Valores pagos à Thalis sumiram no Portal

Por Ricardo Vieira Ferreira - Vamos começar pela famosa e inidônea DELTA que, no limiar do “governo” em JANEIRO DE 2009, sem licitação, recebeu de mão beijada contrato milionário. A famosa empresa é grande amiga de muitos governantes e colaborava com generosas contribuições eleitorais. Todos se lembram da porcaria que fizeram, mas a grana saiu mansa dos cofres públicos. Ficaram por aqui até DEZ/2009 sem licitação e naquele mês a DELTA, apesar dos péssimos serviços, participou e ganhou a “LICITAÇÃO” impugnada parcialmente pela THALIS. Ah! O velho teatro! Assim aparentemente operou dentro da lei por mais seis meses, tendo o contrato rescindido em 30/06/2010. No dia seguinte adivinhem quem entrou na festa? A THALIS que passou a prestar também péssimos serviços remunerados a peso de ouro, e, também sem licitação.

Thalis

Assumiu a coleta de lixo em 01/07/2010 e ai esteve enquanto interessou à S. Excia. O Ministério Público abriu inquérito para apurar o que já vinha fazendo a THALIS por aqui já em 2011. De maneira inexplicável todos os valores desembolsados em favor da THALIS desapareceram do site da Prefeitura e as imagens que reproduzimos comprovam o fato. Por que se conseguem os dados sobre a DELTA no mesmo Portal da Transparência e não o mesmo para a THALIS? Aos desatentos lembremos que a THALIS tem como proprietário o irmão do deputado federal ALEXANDRE SANTOS do PMDB, que anda por aqui desde o desgoverno da ex-Excelência, Ricardo Queiroz.

KAT ENTULHOS - CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL

Todo final de mandato é assim, independentemente de o prefeito ser reeleito ou não. Quebram os caixas das
prefeituras com as eleições e o negócio é arranjar as famosas EMERGÊNCIAS, DISPENSANDO LICITAÇÕES. O maior exemplo recente é CAXIAS e o seu “defensor” ZITO, notícia em redes nacionais. A história é a seguinte: deixar o caos se instalar na coleta de lixo no final do ano para uma “rescisão” espalhafatosa e fazer a grande jogada: CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL por 6 (seis) meses! Lixo é um grande negócio, pois quando há cumplicidade as provas desaparecem nas montanhas de detritos jogados nos lixões. Como fazer para auditar um contrato, conferir pesagens com o lixo amontoado? A THALIS vinha “trabalhando” há DOIS ANOS E MEIO e S.Excia. Quaquá só descobriu em DEZ/2012 que os serviços estavam péssimos?
A contratação SEM LICITAÇÃO por 6 (seis) meses da firma KAT ENTULHOS estabelecida em Niterói custará R$ 4,030 milhões. Como pode ser constatado na imagem, a KAT ENTULHOS não opera com coleta de lixo, SENDO SUA ATIVIDADE A LOCAÇÃO DE CAÇAMBAS em obras e posterior recolhimento dos detritos. A confirmação pode ser provada com o caminhão LQI 7692 que está na foto cuja identificação no DETRAN obtida em 19/02/2013 consta
como veículo de CARGA e de uso PARTICULAR. Agora virou COMPACTADOR? Vêem-se caminhões tipo caçambas usados em transporte de materiais de construção recolhendo lixo de maneira inaceitável, embolando público e privado. Estamos assistindo a repetição da mesma novela encenada em JANEIRO DE 2009 com a DELTA só que muito mais caro e com a mesma porcaria de serviços..


Previous
Next Post »

4 comentários

Click here for comentários

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião. ConversionConversion EmoticonEmoticon

Thanks for your comment