sexta-feira, 13 de setembro de 2013

"Soldados" do Quaquá recebem dinheiro público para atacar a oposição

Ricardo Vieira Ferreira - Deve a população de Maricá um inestimável serviço às pessoas que deixamos de citar aqui por não termos consultado e recebido o devido consentimento. Diligentemente elas garimparam nas edições do JOM e localizaram inúmeros “servidores públicos” que gastam as horas de expediente pendurados em computadores defendendo S. Excia. Quaquá e seu desgoverno, difundindo mentiras e promessas, além de atacar aqueles que não aceitam as atitudes criminosas conhecidas de toda a população.

Ao fundo, Nuno Alexandre e Ana
Cardim (Foto: Marcelo Bessa)
Vamos divulgar os resultados que mostram parte do que fazem com o dinheiro do contribuinte em defesa de projeto de manutenção do poder. Definitivamente não sabem o que é projeto de governo ou, se sabem, a culpa é maior. O dinheiro que ajudam a desperdiçar mata no PORTAL DA MORTE e mata o futuro das nossas crianças submetidas a ensino de qualidade inferior e maltratadas sem merenda e transportes adequados.

Em 1º plano, no canto direito, de blusa
preta, Fernando Sziedat. 2 lugares depois,
Jorge Fernando Torres Homem sorri para
a câmera. Atrás dele, escondida, Marcia
Nascimento. (Foto: Marcelo Bessa)
Confira a seguir alguns desses "soldados remunerados" cuja função mais corriqueira é, estrategicamente, monitorar e atacar grupos opositores dentro da rede social Facebook.








0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.