quarta-feira, 9 de abril de 2014

Acidente com motoqueiro "di menor" deixa menina ferida na avenida 1, em Itaipuaçu

Mais um acidente, dessa vez envolvendo um caminhão e uma motocicleta, aconteceu na noite desta terça-feira (8) em Itaipuaçu. Segundo informações, por volta das 22h30, a moto, uma honda Twister 250, conduzida por um garoto, com uma menina na garupa, ambos menores de idade e sem capacete, trafegava na avenida Zumbi dos Palmares - antiga avenida 1 - em direção à praça do Barroco quando, na altura do bar do Cigano, tentou ultrapassar um caminhão que ia no mesmo sentido e acabou caindo.

De acordo com informações do próprio garoto, antes de efetuar a ultrapassagem ele acionou a buzina e o motorista do caminhão abriu passagem. Porém, no instante em que ele estava ultrapassando teria levado uma fechada do mesmo e acabou caindo com a moto. Já o motorista do caminhão, que logo após a queda do motoqueiro "camuflou" o seu veículo em uma rua que fica próximo ao local, disse que simplesmente sentiu algo bater na sua traseira.

A menina que estava na garupa da motocicleta, identificada como Taíssa, teve algumas contusões e permaneceu deitada na calçada à espera de socorro médico. A ambulância do Corpo de Bombeiros chegou rapidamente no local e acabou encaminhando-a ao hospital municipal Conde Modesto Leal, no centro de Maricá.

Uma viatura da PM esteve no local. O garoto, além de não possuir carteira de habilitação, estava sem a documentação da moto. De acordo com um dos policiais, a motocicleta não pôde ser rebocada por causa de "ausência de meios" (não havia nenhum reboque disponível na área).

Ainda segundo informações prestadas pelo garoto aos policiais militares, a moto pertence a um amigo. Os PMs realizaram os procedimentos de praxe e as partes envolvidas acabaram sendo liberadas.





0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.