segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Vasco e Fluminense jogarão a série B em 2014

Por William Amaral

Fogão termina em 4º e pode ir à Libertadores
  
Goleada emblemática. Jogando a vida contra o Atlético-PR em Joinville, o Vasco precisava vencer de qualquer maneira, mas foi goleado e caiu para a série B. Logo aos 4 minutos de jogo, Paulo Baier cobrou falta pelo alto, Manoel desviou e abriu o placar para os paranaenses. Por volta dos 15 minutos, uma intensa briga entre as torcidas dos dois clubes nas arquibancadas fez com que torcedores pulassem para dentro do campo. Dessa forma, o árbitro paralisou o jogo, que só foi reiniciado mais de uma hora depois. No campo, os times voltaram sem ânimo após as imagens chocantes vistas nas arquibancadas. Aos 40, Yotún foi à linha de fundo e cruzou forte. Weverton espalmou, a bola bateu no ombro de Edmilson e entrou. A comemoração durou pouco, já que aos 44, Éderson testou após cruzamento da direita e colocou o Furacão em vantagem. Na volta do intervalo, o Vasco sabia que uma vitória bastava para seguir na 1ª divisão e foi pra cima. Marlone, mais uma vez, era o mais lúcido do time, porém era muito pouco. Aos 18, em contra-ataque rápido, Éderson cruzou rasteiro para Marcelo, que dominou e bateu na saída de Alessandro. O time do Vasco desabou após o gol. Com jogadores abatidos, o time carioca se viu refém de sua péssima temporada e amargou mais dois gols do artilheiro do campeonato, Éderson, que fechou o placar em 5 a 1. Uma goleada que deixa bem clara a situação do time no torneio. O Vasco volta à série B após 5 anos.

Vitória, mas gosto ruim. O Fluminense foi à Bahia precisando vencer o time local e torcer contra Vasco e Coritiba, mas com a vitória dos paranaenses, o Tricolor foi rebaixado. O jogo começou melhor para o time da casa, que tinha em Anderson Talisca sua principal arma. Diego Cavalieri se virava bem lá atrás, enquanto Rafael Sóbis arriscava seus chutes no ataque. Aos 42, Marquinhos Gabriel foi ao fundo e cruzou rasteiro para Willian Barbio completar para o gol. No segundo tempo, o Flu entrou com tudo. Aos 4, Sóbis driblou o goleiro e chutou para fora. Aos 10, Rafael Sóbis fez jogada pela direita e cruzou rasteiro para Wagner completar para as redes. Desesperado, o Flu ia pra cima de qualquer forma e foi assim que conseguiu a virada, aos 37. Sóbis cobrou falta pelo alto, Samuel desviou de cabeça e marcou. O resultado foi insuficiente para o Fluzão, que terminou o campeonato com o mesmo número de pontos do Criciúma, 46, mas com uma vitória a menos e disputará a 2ª divisão em 2014.

G-4 garantido. Recebendo o Criciúma no Maracanã, o Botafogo contou com um bom público para golear os catarinenses e finalizar o campeonato na 4ª colocação. Em um começo de ritmo forte, o alvinegro abriu o placar logo aos 8. Lodeiro cobrou falta pela direita. A bola desviou em dois jogadores do Criciúma e entrou. A torcida inflou o time, que continuou buscando o gol, enquanto Jefferson garantia lá atrás. Aos 35, Elias marcou, mas o gol foi corretamente anulado. Na volta do intervalo, o time da estrela solitária seguiu superior. Aos 10, Júlio César por pouco não fez um golaço. Aos 22, Edílson cobrou falta, a bola explodiu na barreira e subiu. Dória lutou pelo rebote e bateu forte para o gol. Gallatto deu rebote e Elias completou para marcar o segundo. O time seguiu com o futebol que encantou o Brasil no início do campeonato, e aos 42, Júlio César cruzou com precisão para Seedorf, que testou para as redes, encerrando a história do Fogão no BR-2013, que ficou em 4º, com 61 pontos, ultrapassando na última rodada, o Goiás, que perdeu em casa para o Santos. O Alvinegro saberá na quarta-feira se irá à Libertadores em 2014. A Ponte Preta disputará a final da Copa Sulamericana e caso não seja campeã, o Fogão tentará dominar a América no ano que vem. Resta torcer.

Troca de faixas. O Flamengo recebeu o Cruzeiro pela última rodada do Brasileirão e para um jogo que não valia nada para as duas equipes, até que o espetáculo foi bem movimentado. Com uma equipe quase toda reserva, o Cruzeiro começou mal, levando um gol logo aos 13 minutos, quando Nixon cruzou e Hernane “brocou” de cabeça para as redes. Depois do gol, o Fla relaxou e permitiu que o jovem goleiro César começasse a brilhar. Ele fez ótimas defesas em finalizações de Luan e Léo. Aos 36, Everton e Carlos Eduardo foram expulsos após um desentendimento. A expulsão pode marcar o fim da triste história de Cadu no Mengão. Na segunda etapa, o campeão brasileiro foi com tudo pra cima e após ameaçar por duas vezes, chegou ao empate. Aos 18, Souza driblou, facilmente, dois adversário e mandou uma bomba no ângulo de César. Golaço. Satisfeitos com o empate, as duas equipes diminuíram o ritmo e o jogo se encaminhou para o fim.

0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.