Porto de Jaconé volta à pauta da Câmara de Maricá

Por Ricardo Vieira Ferreira - Matéria postada no jornal VALOR ECONÔMICO de ontem 03/09 mostra a maneira atabalhoada com que atua a Prefeitura de Maricá para conseguir aprovar o projeto absurdo que agride o meio ambiente e trará enormes problemas para a Cidade. Para resumir devemos observar que o último parágrafo do texto é um choque frontal com o que está dito antes. 
Por meio de nota, diz a Prefeitura; as tramitações para a transformação da área foram cumpridas e enviadas para a Câmara, por onde vão passar pelas comissões encarregadas e, em seguida, votadas em plenário. A expectativa da prefeitura é que até segunda-feira a questão seja resolvida e o Inea liberado para publicar a instrução técnica.” O Ministério Público identificou “fortes indícios de desrespeito à legislação ambiental” segundo o mesmo jornal. Cabe perguntar como será possível fazer o encaminhamento previsto no Regimento Interno da Câmara em tão pouco tempo, sendo hoje 4ª feira, 04/09? Onde estão as condições mínimas para as providências da área ambiental se não foram ao menos iniciados os estudos pelas autoridades do meio ambiente do Estado do Rio de Janeiro? 
É fundamental que a população de Maricá fique atenta para os passos dos 11 (onze) elementos que formam o Poder Legislativo que não agem de acordo com a Lei e muito menos em consonância com o interesse público. Suas atitudes são ditadas por S. Excia. Quaquá que tem sobre eles o mais completo domínio. 
Todos sabemos que S.Excia. age apenas por interesses econômico/financeiros e para manutenção do poder. Leiam a matéria publicada no Valor Econômico para maior entendimento:


Previous
Next Post »

2 comentários

Click here for comentários

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião. ConversionConversion EmoticonEmoticon

Thanks for your comment