sexta-feira, 10 de maio de 2013

Maracanã: Grupo de Eike Batista vence licitação.

Por William Amaral

Engenhão pode mudar de nome e mais.
  
Absurdo consumado! Sem nenhuma surpresa, foi anunciado que o Consórcio Maracanã, formado por Odebrecht, IMX e AEG, venceu a licitação que vai entregar o Maracanã à iniciativa privada. Após exorbitantes gastos nos últimos anos com obras para o Panamericano-2007 e para a Copa-2014, o Governo do Estado amargará um prejuízo enorme nos próximos 35 anos por deixar de arrecadar com o estádio. O consórcio vencedor será responsável por uma obra no entorno do Maracanã, que custará cerca de R$ 600 milhões, nada que vá tirar o sono dos empresários, que lucrarão muito mais.

Mudança de nome. O Engenhão, que hoje se chama Estádio João Havelange, pode mudar de nome. Segundo o Prefeito Eduardo Paes, basta o Botafogo, que possui os Naming Rights do estádio, querer. Após a renúncia de João Havelange do cargo de Presidente de Honra da FIFA, por ter seu nome envolvido em caso de corrupção na venda de direitos da Copa do Mundo, vereadores do PSOL criaram um Projeto de Lei que visa à troca do nome do estádio para João Saldanha, ex-treinador da Seleção Brasileira.

Mais Engenhão. O Prefeito Eduardo Paes voltou a falar sobre a interdição do estádio, e após culpar o ex-Prefeito César Maia pelos problemas na estrutura do Engenhão, afirmou que caso a Associação de Engenheiros, que garantiu que a cobertura não corre risco de cair, se responsabilizar por reabrir o estádio, ele daria seu aval. Como a licitação do Maracanã já terminou, é possível que o Engenhão seja reaberto, uma vez que não há mais a necessidade do apoio popular.

Sucesso relâmpago! Após pouco mais de três meses no Liverpool, o meia-atacante Philipe Coutinho, ex-Vasco, venceu pela segunda vez consecutiva uma votação que premia o melhor jogador de cada mês dos Reds. Coutinho assumiu a camisa 10 do clube e vem dando alegria e esperanças ao torcedor do tradicional clube inglês, que tem no elenco estrelas como Gerrard e Suarez.

Detido! O lutador Mark Hunt, que está escalado para enfrentar o brasileiro Júnior Cigano no UFC 160, em 25 de maio, foi impedido pela justiça australiana, país onde mora, de obter visto para embarcar para os EUA. O lutador informou que o problema que o impede de sair do país aconteceu em 2002, quando se envolveu em uma briga de rua. O UFC ainda não se pronunciou sobre o caso e, com isso, a participação de Cigano no evento ainda é incerta.

0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.