quarta-feira, 17 de julho de 2013

Maricá: Orçamento de meio bilhão sem retorno à população


Editorial | Marcelo Bessa (inspirado em artigo de Ricardo Vieira Ferreira) - Segundo informações obtidas através do Jornal Oficial de Maricá (JOM) edição de nº 338 de 02/01/2013, o prefeito da cidade, Washington Quaquá (PT), pretende arrecadar para este ano R$ 506.820.353,16. Em comparação com a cidade de São Gonçalo, que possui cerca de um milhão de habitantes e trabalha com orçamento de R$ 890 milhões, Maricá com 127 mil habitantes deveria estar um brinco!
     Após ter se passado meio ano desde o início dessa nova gestão, nada de grande relevância à população maricaense foi realizado, a não ser, apenas, o programa 'Asfalto na Porta', que é do Governo do Estado, e algumas obrinhas superfaturadas. O que ainda se vê, após 4 anos e meio, no município de Maricá com Quaquá à frente da administração pública, é muita corrupção, favorecimentos e a descarada formação de um exército de milhares de cabos eleitorais para garantir o que parece ser seu único projeto desse governo: a manutenção do poder a qualquer custo.
     O hospital municipal Conde Modesto Leal, infelizmente, continua sucateado vergonhosamente. Sem médicos, medicamentos, materiais, equipamentos, etc. É bastante visível o descaso com a saúde e com o bem estar do Povo. Bobos, porém, são aqueles que ainda caem na conversa fiada do Prefeito e dos seus falsos representantes que atualmente habitam os porões obscuros da Câmara de Vereadores, os quais, em menos de um ano, já conseguem ser piores do que aqueles que os antecederam. É revoltante ver, por exemplo, o vereador Chiquinho, presidente da Comissão de Saúde, desfilar pelas ruas do centro da cidade com o seu 'Camaro' novinho em folha, ou o Adelso Pereira a bordo do seu 'Cherokee'.
     Com o dinheiro do Povo, os vereadores e o prefeito vivem como reis. Mas e o Povo? Quais têm sido os seus benefícios? Um asfaltozinho recapeado aqui e ali? Só isso?
     Na rua 35, em Itaipuaçu, por exemplo, diga-se de passagem asfaltada às vésperas da última eleição, continua sem os seus devidos quebra-molas desde janeiro, quando foram solicitados pelo vereador Aldair de Linda, vice-presidente daquela 'casa de leis', em plena sessão plenária. Mas até agora, apenas falsas placas de sinalização foram instaladas no local. Por causa desse desleixo, um garoto de 12 anos de idade está paraplégico e encontra-se numa cadeira de rodas, devido a um atropelo que sofreu de um motociclista apressado. Enfim, vereadores desonrados, submissos e vendidos...para quê servem afinal? Suas duas únicas obrigações, que seriam as de fiscalizar o prefeito e legislar, simplesmente perderam a validade, pois usurpam o dinheiro público e protegem o alcaide.
     Como todos sabem, três milhões de reais (oficiais) foram doados à Escola de Samba Acadêmicos do Grande Rio, do município de Duque de Caxias, para tornar Maricá tema do seu samba-enredo, apenas para quê? Eles próprios alegam que é para divulgar as belezas naturais de Maricá para o mundo inteiro e assim obter investimentos de empresas internacionais para o turismo da região. Mentira! O real objetivo desse uso ilegal do "nosso dinheiro" é arrecadar votos para a Zeidan, mulher do prefeito, naquele município.
    Não só na câmara, na prefeitura a coisa também anda beirando o inacreditável, tamanho é o caos que aquilo se tornou. Milhares de comissionados contratados sem saber o que fazer, batem cabeça entre si, andando de um lado para outro ou, ociosamente, sentados no pátio interno, aparentemente felizes da vida. Para os súditos e chefes do exército bolivariano tudo é festa. Maravilha! Mas, como diz o ditado que o crime não compensa e sempre no final os bandidos se dão mal, e, como em todas as estórias há sempre o mocinho, em Maricá não pode ser diferente.
     O mocinho, que parece ser o novo Juiz recém chegado à Comarca, Dr. Fábio Porto, já condenou Sua Excelência, Quaquá, por improbidade administrativa e a pagar multa de R$ 180 mil. Como se não bastasse, após longo período de suspense, está para ser julgado o recurso de outra condenação de S. Excia., também por improbidade administrativa, com direito a cassação e inelegibilidade eleitoral, que tudo indica será na próxima semana. Veremos, portanto, se dessa vez os meliantes escapam...

