segunda-feira, 3 de junho de 2013

Brasil empata na volta do Maracanã

Por William Amaral

Bota e Flu vencem, Fla empata e Vasco perde outra.

Empate. Na inauguração oficial do novo Maracanã, a seleção brasileira empatou com a Inglaterra por 2 a 2. Começando melhor contra um preguiçoso time inglês, o Brasil teve diversas oportunidades, mas não conseguiu inaugurar o marcador, levando o 0 a 0 para o intervalo. Na segunda etapa, o Brasil finalmente marcou após Hernanes acertar o travessão e Fred completar para o gol no rebote. O gol acordou os ingleses, que viraram com gols de Chamberlain e Rooney, aos 21 e 33, respectivamente. Aos 36, Lucas cruzou para Paulinho, que mandou no cantinho de Hart e empatou o jogo. Os destaques da seleção foram Oscar, Daniel Alves, Paulinho e o primeiro tempo de Neymar, que sumiu na etapa complementar.

Coisas do novo Maracanã. Se antigamente um “geraldino” pagava 1 ou 2 reais para assistir a um jogo, no novo estádio, um simples cachorro-quente custa R$ 8, enquanto o refrigerante sai a R$ 7. Filas enormes para comprar os caros lanches, para o banheiro e até para entrar no estádio foram alvos de reclamações dos torcedores. Uma torcida silenciosa recepcionou a seleção brasileira, uma vez que o preço dos ingressos afastou o torcedor acostumado a ir ao Maracanã.

Reação. O Flamengo começou mal contra o Atlético-PR e foi dominado na primeira etapa. Aos 32, após lateral cobrado para a área, a zaga do Mengão cochilou e Éderson abriu o placar. Para o segundo tempo, Jorginho tirou os apagados Léo Moura e Carlos Eduardo e pôs Rafinha e Renato Abreu. Aos 26, Éderson marcou o segundo dos donos da casa e parecia ter definido o jogo diante da fraqueza do Flamengo, mas o time carioca surpreendeu, empatando o jogo em cerca de 4 minutos, em duas bolas aéreas, que Marcelo Moreno e Renato Abreu aproveitaram. Renato quase virou a partida ao acertar a trave em cobrança de falta, mas foi só.

Goleada. Na primeira partida após a eliminação na Libertadores e jogando sem Fred, Jean e Diego Cavalieri, o Fluminense derrotou o Criciúma com tranquilidade. Aos 24, Digão abriu o placar de cabeça, após falta cobrada para a área. Aos 33, Digão ampliou novamente de cabeça, após escanteio. O tricolor dominou toda a partida e aos 35 da segunda etapa, Felipe lançou Wellington Nem na cara do gol. O baixinho foi derrubado dentro da área e converteu o pênalti para dar números finais ao placar. Nem começou a partida na reserva, sendo preterido por Rafael Sóbis. Além de Digão, Rhayner e Sóbis se destacaram no Flu, que chegou aos 6 pontos, em duas partidas.

Uruguaio decisivo. Sem ser superior, o Botafogo venceu o Cruzeiro em Volta Redonda. Contando com a volta de Seedorf na vaga do lesionado Fellype Gabriel. O alvinegro abriu o placar com o destaque da partida, Lodeiro, aproveitando rebote após chute de Vitinho. Ainda no primeiro tempo, Anselmo Ramon deixou tudo igual, em chute que desviou em Bolívar, acertou a trave e bateu nas costas do goleiro Renan antes de entrar. Na segunda etapa, o ex-vascaíno Nilton cometeu pênalti infantil em Lucas. Lodeiro cobrou e definiu a vitória do Fogão, que alcançou a 3ª colocação. Além de Lodeiro, Renan e Vitinho se destacaram.

2ª derrota. O Vasco foi à Salvador e voltou com mais uma derrota na bagagem. O Vitória era superior na partida e abriu o placar aos 31 minutos, com Dinei. No início da segunda etapa, o Vasco marcou duas vezes, porém os gols foram anulados por impedimentos. Quem marcou mais uma vez foi Dinei, após Renato Silva cometer pênalti em Victor Ramos. O time cruzmatlino não conseguiu reagir e amargou a 2ª derrota em três jogos no brasileiro. Para a próxima partida, Carlos Alberto, absolvido do caso de doping, deve retornar ao time. O clube também poderá ter o novo reforço, o meia Montoya, em campo.

NBB. O Flamengo venceu o Uberlândia por 77 a 70, e conquistou o título nacional de basquete. O destaque do jogo foi o pivô Caio Torres, que fez 23 pontos e pegou dez rebotes, ajudando e muito o Flamengo a garantir a vitória.

Lesão. O UFC 161 sofreu mais uma baixa: Minotouro está fora por uma lesão nas costas. Seu adversário, Maurício Shogun ainda aguarda uma posição do evento sobre um novo adversário. Antes, o brasileiro Renan Barão também havia deixado o evento por lesão. Barão faria a luta principal.

1 comentários:

Anônimo disse...

Boa matéria!!!

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.