sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Vasco é derrotado pelo Goiás em casa

Por William Amaral

Botafogo perde do Vitória e fica em 4º
  
Mais uma derrota. Recebendo o Goiás, em Macaé, o Vasco demonstrou, mais uma vez, ter um time fraco e foi vencido até com certa facilidade. Pressionando no início, o Gigante da Colina finalizou bastante, porém sem direção e viu a pressão inicial não surtir qualquer efeito. Pelo lado goiano, Walter, como sempre, se destacava. Com o jogo equilibrado, os visitantes abriram o placar. Aos 36, David cobrou falta pelo alto e Rodrigo, livre, testou para o gol. Walter quase ampliou ainda no primeiro tempo, mas parou em Diogo Silva. Na segunda etapa, a pressão inicial daria resultado, não fosse a má pontaria de André, que vem perdendo gols feitos nos últimos jogos. Aos 2, o atacante recebeu cruzamento rasteiro e, na entrada da pequena área, bateu por cima da meta. Juninho deu lugar a Reginaldo e o time perdeu o pouco de rumo que tinha. Montoya também entrou e deu vida ao ataque. Insinuante, rápido e participativo, o jogador provou que merece ser titular. Aos 22, Walter recebeu bola longa pela esquerda, correu, alcançou e cruzou na medida para Wellington Júnior, que escorou para Hugo. O meia, ex-Flamengo, não desperdiçou e ampliou o placar. Ao Vasco, restou o desespero de tentar bolas alçadas na área, que não deram nenhum resultado. O time goiano se deu ao luxo de desperdiçar alguns contragolpes e o jogo terminou assim. O time de Dorival Júnior segue na 18ª posição, com 32 pontos, e está com a corda no pescoço. De quebra, ainda enfrentará o Botafogo, no domingo.

Derrota e fim do sonho. Jogando contra o Vitória, fora de casa, o Botafogo lutou e quando as chances de marcar um gol ficaram mais claras, acabou levando e não teve forças para reagir. Como todo time que joga em casa, o Vitória começou pressionando, mas a primeira boa chance foi do Fogão, com Lodeiro, que chutou pra fora. Aos 23, Dinei rolou para Marquinhos, que cruzou para Renato Cajá empurrar para as redes. Gol, que foi erroneamente anulado pelo juiz, por impedimento inexistente de Marquinhos. O ritmo seguiu esse, com o Vitória chegando com mais perigo e o Botafogo lento na saída para o ataque. Para a segunda etapa, Henrique entrou no lugar de Lodeiro e o time melhorou. Seedorf também subiu de produção e o jogo ficou mais para o Fogão. O volume das duas equipes cresceu, Henrique aparecia bem no ataque e, por pouco não marcou em cruzamento de Edílson. Aos 19, Rafael Marques chutou de primeira e a bola raspou a trave. Aos 28, o atacante voltou a desperdiçar outra boa chance, dessa vez, de cabeça. Aos 33, Euller arrancou pela esquerda, tabelou e cruzou rasteiro para William Henrique bater e marcar para o Vitória. O desespero tomou conta do alvinegro, que quase empatou depois que Rafa Marques chutou, o goleiro deu rebote e Henrique acertou a trave. Foi só. Com a derrota, o Fogão praticamente deu adeus às possibilidades de título e, pior, vê o Vitória se aproximar na busca por uma vaga na Libertadores. O Glorioso permanece com 49 pontos e está agora na 4ª posição.

0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.