Flu perde para o Fla e afunda na crise

Por William Amaral

Vasco vence e Bota perde jogo de 6 pontos
  
De vez na crise. O Fluminense enfrentou um Flamengo desfalcado de alguns de seus principais jogadores, mas além de não conseguir marcar um gol, sofreu com o brocador Hernane no fim e colou de vez na ZR. O Tricolor começou melhor e teve suas melhores chances em chutes de longa distância, com Jean e Sóbis. Sem entrosamento, o Flamengo quase nada fez na primeira etapa. No segundo tempo, logo aos 3, o Mengão por pouco não marcou, depois que Rafinha cruzou e Hernane finalizou na pequena área, jogando por cima do gol, uma chance incrível. Após o lance, as duas equipes pouco fizeram e o jogo só voltou a esquentar aos 35, em chute de Rafinha, do Fluminense, que acertou a rede pelo lado de fora. Gum quase marcou em seguida, mas a noite reservou o protagonismo para o Brocador, ou quase isso. Aos 44, Bruninho achou Rafinha pela direita da grande área. O garoto, que atuou muito bem, cruzou rasteiro e quando Hernane já se preparava para marcar, Gum deu carrinho e fez gol contra. O camisa 9 saiu comemorando como heroi da partida, no entanto, o árbitro anotou na súmula, gol contra do zagueiro tricolor. O resultado foi péssimo para o Fluzão, que permanece com 36 pontos, está sem vencer há 7 partidas e está empatado em número de pontos com o Vasco, que é o primeiro clube da zona de rebaixamento. Luxemburgo foi mantido no comando e torcedores invadiram as Laranjeiras pela manhã para protestar, destruindo entre outras coisas, o carro do atacante Rhayner. Já o Flamengo, em ótima fase, foi a 44 pontos e praticamente se livrou do rebaixamento e está na 10ª posição. Na quarta-feira, o Mengão retorna ao Maracanã para buscar a vaga na final da Copa do Brasil.

Enfim, vitória. O Vasco voltou a vencer após quatro partidas e segue na luta contra o rebaixamento. O heroi da vez foi Edmilson, que marcou duas vezes e deu de presente a Adilson Batista, uma vitória em sua estreia. Recebendo o Coritiba em Macaé, o Gigante da Colina esbarrava no desentrosamento e pouco assustava, assim como o time visitante. Aos 19, Juninho deixou o campo lesionado e passou as esperanças de criação para Marlone. Aos 26, o jovem sofreu falta pela esquerda. Ele mesmo cobrou pelo alto e achou Edmilson, que, de cabeça, tocou para o gol, abrindo o placar. Após o gol, o jogo ficou truncado e veio o intervalo. Na segunda etapa, o panorama do fim do primeiro tempo permaneceu, com poucas chegadas ao ataque de ambas as equipes. Aos 27, Marlone recebeu pela esquerda, fez fila na zaga do Coritiba e cruzou rasteiro para Edmilson, que desviou para marcar o segundo do Vasco. Aos 36, após falta cobrada pelo alto, Lucas Claro desviou e diminuiu para o Coxa. A pressão pelo empate se intensificou nos minutos finais, mas o time cruzmaltino garantiu a vitória e os três pontos. Agora, o Vascão tem 36, está na 17ª colocação e tem o Fluminense como alvo, já que o Tricolor está na frente pelo saldo de gols.

Derrota no fim. Mais uma vez, o fantasma dos gols no fim das partidas voltou a atormentar o Botafogo, que perdeu um jogo de seis pontos para o Goiás. A fraqueza psicológica do time alvinegro se destaca no campeonato. Em um primeiro tempo fraco tecnicamente e com as duas equipes em marcha lenta, um lance de real perigo aconteceu só aos 43, quando Elias fez boa jogada individual e saltou antes de ser derrubado pelo goleiro Renan. O juiz apontou a marca do pênalti e ao mesmo tempo deu vantagem no lance, já que a bola ficou com Rafael Marques, que bateu e viu a zaga do Goiás tirar em cima da linha. A segunda etapa começou bem melhor que a primeira, com Jefferson tendo trabalho logo aos 3 em chute de Hugo. Aos 8, Júlio César fez linda jogada pela esquerda, driblou dois e serviu Elias, que bateu em cima do volante Amaral. Depois disso, o Botafogo morreu no jogo e Jefferson passou a salvar o time de sofrer um gol. Aos 42, não deu para o melhor goleiro do Brasileirão. Em jogada pela esquerda, Léo Bonatini cruzou para Eduardo Sasha, que ganhou no alto de Lucas Zen, e testou para as redes. Com o resultado, o Fogão ficou nos 53 pontos e tem o time goiano colado, com 52. A vaga na Libertadores, que era quase certa há algumas rodadas, agora está sob grande risco. Uma campanha decepcionante de um time que tinha tudo para lutar pelo título.

Previous
Next Post »

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião. ConversionConversion EmoticonEmoticon

Thanks for your comment