segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Flamengo e Vasco empatam em Brasília: 1 a 1

Por William Amaral

Botafogo e Fluminense perdem na rodada

Ruim pro Fla, pior pro Vasco. Flamengo e Vasco foram a Brasília para fazer o Classico dos Milhões e depois de 90 minutos de um futebol fraco, as equipes saíram empatadas, com o Vascão voltando à zona de rebaixamento. Em início de jogo nervoso, o Fla assustava mais, principalmente apostando na velocidade de Paulinho. Aos 32, Elias lançou Paulinho pela direita, Cris tentou interceptar, mas furou, a bola ficou com o jovem atacante, que cruzou rasteiro para Hernane só empurrar para o gol. Mais uma falha do experiente zagueiro vascaíno. Para a segunda etapa, Dorival Júnior colocou André e Willie nas vagas de Juninho e Edmílson. O Gigante da Colina cresceu e, após quase sofrer o segundo em cobrança de falta de Chicão, chegou ao empate. Aos 7, Jhon Cley deu belo passe para Willie, que, em velocidade, tocou na saída de Paulo Victor. O Vasco seguiu superior no restante da segunda etapa, mas faltou criatividade para chegar ao gol da virada. Pelo lado rubro-negro, nada mais que um cruzamento para a área. Pela falta de futebol, o empate acabou sendo justo, porém triste para os pouco mais de 34 mil pagantes. Com o resultado, o Fla foi a 34 pontos e está na 12ª posição. Já o vasco caiu para 17º, com 29 pontos. 

Mais uma derrota. Recebendo o Grêmio no Maracanã, o Botafogo voltaria à vice-liderança caso tivesse vencido o time gaúcho, mas o que se viu foi mais um péssimo resultado e a 4ª derrota nos últimos cinco jogos. O jogo começou com o Fogão indo pra cima. Henrique quase marcou aos 3, em cabeçada. O Grêmio equilibrou a partida por volta dos 20 minutos e já era mais perigoso quando Kléber foi expulso. o Botafogo quase marcou com Rafael Marques e no lance seguinte, mais precisamente aos 37 minutos, Riveros foi ao fundo e rolou para a chegada de Alex Telles, que ajeitou e mandou uma bomba no ângulo de Jefferson. Bola indefensável. Em desvantagem, a torcida já estava insatisfeita antes do intervalo. Na volta dos vestiários, o Fogão veio com tudo, mas sem nenhuma inspiração e esbarrando na boa retranca gaúcha, sucumbiu à marcação e esteve mais próximo de sofrer o segundo gol do que de empatar a partida. Um chute de Renato aos 8 foi o lance mais perigoso e foi só. Tristeza dos quase 11 mil pagantes, que assistiram a mais uma derrota alvinegra no campeonato. O time agora ocupa a 4ª colocação e está com 43 pontos. 

Fim da invencibilidade. Visitando o Internacional, o Flu confiava no recente retrospecto negativo do rival para vencer, mas o time colorado mostrou que a demissão de Dunga fez efeito e derrotou o tricolor por 1 a 0. Superior no início, o time da casa por pouco não marcou em jogadas de Leandro Damião e D'alessandro. Aos 27, o Flu chegou pela primeira vez em chute de Sóbis. Aos 33, Fabrício ficou livre na área, fintou a marcação e bateu para um milagre do goleiro Kléver. Na segunda etapa, o ritmo da partida diminuiu e Gabriel tirou em cima da linha um chute de Rafael Sóbis. A boa marcação do tricolor resistia às investidas gaúchas, que já não eram tão perigosas quanto no primeiro tempo. Nas chegadas mais agudas do time da casa, o goleiro Kléver garantia o Fluzão. Até que aos 34 minutos, Willians cruzou da direita, Igor Julião falhou e a bola sobrou para Damião, que, embaixo da trave, não perdoou. Dali em diante, o Inter tratou de garantir o resultado sem sofrer maiores ameaças do Fluminense, que ainda perdeu Fabio Braga expulso por cotovelada em Willians. Com o resultado, o tricolor perde uma invencibilidade de oito partidas, continua com 34 pontos e ocupa a 11ª colocação. 

0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.