segunda-feira, 10 de março de 2014

Fla vence Bota e conquista a simbólica Taça Guanabara

Por William Amaral

Vasco e Flu empatam com equipes fracas na reta final
  
Campeão. O Flamengo enfrentou os reservas do Botafogo, venceu e conquistou a simbólica Taça Guanabara, dada ao 1º colocado da primeira fase do estadual.

Logo aos 10, o Fla abriu o placar. Em uma rápida triangulação entre Gabriel, Hernane e Márcio Araújo, o primeiro saiu na frente de Helton Leite e bateu entre as pernas do goleiro. Sem reação, o Botafogo apenas assistia ao Flamengo perder chances de ampliar. Aos 32, Léo Moura deixou o jogo após sentir uma fisgada na coxa e deu lugar a Léo. Veio o segundo tempo e o panorama se manteve. Aos 21, Aírton, sempre ele, foi expulso pela primeira vez com a camisa botafoguense e facilitou ainda mais a vida rubro-negra. Aos 45, Léo recebeu presente de Hernane e bateu firme para fechar o caixão do Botafogo. Os pouco mais de 9 mil pagantes viram o Flamengo levantar mais uma Taça e o Botafogo ser oficialmente eliminado do Cariocão.

Sem Conca, sem vitória. Com um público pagante de apenas 976 torcedores, o Fluminense, sem seu melhor jogador, apenas empatou com o fraco Duque de Caxias. Logo aos 8, Alex Terra aproveitou cruzamento para colocar o Duque em vantagem. Dez minutos depois, Wagner aproveitou passe de Walter e emendou uma bomba de esquerda para empatar. Não deu nem pra comemorar. Aos 20, Juninho cobrou falta e pôs o Duque de Caxias em vantagem. Wagner acertou a trave logo depois e o primeiro tempo chegou ao fim. Na segunda etapa, o Flu veio disposto a virar o jogo. Aos 6, o goleiro do Duque, Elinton Andrade, foi expulso por reclamação. Mesmo com a vantagem numérica, o Tricolor não conseguia se impor e só empatou aos 26, depois que Higor cruzou na cabeça de Walter, que não perdoou. Satisfeito, o time de Renato Gaúcho se acomodou e o jogo terminou mesmo em igualdade. O FLu segue em 2º, com 27 pontos.

Empate lamentável. Enfrentando o fraco Bonsucesso em São Januário, o Vasco não conseguiu mais do que um empate suado. Em um primeiro tempo de muitas oportunidades, os jogadores vascaínos conseguiram desperdiçar todas as chances possíveis. Edmilson, Reginaldo, Marlon e outros deram uma aula de como perder gols. Veio a segunda etapa e o show de finalizações pífias continuou. Rodrigo, duas vezes, e Edmilson perderam chances incríveis de marcar. Como quem não faz, leva, o Bonsucesso marcou aos 29, com Geovane, em chute forte da entrada da área. Pressionado, o Gigante da Colina foi pra cima e empatou aos 39, Marlon tabelou com Thalles, recebeu lindo passe de calcanhar e bateu na saída do goleiro para empatar. O jogo ficou aberto, mas as duas equipes desperdiçaram oportunidades de sair com a vitória. O empate deixou o Vasco em 3º, com 25 pontos.





0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.