domingo, 18 de maio de 2014

CENIPA divulga laudo sobre acidente aéreo que matou juiz em Maricá

De acordo com o relatório do Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SIPAER), no avião bimotor 'Seneca' que caiu numa lagoa próximo à cabeceira da pista do aeroporto de Maricá no dia 21 de outubro do ano passado, matando duas pessoas, entre elas o juiz federal Carlos Alfredo Flores da Cunha, houve uma falha em um dos motores.

Avião ficou submerso / João Henrique / Maricá Info
Avião cai e morrem dois
(foto: João Henrique)
O laudo foi divulgado pelo CENIPA no último dia 28/03. Segundo informações, o prefeito Quaquá, indiciado pelo delegado Julio Cesar Mulatinho, juntamente com o secretário de Desenvolvimento  Econômico Lourival Casula, o secretário de Segurança Fabrício Bittencourt e alguns agentes municipais, deverá usar o relatório em sua defesa, já que, conforme o documento, "houve uma falha catastrófica no cubo de uma das hélices da aeronave, fazendo com que esta se precipitasse na vertical sobre a lagoa".

No entanto, além do fato de que o relatório final do acidente ainda não saiu, de acordo o inquérito entregue pelo delegado ao Ministério Público, o avião, que partira do aeroporto de Jacarepaguá, estava em estado de emergência quando sobrevoava a região de Maricá. A aeronave tentou pousar no aeródromo, mas foi impedida por veículos da secretaria municipal de Segurança que invadiram a pista naquele momento. Em seguida, o comandante Louzada arremeteu a aeronave para realizar uma outra tentativa de pouso, mas acabou caindo na lagoa.

Fique por dentro de outras notícias de Itaipuaçu e de Maricá no Facebook:


Acesse também, com mais rapidez, o Itaipuaçu Site no seu smartphone (baixe aqui o app gratuitamente)





2 comentários:

Fernanda Camargo disse...

Por que o laudo desse acidente saiu antes do laudo do acidente
que matou o João e feriu o Caio? Quando liguei para o CENIPA, eles afirmaram que as investigações seguiam uma ordem cronológica.

Anônimo disse...

Caro repórter, mesmo tendo sido falha mecânica isso não exime o Pato e sua Corjia de assassinato, pois seu o avião foi para pouso por motivo de falha mecânica ele não pode pousar devido o carro da prefeitura estar na pista conforme relato do Piloto Pablo minutos antes do acidente, carro este a mando do Pato e sua Corja não eximindo a culpa do assassinato. Cenipa diz a causa mas não diz que o acidente poderia ter sido evitado se não tivesse carro na pista, coisa que é proibido pois toda aeronave em emergência tem prioridade para pouso, foi assassinato sim e os culpados tem que pagar...O PATO E SUA CORJIA.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.