Maus políticos são filhos dos maus eleitores

Ricardo Vieira Ferreira - O Brasil foi tomado por gente metida a esperta que acha que sabe tudo de política. As tribunas são os botequins, praias no final de semana, fila do banco ou qualquer lugar onde haja plateia. Deitam falação a chamar políticos de ladrões e que “é tudo igual” e que o negócio é anular o voto e até deixar de comparecer às seções eleitorais. Pobre Brasil! Enchem a boca para falar de democracia e querem anular a mais universal forma de manifestação popular; o voto livre e secreto.

Quando chegar a hora lá estará boa parte dos “democratas” trocando o voto por promessas de emprego, tijolo, telha, cesta básica e até dinheiro vivo. Qualquer “cinquentinha” compra a consciência dos metidos a honestos. O mal está feito.

Os filhotes da corrupção fincaram raízes e tomaram Brasília, nossas capitais estaduais e nossos municípios e não querem sair. Deles vêm as leis que lhes garantem a impunidade, a riqueza, a continuidade quase eterna. Tratam de espalhar pelo sofrido Brasil suas garras transformando empresas públicas, Estados e Cidades em instrumentos da roubalheira. Só quem pode dar uma solução somos nós todos e, exatamente, usando o mesmo instrumento que transformou o Brasil num lamaçal. Olhemos para nossa Cidade. Façamos um esforço para ver o que está plantado aqui e suas ligações estaduais e federais. Nosso país tem 5.565 municípios e limpar a imundície que criamos com nossos votos exige que arregacemos as mangas e comecemos a faxina por aqui e que nossos irmãos façam o mesmo em suas cidades. É simples, pois aqui temos uma dúzia, isto mesmo, doze detentores de mandatos. Um prefeito e onze vereadores. São eles que vão patrocinar campanhas de gente como eles, pois o indivíduo se junta a gente como ele. Se são honestos, produtivos, voltados para os interesses dos moradores daqui, estarão juntos a pessoas decentes. Se não valem nada, desviam recursos públicos, deixam que a matança na rede de saúde continue, que andemos na lama, que nossas crianças tenham um arremedo de ensino público, que não haja segurança, iluminação pública, coleta de lixo adequada, obras superfaturadas e que a verdadeira e inédita fortuna arrecadada esteja sendo desbaratada, vamos abrir os olhos. Gente indicada por eles não merecem nossos votos. O mesmo vale para aqueles candidatos que andam com governadores, deputados, senadores, presidente da república que nos últimos anos só pensaram em engordar suas contas bancárias e formar verdadeiras quadrilhas. Digamos a todos eles um sonoro NÃO e voltemos ao seio da verdadeira democracia. Vamos examinar bem cada um que venha atrás de nossos votos. É simples assim. Abandonemos a velha “lei de Gerson” e, ao invés de tentar levar vantagem, pensemos nos nossos filhos e netos, nos pobres, nos sem estudo, nos sem moradia, nos sem assistência médica, pensemos no BRASIL.





Previous
Next Post »

3 comentários

Click here for comentários

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião. ConversionConversion EmoticonEmoticon

Thanks for your comment