segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Flu perde para o Fla e afunda na crise

Por William Amaral

Vasco vence e Bota perde jogo de 6 pontos
  
De vez na crise. O Fluminense enfrentou um Flamengo desfalcado de alguns de seus principais jogadores, mas além de não conseguir marcar um gol, sofreu com o brocador Hernane no fim e colou de vez na ZR. O Tricolor começou melhor e teve suas melhores chances em chutes de longa distância, com Jean e Sóbis. Sem entrosamento, o Flamengo quase nada fez na primeira etapa. No segundo tempo, logo aos 3, o Mengão por pouco não marcou, depois que Rafinha cruzou e Hernane finalizou na pequena área, jogando por cima do gol, uma chance incrível. Após o lance, as duas equipes pouco fizeram e o jogo só voltou a esquentar aos 35, em chute de Rafinha, do Fluminense, que acertou a rede pelo lado de fora. Gum quase marcou em seguida, mas a noite reservou o protagonismo para o Brocador, ou quase isso. Aos 44, Bruninho achou Rafinha pela direita da grande área. O garoto, que atuou muito bem, cruzou rasteiro e quando Hernane já se preparava para marcar, Gum deu carrinho e fez gol contra. O camisa 9 saiu comemorando como heroi da partida, no entanto, o árbitro anotou na súmula, gol contra do zagueiro tricolor. O resultado foi péssimo para o Fluzão, que permanece com 36 pontos, está sem vencer há 7 partidas e está empatado em número de pontos com o Vasco, que é o primeiro clube da zona de rebaixamento. Luxemburgo foi mantido no comando e torcedores invadiram as Laranjeiras pela manhã para protestar, destruindo entre outras coisas, o carro do atacante Rhayner. Já o Flamengo, em ótima fase, foi a 44 pontos e praticamente se livrou do rebaixamento e está na 10ª posição. Na quarta-feira, o Mengão retorna ao Maracanã para buscar a vaga na final da Copa do Brasil.

Enfim, vitória. O Vasco voltou a vencer após quatro partidas e segue na luta contra o rebaixamento. O heroi da vez foi Edmilson, que marcou duas vezes e deu de presente a Adilson Batista, uma vitória em sua estreia. Recebendo o Coritiba em Macaé, o Gigante da Colina esbarrava no desentrosamento e pouco assustava, assim como o time visitante. Aos 19, Juninho deixou o campo lesionado e passou as esperanças de criação para Marlone. Aos 26, o jovem sofreu falta pela esquerda. Ele mesmo cobrou pelo alto e achou Edmilson, que, de cabeça, tocou para o gol, abrindo o placar. Após o gol, o jogo ficou truncado e veio o intervalo. Na segunda etapa, o panorama do fim do primeiro tempo permaneceu, com poucas chegadas ao ataque de ambas as equipes. Aos 27, Marlone recebeu pela esquerda, fez fila na zaga do Coritiba e cruzou rasteiro para Edmilson, que desviou para marcar o segundo do Vasco. Aos 36, após falta cobrada pelo alto, Lucas Claro desviou e diminuiu para o Coxa. A pressão pelo empate se intensificou nos minutos finais, mas o time cruzmaltino garantiu a vitória e os três pontos. Agora, o Vascão tem 36, está na 17ª colocação e tem o Fluminense como alvo, já que o Tricolor está na frente pelo saldo de gols.

Derrota no fim. Mais uma vez, o fantasma dos gols no fim das partidas voltou a atormentar o Botafogo, que perdeu um jogo de seis pontos para o Goiás. A fraqueza psicológica do time alvinegro se destaca no campeonato. Em um primeiro tempo fraco tecnicamente e com as duas equipes em marcha lenta, um lance de real perigo aconteceu só aos 43, quando Elias fez boa jogada individual e saltou antes de ser derrubado pelo goleiro Renan. O juiz apontou a marca do pênalti e ao mesmo tempo deu vantagem no lance, já que a bola ficou com Rafael Marques, que bateu e viu a zaga do Goiás tirar em cima da linha. A segunda etapa começou bem melhor que a primeira, com Jefferson tendo trabalho logo aos 3 em chute de Hugo. Aos 8, Júlio César fez linda jogada pela esquerda, driblou dois e serviu Elias, que bateu em cima do volante Amaral. Depois disso, o Botafogo morreu no jogo e Jefferson passou a salvar o time de sofrer um gol. Aos 42, não deu para o melhor goleiro do Brasileirão. Em jogada pela esquerda, Léo Bonatini cruzou para Eduardo Sasha, que ganhou no alto de Lucas Zen, e testou para as redes. Com o resultado, o Fogão ficou nos 53 pontos e tem o time goiano colado, com 52. A vaga na Libertadores, que era quase certa há algumas rodadas, agora está sob grande risco. Uma campanha decepcionante de um time que tinha tudo para lutar pelo título.

0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.