sexta-feira, 31 de maio de 2013

Descaso: Motoboy despenca de ponte que desabou em Itaipuaçu


Não foi por falta de aviso. Há três semanas, moradores do bairro Recanto em Itaipuaçu vêm denunciando à Defesa Civil Municipal que um pedaço da ponte na Avenida do Canal, que serve de acesso à praia aos pedestres, ciclistas e motociclistas, desabou. No entanto, apesar das várias reclamações, a Defesa Civil em momento algum foi ao local, que deveria ter sido interditado.

Suposta visão do motoboy
antes de despencar
Assim, como resultado previsível de mais esse descaso do Poder Público, no início da tarde desta quinta-feira (30) o motoboy da Drogaria Preço Popular de Itaipuaçu, Luiz Antônio da Conceição, de 32 anos, despencou da ponte ao tentar atravessá-la com a sua motocicleta.

Ponte de madeira caindo aos pedaços
sobre o Canal da Costa
Momentos depois, a PM e o Corpo de Bombeiros chegaram ao local e o rapaz
foi encaminhado ao Hospital Conde Modesto Leal com suspeita de fratura em um dos braços. A ponte, então, foi finalmente interditada pelos policiais do DPO, pois mais uma vez a Defesa Civil Municipal não apareceu no local.

Ponte próxima ao condomínio
Floresta do Elefante: 2 anos
de abandono
Além dessa ponte que desabou, outras duas pontes no Recanto estão em péssimo estado. A ponte próxima do condomínio Floresta do Elefante, por exemplo, também desabou e há quase dois anos vem sendo denunciado pelos moradores às autoridades que desde então se fazem de surdas.



8 comentários:

Anônimo disse...

Sei que nenhum desses, nenhum politico da cidade tem vergonha na cara, EU SINTO VERGONHA DA MINHA CIDADE POR MIM E POR VOCÊS, o hospital cadê? Precisamos de um hospital decente, que tenha condições de atendimento, que tenha remedios e raio -x pelo amor de Deus aonde vamos parar assim?

Anônimo disse...

A passagem da Rua 13, está quebrada e afundando. Breve teremos um acidente lá, também. Necessitamos muito, desta via, para se chegar na praia, porque é a única opção, mais perto, para os idosos e moradores da área. Na falta desta, é preciso fazer uma longa caminhada até a Rua Um, ou, Avenida Um.

Anônimo disse...

É notório o descaso da prefeitura, porém precisamos da conscientização da população. É fácil exigir seus direitos mas todos esquecem seus deveres.

Anônimo disse...

Falta de respeito e total descaso com os cidadãos dessa cidade, espero que o povo também tome vergonha na cara e não vote nunca mais nesses calhordas que se vendem por qualquer trocado para qualquer canalha que lhes pague, mesmo que sejam migalhas! Porcos imundos!

Anônimo disse...

não existe líder comunitário, existe malandro que gosta de aparecer e pessoas ignorantes que os seguem. Agora que a ponte caiu e as outras estão em péssimo estado chegou a hora de testar a suposta liderança.

Unknown disse...

Quanto a precariedade das pontes, há tempos denunciamos, mas o que mais me chocou, foi que pessoas que considerava de conduta ilibada, terem se corrompido por R$ 9.500,00. É lamentável, não poder confiar em ninguém. Como podemos querer que Itaipuaçu seja um lugar bonito, se nele há pessoas tão pequenas.Triste demais, como podemos constriur uma força política para lutar pelo povo, se o que temo aqui, são pessoas que se vendem por qualquer trocado?

Anônimo disse...

Itaocaia Valey, pede socorro, pessoal não acreditem em promessas; só votem se a promessa for cumprida antes da eleição.O prefeito está rindo de nossas coras.
2 de junho de 2013
Revoltada de Itaipuaçú

Anônimo disse...

Os políticos são grãos de de um areal chamado povo, portanto, fazem parte de um todo e são iguais aos outros grãos, um pouco maior ou menor, mais ou menos correto geometricamente, mas a origem é a mesma.A mudança já começou e não pode para, o fato de estarmos reclamando é um exemplo dessa mudança. Agora precisamos fazer nossa parte com atitude, participando de forma veemente e fundamentalmente servindo como exemplo.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.