quarta-feira, 5 de março de 2014

Itaipuaçu: Moradores ficam mais de 30 horas sem energia e se revoltam contra a Ampla

Os moradores da rua do Sol, antiga rua 3, no Jardim Atlântico, em Itaipuaçu (Maricá-RJ) ficaram muito aborrecidos com a Ampla - empresa concessionária fornecedora de energia elétrica na região -, durante dois dias neste carnaval. Na segunda-feira (3), por volta de 1h20, dezesseis casas ficaram sem energia elétrica por causa de um incêndio num dos postes. Além do corte no fornecimento de energia, um dos cabos da rede ficou caído no chão, com corrente ativa.

Segundo informações, a tentativa de contato com a AMPLA foi estressante. No primeiro, por volta de 1h20, o atendente informou que iria direcionar o caso ao setor competente, para que uma equipe fosse enviada o mais rápido possível.

Às 8h33 iniciou-se nova tentativa de contato com a concessionária. Depois de longos onze minutos, uma funcionária, que se identificou como sendo Tatiane (PROTOCLO Nº 102773252) atendeu a ligação. Ciente dos fatos, a atendente informou que uma equipe estaria no local até às 13h26. Indagada sobre o cabo energizado exposto no chão, ela limitou-se a informar que a reclamação já havia sido registrada e que uma equipe iria resolver a questão dentro do prazo informado.

Inconformado com o descaso da Ampla um dos moradores ligou para a agência reguladora, ANEEL, onde
o atendente Lucas (PROTOCOLO Nº 3000638651480) informou que nada poderia fazer até o prazo para o atendimento estipulado pela empresa.

Fios energizados ficaram perigosamente
expostos durante  horas no chão arriscando
a vida de pedestres 
Durante toda a manhã, até o fim da tarde, ainda na segunda-feira, nenhuma providência foi tomada. A Ampla, apenas enviou uma equipe para desligar um disjuntor e eliminar a energia provinda do cabo caído ao chão. Depois disso, os funcionários nada mais fizeram e nem sequer recolheram os restos de fios que estavam soltos pelo caminho, queimados pelo fogo. 

Diante desse descaso, o mesmo morador procedeu nova reclamação à ANEEL (PROTOCOLO N 300064888141) e a atendente Bruna, muito relutante em registrar a ocorrência, informou que levaria 19 dias para se obter uma solução junto à Ampla.

Na manhã de Quarta-Feira, dia 4, por volta das 7h uma equipe da distribuidora, utilizando um veículo Saveiro com recursos e equipamentos limitados, chegou ao local. Alguns moradores, transtornados e indignados com tamanha falta de respeito, depois de terem passado duas noites infernais sem luz, indagaram aos dois funcionários se o problema seria sanado. Em resposta, os mesmos afirmaram que não possuíam condições técnicas e materiais para o atendimento da ocorrência. 

O carro da equipe da Ampla ficou apreendido até o
restabelecimento da energia elétrica aos moradores
Essa constatação gerou uma revolta generalizada nos moradores que, por um ato de desespero, confiscaram a chave do veículo funcional da empresa. A reação dos funcionários foi imediata e insana: sacaram, de dentro da viatura, um facão de 22 polegadas e ameaçaram os moradores sob o pretexto de os mesmos estariam pondo em risco suas integridades físicas. 

Nesse momento de crise, exatamente às 7h45, o morador Marco Antonio foi convocado para mediar o conflito e acabou amenizando os ânimos de ambos os lados. Após um contato telefônico do morador com a chefia de segurança da concessionária, ficou ajustado que uma segunda equipe seria enviada, em caráter definitivo, para solucionar o problema. Por volta das 13h de terça-feira, dia 4, 34 horas depois, os reparos foram concluídos e a energia elétrica foi restabelecida.


Com informações de Marco Antônio (Fotos: Adriana Porath)





3 comentários:

Anônimo disse...

Na última semana de janeiro, aqui na rua 55, Jardim Atlântico Central, ficamos 3 dias sem energia elétrica. O motivo da falta de energia foi um fusível de rede, que foi trocado em menos de 10 minutos. A Ampla não cumpre mais com a obrigação de restabelecer a energia no prazo de 4 horas!

Anônimo disse...

Na próxima vez apreende a chave do carro da Ampla. Só trabalham na pressão.

Abel Andrade disse...

Ficamos sem luz na rua 69 - jardim atlântico por várias horas no domingo de carnaval/2014 e na terça-feira. O reparo é rápido, só ligar uma chave desarmada num poste entre a rua 70 com rua 34 mas a Ampla demora muito para enviar uma equipe. Sinceramente começo a pensar em comprar um gerador.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.