilidade desses políticos agora será a causa da tragédia no fututo.

Anônimo disse...

Esse Governo do PT só está interessado em mostrar números, do que fêz, etc., e não está preocupado com a segurança e as consequências dos atos. Pelo visto estas construções do Minha Casa Minha DIvida, são obras pra durar pouco tempo.

Anônimo disse...

Se brincar é obra executada com areia da praia.

Anônimo disse...

SOMOS MORADORES DA RESERVA VERDE E A ENCHENTE FOI UMA COISA HORRIVEL EM 2010, PERDEMOS UMA AMIGA QUE TEVE UM DERRAME E MORREU AO VER A ÁGUA SUBIR EM SUA CASA. A ÁGUA SOBE DE UM GEITO QUE NEM OS DOCUMENTOS SE CONSEGUE PEGAR...JAMAIS DEVERIA TER SIDO PERMITIDO CONSTRUÇÃO NAQUELA ÁREA.OS MORADORES PERDERAM TUDO...

Anônimo disse...

TINHAM QUE JOGAR UMA BOMBA NO GABINETE DESSES INSETOS INCOMPETENTES OU MENTIROSOS QUE GOVERNAM ESSES MUNICIPIOS !!! EU NUNCA HAVIA PASSADO POR UMA ENCHENTE NA MINHA VIDA, FOI SÓ VIR MORAR EM DE MARICÁ, EIS QUE JÁ FUI BATIZADO COM UMA ENCHENTE PORQUE TEM UM RIACHO PRÓXIMO QUE NÃO ESTÁ CANALIZADO LATERALMENTE E TAMBÉM PORQUE FALTA DRAGAGEM POR CAUSA DA SUJEIRA !!!! OBRIGADO SR. QUÁQUÁ ! ATÉ NO APELIDO OU ALCUNHA ESSE CIDADÃO PARECE RIR DA GENTE !!!

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.