segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Vasco perde da Ponte e segue na ZR

Por William Amaral

Bota vence, Fla empata e Flu perde outra

Sofrimento sem fim.
 Em uma partida importantíssima para sair da Zona de Rebaixamento, o Vasco até começou bem, mas sofreu a virada e parece viver um filme de terror nesse Brasileirão. Tenso, o jogo começou bem disputado, mas logo aos 16, Yotún, em posição irregular, recebeu pela esquerda e cruzou forte para a área. Diego Sacoman tentou afastar, mas acabou marcando gol contra. No minuto seguinte, William, vice-artilheiro do campeonato, saiu lesionado para a entrada de Leonardo e tudo parecia conspirar a favor do Vasco. Bem postado na defesa, o time carioca conseguiu evitar as investidas da Macaca, que só assustou aos 43 minutos, em oportunidades seguidas que só não se concretizaram por grandes defesas de Alessandro. Na segunda etapa, a Ponte veio para o tudo ou nada e teve, aos 17, o zagueiro Ferron expulso por "peitar" Yotún. Em seguida, o Gigante da Colina desperdiçou duas chances de matar a partida, com Thalles e Francismar. O castigo veio aos 34, quando Adrianinho conduziu pelo meio, passou pela fácil marcação vascaína e bateu da entrada da área. A bola pegou no pé da trave e encontrou as redes. O time da casa cresceu e engoliu um assustado Vasco, que entregou os pontos. Aos 40, Nei foi expulso por pôr a mão na bola, em seguida Leonardo acertou o travessão e aos 44, Uendel mandou de longe e Alessandro falhou feio. Virada e festa da torcida campineira. Para o Vasco, a situação é desesperadora, já que segue com 33 pontos e caiu para a 18ª colocação, tendo sido ultrapassado pela Ponte Preta. 

Vitória importante. após a goleada sofrida diante do rival Flamengo, o Fogão se recuperou, vencendo o Galo no Maracanã para pouca mais de 10 mil presentes. O jogo começou quente, com uma boa oportunidade pra cada lado. Pressionado pela insatisfeita torcida, o Botafogo não conseguia se encontrar na partida e o Atlético tinha em Diego Tardelli sua peça mais perigosa, porém não letal. Aos 36, Edílson cobrou falta e acertou o travessão de Victor. Mais algumas chances foram criadas, mas os times foram para o intervalo ainda zerados. Em um início de segundo tempo alucinante, o alvinegro carioca chegou ao gol aos 6, quando Júlio César tabelou com Gabriel, saiu na cara de Victor e chutou duas vezes para abrir o placar. O lateral, claramente, sub-utilizado ofensivamente, comemorou efusivamente. O Fogão relaxou e passou a administrar o resultado. O Galo foi pra cima. Fernandinho e Jô, por três vezes, chegaram perto de empatar, mas a boa fase de Jefferson impediu que o Botafogo perdesse dois pontos. O time de Oswaldo de Oliveira chegou aos 53 pontos e está na 2ª colocação, 12 pontos atrás do líder Cruzeiro. 

Derrota lamentável. Se esperava mais de um time que quer escapar do rebaixamento e, mais ainda, se esperava uma vitória de um time que jogou com um jogador a mais desde o primeiro tempo, mas o Flu decepcionou, perdeu e está cada vez mais perto da ZR. Melhor no início, o Flu começou pressionando o Vitória. Aos 14, o zagueiro Kadu foi expulso, dando vantagem numérica ao Flu. Mesmo com um a mais, Marquinhos, aos 23, apareceu com liberdade após chutão da zaga do time baiano e chutou rasteiro. Cavalieri ainda tocou na bola, mas não teve jeito. 1 a 0 Vitória. Quatro minutos depois, Biro Biro fez boa jogada pela esquerda, bateu forte para trás e o lateral Ayrton marcou contra. O empate animou o tricolor, que passou a mandar na partida, mesmo sem criar grandes chances. Para a segunda etapa, Luxa colocou Felipe na vaga de Gum e o Fluzão cresceu. Aos 13, o veterano meia achou Biro Biro dentro da área. O garoto cruzou rasteiro e Rafael Sóbis completou para as redes. Virada, que parecia irreversível. Porém, para espanto dos quase 30 mil presente, o Flu "desligou". Aos 17, a zaga tricolor assistia ao jogo, quando Marquinhos bateu de fora da área, Cavalieri deu rebote e Juan aproveitou para empatar. Como se não bastasse, a virada veio dois minutos depois. Juan cruzou da esquerda, Marquinhos bateu cruzado, a bola espirrou em Igor Julião e sobrou para William Henrique decretar o vira vira. Sem outra opção, o Flu foi pra cima. Em uma falha incrível de Rafinha, William Henrique driblou Cavalieri, bateu prensado e viu a bola acertar a trave. Na sobra, Marquinhos, livre, dentro da pequena área, perdeu gol incrível. Aos 44, Biro Biro perdeu a última boa chance e o Flu saiu derrotado. Sétimo jogo sem vitória do tricolor, que só não chegou à ZR por incompetência dos rivais abaixo. É bom a equipe acordar logo, pois são apenas três pontos à frente da degola. O time tem 36 e está na 16ª posição. 

Empate fraco. Jogando no Ceará e com maior presença da torcida, mesmo com mando da Portuguesa, o Flamengo fez um jogo fraco e não saiu de um empate em 0 a 0 com a equipe paulista. Fraca tecnicamente, a partida não teve emoção no primeiro tempo. Bolas alçadas e chutes de longe sem nenhum perigo foram as armas dos dois times. Na segunda etapa, o jogo cresceu. O Flamengo chegou próximo de marcar com André Santos e Hernane, que aos 24, acertou o travessão em cabeçada. Pela Lusa, Gilberto era quem mais assustava e quase marcou em jogada individual, que Felipe fez ótima defesa. Dessa forma, o jogo chegou ao fim e o resultado não é ruim para nenhuma das equipes, que estão longe do rebaixamento e não têm pretensões de chegar ao G-4. O Fla chegou aos 41 pontos e está na 11ª posição. 

UFC. Rolou neste sábado o UFC Fight Night 30, tendo na luta principal, a estreia do brasileiro Lyoto Machida na categoria dos médios. O debute não poderia ter sido melhor e o carateca nocauteou o top 5, Mark Muñoz, no primeiro round com um potente chute na cabeça, que lhe rendeu o bônus de nocaute da noite. Após a luta, Lyoto confirmou que quer enfrentar Vitor Belfort. Outro brasileiro presente no card principal, John Lineker nocauteou Phil Harris no 1º round e poderia se aproximar do cinturão do peso mosca, caso tivesse batido o peso no dia anterior. Uma brasileira também saiu vitoriosa. Jéssica Andrade derrotou a inglesa Rosi Sexton por decisão unânime, em uma verdadeira surra de três rounds. 


0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.