quarta-feira, 15 de maio de 2013

Com três do Flu, Felipão convoca Seleção


Por William Amaral

Ronaldinho, Kaká e Ramires ficam de fora.

Convocação. Felipão fez sua lista para a Copa das Confederações com algumas surpresas. Há algumas semanas, o treinador falava em levar Kaká ou Ronaldinho, mas ambos ficaram de fora. O Fluminense é o maior fornecedor da Seleção, com três atletas. Confira a lista. Goleiros: Jefferson (Botafogo), Diego Cavalieri (Fluminense) e Júlio César (QPR-ING); Laterais: Daniel Alves (Barcelona-ESP), Jean (Fluminense), Marcelo (Real Madrid-ESP) e Filipe Luis (Atlético de Madrid-ESP); Zagueiros: Rever (Atlético-MG), Thiago Silva (PSG-FRA), Dante (Bayern-ALE) e David Luiz (Chelsea-ING); Meias: Fernando (Grêmio), Hernanes (Lazio-ITA), Luiz Gustavo (Bayern-ALE), Paulinho (Corinthians), Oscar (Chelsea-ING), Lucas (PSG-FRA), Bernard (Atlético-MG) e Jadson (São Paulo); Atacantes: Neymar (Santos), Hulk (Zenit-RUS), Fred (Fluminense) e Leandro Damião (Internacional).

Reação. A grande ausência da Seleção talvez não seja a de medalhões como Ronaldinho ou Kaká, mas sim de Ramires, volante do Chelsea, que vem brilhando nas competições européias. O jogador, ao saber que não foi convocado, concedeu entrevista e se disse surpreso, pois atravessa “um grande momento na carreira”. O camisa 7 dos Blues  disse também não acreditar que sua ausência tenha sido provocada pelo atraso ao se apresentar para o jogo contra a Rússia, em março. Na ocasião, o jogador chegou bem depois do restante do grupo, acompanhado da médica do Chelsea e foi embora logo após confirmar a lesão e ser cortado.

Licitação permitida. A Desembargadora e Presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Leila Mariano, suspendeu a liminar que mantinha parada a concessão do Maracanã. Na decisão, Mariano afirmou que a paralisação da licitação poderá comprometer seriamente a organização e a estruturação dos eventos, além de trazer sérios gravames ao estado do Rio de Janeiro, por quebra de compromisso internacional. O motivo apresentado pela desembargadora não tem lógica, uma vez que o estádio pode, sim, ser utilizado e gerido pelo Governo do Estado. O Maracanã sempre deu lucro ao Governo e foi marcado como ponto de encontro popular para assistir ao futebol, o que deixará de acontecer com a privatização e conseqüente elitização do público que frequentará o estádio.

Eliminação. O Palmeiras foi o segundo clube brasileiro eliminado da Libertadores. O time paulista precisava de uma vitória simples contra o Tijuana-MEX, em casa, mas jogou mal e perdeu por 2 a 1. O goleiro Bruno foi o grande vilão da noite, por ter sofrido um frango incrível quando o placar estava 0 a 0 e o Verdão era superior. Souza, de pênalti, marcou para o alviverde.

Abertura ameaçada. Após, mais uma vez, o secretário-geral da FIFA, Jerome Valcke, sobre o prazo para entrega do novo estádio do Corinthians, a diretoria do Timão soltou nota em que diz “não aceitar pressão nenhuma”. Para ficar ainda mais objetivo, o comunicado deixa a FIFA “à vontade” para mudar o local de abertura para a Copa-2014. Segundo os dirigentes corintianos, o estádio abrigaria 48 mil pessoas e só terá a capacidade de 68 mil lugares para satisfazer os “interesses” da nação.

Desrespeito. O adversário de Vitor Belfort no próximo sábado, Luke Rockhold, disse não estar preocupado com a possibilidade de ir para o solo com o brasileiro. O americano afirmou também que uma faixa-preta de Jiu-Jitsu, como a que Vitor possui há anos, “não significa m. nenhuma” para ele. Para amenizar, o lutador disse que é fã do Fenômeno brasileiro há muito tempo.




0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.