6 comentários:

Anônimo disse...

Para acabar com a farra de político corrupto é preciso primeiro mudar a legislação eleitoral e colocar um ponto final no voto obrigatório. Extender o segundo turno para todo e qualquer município independente do número de eleitores.

Anônimo disse...

tenho até nojo de ler um absurdo desse.mais a culpa é de certos eleitores que se vendem por um empreguinho de quatro anos.pelo amor de Deus tirem esse ratos .

Anônimo disse...

MORO EM ITAIPUAÇU VAI FAZER 2 ANOS E NÃO EXISTE UM MEIO DE LAZER DIGNO PARA AS CRIANÇAS, NUNCA VI TANTO DESCASO COM A POPULAÇÃO MARICAENSE, MINHA RUA É UM NOJO DE TODAS AS FORMA POSSIVEIS E IMPOSSIVEIS, MARICÁ ESTÁ COMO A ADMINISTRAÇÃO DESSES CORJAS, INFELISMENTE O MINISTÉRIO PÚBLICO E POLICIA FEDERAL NÃO FAZEM NADA, MAS COMO DIZ O DITADO; ESPERA, A VITÓRIA DEMORA MAS VÊM.

Stefan Oliveira disse...

Todo homem de bem deseja um teto para sua família, com esse desejo trabalhei muito para dar entrada em meu sonho, que agora virou um pesadelo.

Mudei da caótica São Gonçalo para a calmaria do paraíso de Itaipuaçu, paraíso? se o Exel. Sr Pref Quaquá cumprisse com suas obrigações seria sim um paraíso, não temos saneamento básico, água encanada, são constantes a falta de energia elétrica, falta de segurança, moro a quase um ano e nunca vi uma viatura policial no bairro.
O iptu é caríssimo, temos taxa de lixo que não recolhem lixo, taxa de iluminação que não repõe lâmpadas queimadas, taxa da taxa, para gerar o boleto do iptu ainda pagamos por isso.
Se os senhores entrarem nos sites dos municípios viram inúmeras reclamações dos moradores e proprietários. (www.itaipuacusite.com.br www.leisecamarica.com.br).

Não conseguimos falar com ninguém para resolver os problemas, 90% dos bairros não são asfaltados, quando chove dá pra imaginar, ficar só passando máquinas, não queremos paliativos, a Petrobras paga milhões, os impostos recolhidos são milhões e fora as taxas mais milhões, onde está esse dinheiro? doado para escolas de samba? como diz o outro, chega de pão e circo.

Enquanto nenhuma autoridade séria fizer algo será esse desmando, inoperância e descaso conosco, E grande detalhe, também enquanto o quadro de vereadores for do mesmo partido do Exel. Sr pref Quaquá, será a mesmo história.

Não intendo por que esse sr com inúmeras denúncias, reclamações e insatisfações ainda não foi retirado de suas atividades?O que falta? o que temos que fazer para isso acontecer? Teremos que fazer uma manifestação pontual, incisiva e direta ao Exel.Sr pref Ququá?Fica minhas dúvidas e dos moradores e proprietários de Itaipuaçu-Maricá. Local lindo com serras, mata atlântica, lagoas e mar, mas esquecidos pelas autoridades.

Este link abaixo é da ouvidoria Ministério Público do RJ, vamos cansar de mandar e-mail para eles, de repente fazem algo.

http://www.mprj.mp.br/cidadao/ouvidoria-geral/denuncie-aqui/

Zito disse...

A rua 35 deve ser asfaltada até o fim, facilitando a vida do moradores, mas a obra parou e estão asfaltando o mesmo trecho da 36, quando deveria seguir com a 35. Pelo que fiquei sabendo o Delaroni toma posse ainda essa ano, enquanto o pato vai pra jaula.

Anônimo disse...

Sr.Zito que Deus ti ouça e os anjos digam AMEM!!!!!!porque não dá mais para acreditar, infelizmente na nossa justiça.As vezes acho que Maricá a justiça passa bem de longe.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.