segunda-feira, 1 de julho de 2013

Brasil massacra Espanha e é campeão

Por William Amaral

Itália vence Uruguai e fica em terceiro
  
Show! Foi o que deu a seleção brasileira ontem na final diante dos favoritos espanhóis, que voltaram para casa com um humilhante 3 a 0 na conta. O time brasileiro demonstrou garra desde o primeiro minuto e aos 3 abriu o placar com Fred, que após sobra na área, chutou deitado para vencer Casillas e dar início ao terror espanhol.  No fim do segundo tempo, pouco depois de David Luiz salvar o Brasil quase em cima da linha, Neymar arrancou em contra-ataque, tabelou com Oscar e bateu no ângulo para ampliar! Na volta do segundo tempo, em novo contragolpe fulminante, Fred bateu rasteiro e praticamente matou o jogo. Minutos depois, Marcelo tocou Jesús Navas na área e o árbitro assinalou pênalti. Sérgio Ramos foi para a cobrança e jogou fora a chance espanhola de diminuir. A partir daí, Júlio César trabalhou algumas vezes, mas a Espanha não chegou a pôr em risco o título brasileiro, quarto na Copa das Confederações.

Nos pênaltis. A disputa pelo terceiro lugar da Copa das Confederações foi quente. Itália e Uruguai protagonizaram um jogo disputado e de chances para os dois lados. No fim, os pênaltis decidiram. A Itália abriu o placar com o zagueiro Astori, aos 23 do primeiro tempo. Na segunda etapa, Cavani, aos 12, recebeu bom passe na área e bateu no canto para empatar. Aos 27, Diamanti cobrou falta com categoria e colocou os italianos na frente. Cinco minutos depois, Cavani, também de falta, empatou o jogo. Até o fim do segundo tempo da prorrogação, os uruguaios estiveram mais próximos de definir o jogo, mas falharam e a decisão foi para os pênaltis, onde o goleiro Buffon brilhou, defendeu três cobranças e a Itália ficou com a terceira colocação.

0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.