terça-feira, 25 de março de 2014

Prefeito de Maricá debocha da Justiça

Reportagem :: Marcelo Bessa

O prefeito Washington Luiz Cardoso Siqueira (foto), vulgarmente conhecido como Quaquá, do PT, mais uma vez, no início da tarde desta segunda-feira (24), não compareceu à audiência de instrução na Vara Criminal de Maricá, onde ficaria, perante ao Juiz, cara a cara com o jornalista e ex-secretário municipal de transportes, Ricardo Vieira Ferreira.

A audiência já havia sido remarcada desde o último dia 18 a pedido dos advogados do prefeito que, naquela ocasião, segundo eles, encontrava-se fora do país, em viagem na França. No entanto, novamente, Quaquá não compareceu. De acordo com sua advogada, o prefeito, embora intimado, ainda não havia sido encontrado.

Audiência

As partes foram chamadas à sala de audiência da Vara Criminal por volta das 13h20. Logo de início, o Juiz de Direito, Dr. Felipe Carvalho Gonçalves de Silva, indagou à advogada do prefeito:

_ Cadê o réu?
_ O réu, a gente não conseguiu falar com ele, excelência. Inclusive, gostaríamos de solicitar um prazo maior... _ respondeu a advogada.
_ Doutora, só vou adiar a audiência mais uma vez. Se, na próxima, ele não comparecer, vou decretar o réu a revelia. Vou remarcar para daqui a dez dias, para não haver desculpas._ decidiu o magistrado, que remarcou a próxima audiência para o dia 3 de abril às 13h30.

Ação

A ação foi movida por Ricardo Vieira Ferreira, cuja parte autora é o Ministério Público, contra o prefeito Washington Quaquá por crimes de injúria, calúnia e difamação. Segundo os autos do processo, Quaquá, durante a solenidade de inauguração do Terminal Rodoviário de Itaipuaçu, no dia 31 de março de 2012, afirmou, perante um grande público, que o ex-secretário havia sido exonerado do seu governo porque favorecia a empresa de ônibus local, Viação Nossa Senhora do Amparo (confira a reportagem).

Os fatos

Na verdade, segundo fatos históricos, Ricardo Vieira Ferreira foi exonerado por não se alinhar a um suposto esquema de corrupção que estava se formando dentro do governo, no início daquela gestão, sob a batuta do próprio prefeito Quaquá e de Paulo Delgado, na época secretário executivo. Segundo as próprias palavras de Quaquá, "Ricardo Vieira Ferreira era incompatível com o seu governo".

Mais tarde, já em 2010, com Ricardo já fora do governo, assumiu como secretário do Desenvolvimento Econômico o assessor de Jose Dirceu, Marcelo Sereno. Maria Helena Alves Oliveira, também veio a mando do ex- ministro Dirceu e assumiu a secretaria de Administração. Paulo Delgado foi para a secretaria de Obras.

Nessa época, o ex-subsecretário municipal de Meio Ambiente, Tiago Rangel, descobriu notas fiscais de compra de materiais de construção em nome de uma empresa de auto-peças de Niterói, entre outras supostas falcatruas, dentro da Secretaria de Obras, o que o originou a produzir um "dossiê" cujas provas levaram alguns vereadores à abertura de uma CPI na Câmara Municipal a fim de que tais fatos fossem investigados. Porém, "fatos estranhos" acabaram por esvaziar a CPI. Em um deles, o então presidente da comissão de justiça da câmara, vereador Caiu Motorista, acabou se afastando da casa para assumir a secretaria de esportes, na prefeitura. Por causa dessas suspeitas, inclusive, o vice-prefeito Uilton Viana pediu licença do cargo.

Desde então, Ricardo Vieira Ferreira tem sido uma pedra no sapato do prefeito Washington Quaquá e o vem denunciando, frequentemente e impiedosamente, sempre abalizado em provas documentais, junto ao Ministério Público.






5 comentários:

Fernando Ricardo disse...

S.Excia. Quaquá passou ter este tratamento da minha parte em homenagem à grande parcela da população que ou votou nele, em corruptos condenados ou no que chamo de "oposição de vitrine". Acostumado a pisar nas pessoas ou a comprá-las, S. Excia. precisa aprender que nem todo mundo é da mesma laia que ele. Ele terá a oportunidade de provar as acusações que fez a mim. Há um outro processo criminal a caminho, já acatado pelo Tribunal de Justiça. Como informação, o único processo que S. Excia moveu contra mim em 01/11/2010 não anda, pois a EXCELÊNCIA NÃO COMPARECEU ÀS 2 AUDIÊNCIAS MARCADAS. eLE SE DIZ OFENDIDO POR MIM!

Anônimo disse...

Eu estive na inauguração do Terminal de Itaipuaçu e Quaquá disse que exonerou um secretário de transporte de Maricá pois ele não obedeceu uma ordem sua de multar a Amparo, visto que este declarava ser amigo dos proprietários da empresa. Ele prometeu varrer a Amparo de Maricá, prometeu asfaltar a Av. Jardel Filho, entre a rua 1 e 66, assim como a 34 neste mesmo trecho, a fim de facilitar a circulação de uma linha de ônibus por ali. Pois é o bobão do prefeito não cumpriu nada do que prometeu e ainda está sendo processado por calúnia. Tomara que a justiça ferre ele!

Anônimo disse...

Com certeza esse processo irá correr a revelia, pois o prefeito PuTrala de Marica, conhecido vulgarmente pela alcunha de quaqua, mais um vez não irá comparecer tendo em vista dele ter demonstrado não ser homem e muito menos macho para assumir seu atos insanos cometido em seu estado perene de "delirium tremens". Espero que essa ação seja a primeira das muitas f#d2@s que S.Excia irá ter em seu currículo do pior prefeito que até hoje tivemos em Maricá.

Anônimo disse...

ESPERO QUE O JUIZ DA VARA CRIMINAL DE MARICÁ, CUMPRA A SUA PARTE. SE NÃO COMPARECER A AUDIÊNCIA, TEM QUE SER JULGADO E CONDENADO A REVELIA. CASO CONTRÁRIO, QUEM VAI FICAR DESACREDITADA É A JUSTIÇA. CADEIA NELE!!!!!!!

03 disse...

o prefeito debocha porque ninguem nunca em nenhuma circustancia viu um pato ir preso, ele sabe sim depenar os cofres publicos, por isso nao quer virar gente nunca

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.