terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Prefeitura obriga alunos do Recanto a participar de promoção política na AMARI


Mais um ato irresponsável do presidente da AMARI (Associação de Moradores e Amigos do Recanto) e assessor comissionado da prefeitura atrelado à secretaria municipal de Assuntos Federativos, Ricardinho Netuno. Dessa vez, sob o pretexto de um projeto de inclusão social, usou os alunos da escola municipal João Monteiro para promover-se politicamente, enganando-os e usando a quadra da Associação dos Moradores como palco para o seu falso intento.

Ricardinho, de camisa social, retira computadores da ONG 
Em meados do ano passado Ricardinho retirou de uma ONG, denominada "Fábrica Verde", que tem o apoio do Governo do Estado e fica situada na favela do Complexo do Alemão, em Bonsucesso, no Rio, vários computadores e livros didáticos que foram doados pela comunidade local para projetos sociais. Os materiais, inicialmente, segundo ele, serviriam para a montagem de um Telecentro na AMARI.

Com a chegada dos equipamentos numa bela manhã ensolarada, Ricardinho, em nome da prefeitura, retirou os alunos de suas salas de aula e os levou até a quadra da Associação, onde promoveu uma espécie de solenidade para anunciar o seu projeto. A falsa cerimônia contou, além das crianças e a diretora a escola, com a presença de alguns conselheiros, políticos locais e até guardas municipais. Nesta ocasião, Ricardinho fez um discurso acalorado para as criancinhas prometendo montar um grande Telecentro e uma biblioteca para que elas pudessem usufruir quando quisessem. No entanto, para decepção geral dos alunos, os aparelhos nunca foram montados e acabaram esquecidos, trancados em uma sala suja e bagunçada. Os livros desapareceram. Segundo o próprio Ricardinho, eles foram doados a uma outra instituição.

Encenação: alunos prontos para ouvir uma falsa promessa
Percebendo todo aquele descaso e desperdício, Denise Marchon, uma das conselheiras da AMARI, acabou enviando os computadores para o Rotary, onde, já há algum tempo, funciona um Telecentro.

Aprendiz de politiqueiro

Ricardinho, além de presidente a AMARI, é dono de um bar na localidade e concorreu nas últimas eleições a uma vaga na Câmara de Vereadores pela coligação "Maricá meu Amor" do ex-prefeito Ricardo Queiroz, mas não obteve sucesso. Logo depois, em sua sede de poder, acabou sendo nomeado 'assessor especial' do secretário municipal de Assuntos Federativos, Fabiano Filho, passando a receber salário da prefeitura de R$ 7 mil mensais para trabalhar em projetos de melhoria urbana e de navegabilidade do Canal da Costa.

Ricardinho discursa para os alunos da escola João Monteiro
Durante todos esses meses, Ricardinho, que se autointitula líder político da localidade, usando a AMARI como escudo para suas peripécias políticas e promocionais, nada fez em prol da comunidade local e nem tampouco faz jus ao dinheiro que recebe proveniente dos cofres públicos. As três pontes que fazem a ligação de pedestres à praia sobre o Canal da Costa continuam em estado deplorável. A ponte que serve aos moradores do Condomínio Floresta do Elefante desabou e até agora nenhuma providência foi tomada.

Segundo o vice-presidente da AMARI, Jean Vilhena, a função de um presidente de uma associação além de administrá-la é também defender os interesses comunitários e não do prefeito.

Ricardinho assina parceria com a ONG
_Defendo também principalmente os interesses dos associados que contribuem mensalmente pela
manutenção de nossa associação e sou contra interesses políticos, religiosos e particulares dentro da AMARI. Membros da diretoria já pediram a saída dele mas o mesmo se recusa a sair. Uma de nossas diretoras possui uma lista de irregularidades de sua gestão, diz Jean.

Ainda segundo fatos recentes, Ricardinho e sua trupe tentaram se apossar da AMISTA (Associação de Moradores e Amigos de São Bento da Lagoa), tumultuando a última eleição, da qual em uma manobra sórdida conseguiram destituir do cargo o seu antigo presidente Roberto Almeida que possuía vários projetos sociais em curso para a comunidade do bairro. A disputa foi parar na justiça e hoje a AMISTA encontra-se abandonada, com o mato alto em seu entorno e as portas e janelas escancaradas por falta de manutenção.

Equipamento abandonado numa sala

Caiu de gaiata no navio: a diretora do João Monteiro discursa
Aonde foram parar os livros?
                           
Ricardinho e os enganados
                                               

9 comentários:

Anônimo disse...

Sr. Editor, faltou falar que o Sr. Ricardinho Netuno, também foi indicado e aceitou fazer parte de um Conselho Comunitário de Maricá, aonde a figura central, o articulador político, traiçoeiro, e que já responde a inquérito policial, chamado Edison Munhoz Filho, aliás estes fatos estão documentados, e farei questão de entregar pessoalmente ao Sr. Editor. Como ia dizendo, este Conselho Comunitário, que de Comunitário nada tem, pois não tem as representatividades que deveriam ter para poder compor este Conselho, tanto é que na sua última eleição, temos pessoas, totalmente estranhas aos movimentos comunitários maricaenses, como é o caso de Lázaro Santana de Niterói, Frizia de Niterói e José Maria, também de Niterói, como outro da Ilha do Governador no Rio de Janeiro, como é o caso do próprio irmão do Edison Munhoz Filho, que é o Sr. Casemiro Munhoz, que nada apita; Vale ressaltar que o próprio Edison Munhoz Filho e sua companheira Maria da Conceição Kóide, moram permanentemente em Botafogo, e em Maricá, eles tem uma residência para passar fins de semana, ali no Condado, aonde eles também dominam uma Associação de Moradores, A APAC, cobrando R$ 140,00 de mensalidade dos associados, apenas para manter uma portaria, para dar-se ao luxo de achar que o Condado é um condomínio fechado, o que não o é, é apenas mais um bairro de Maricá, mas o que chama em muito à atenção, é o FATO QUE O SR. EDISON MUNHOZ FILHO É INIMIGO FERRENHO DO ATUAL PREFEITO, E O SR. RICARDINHO NETUNO, CONFORME SUAS INFORMAÇÕES, ESTÁ COMISSIONADO NA PREFEITURA, GANHANDO PARA TRAMAR CONTRA O PREFEITO.

Anônimo disse...

Sr. Editor, este rapazinho, Ricardinho Netuno, é sobrinho do Garotinho, pois só faz m..... . Ele tentou montar uma grupo chamado SOS São Bento, e o nome estava certo, por que, algumas das mentes deste SOS, precisarão em muito daqui há pouco, chamar a SAMU, pois vivem numa manguaça, que dá pena, somente para enganar a população local de São Bento da Lagoa.

Anônimo disse...

Sr. Editor, não podia deixar, de fazer mais um comentário, e o pior que é tudo verdade. O Sr. Ricardinho Netuno, parece que agora está tentando fazer um Conselho Popular de Associações de Moradores e Condomínios de Itaipuaçú, até aí tudo bem, vivemos numa democracia, mas o fato irregular é que os presidentes das Associações de Moradores, que estiveram inclusive no Gabinete do Prefeito, com o Prefeito, o Vice-Prefeito, nenhuma delas tem o Registro Cartorário de Maricá, o que não os habilita a representarem ninguém, fizeram eleição, se elegeram e não registraram, pois o cartório não os reconhece legalmente, preciso dizer mais, e são elas: AMAJA, representada por Renato Barros, APMIV, representada por Adelmo Bessa, este também na folha da Prefeitura, AMCOMAR, representada por Valter de Souza e a AMISTA, que está aguardando DECISÃO JUDICIAL, representada por Ubirajara Alcântara, que está respondendo a inquérito policial por furto de material da própria AMISTA.

Arp disse...

Mas não estão errados, afinal, o dólar é verde e devem ter arrecadado alguns.

Itaipuaçu Site disse...

Sr. Anônimo que se diz professor e que esteve presente ao evento, seu comentário será aprovado, mas desde que o senhor se identifique. Obrigado e boa leitura!

Cassia disse...

O dia que nós moradors de Itaipuaçu nos unirmos para rivindicar melhorias, será em um lugar nulo e nunca nessa Associação de moradores daqui, pois assim que mudei para cá fiz questao de ir a uma reuniao falando sobrea segurança e senti que é tudo a favor da política, do prefeito. Nao coloco mais os pés por lá. Nao conheço esse Ricardinho, mas pelo que estou vendo nesses comentários já faço idéia.
Cassia

Anônimo disse...

È uma vergonha vermos pessoas como Ricardinho ,que usando o cargo que lhe foi confiado pela comunidade para fins politícos,e o que é pior usando crianças para se promover,meu sentimento é de revolta indgnação por tamanho absurdo.Sendo representante de uma comunidade jamais faria uma coisa dessa,espero que os outros representantes pensem da mesma forma.

Anônimo disse...

È uma vergonha o que estamos presenciando o Sr Ricardinho usando o cargo que lhe foi confiado pela comunidade,para fins politícos usando crianças para se promover faltando com respeito ao proxímo as pessoas que acreditaram e confiaram nele,Sinto vergonha,pois sendo representante de uma comunidade jamais faria tal coisa.Ai vai a minha repudia da maneira que pessoas como ele conduzem suas vidas.

Anônimo disse...

Esse Putrião, vai ferver no fogo do inferno por fazer essa maldade com as crianças. Lembre-se esse calhorda ainda vai se meter em mais alguma falcatrua. Em 2016 nas urnas acabem com ele.

Carlos Ávilla - Recanto

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.