quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Na raça e no apito, Fla e Bota se classificam na Copa do Brasil

Por William Amaral

Flu é eliminado da Sul-americana pelo Goiás
  
No apito e na raça. Precisando reverter uma grande desvantagem, o Flamengo venceu o Coritiba por 3 a 0 e conseguiu passar às quartas-de-final da Copa do Brasil.

O começo foi de estudo e poucas chances. Paulinho e Luiz Antônio saíram machucados e deram lugar a Everton e Léo Moura. Aos 46, João Paulo foi derrubado por Zé Love na área. Pênalti, que Alecsandro converteu. Veio a segunda etapa e aos 9, João Paulo cruzou, a bola bateu no braço de Norberto e, surpreendentemente, foi marcado pênalti. Alecsandro cobrou e marcou o segundo. Aos 35, Alex sofreu falta, o juiz mandou seguir e, no contragolpe, Everton arrancou bonito e cruzou para Eduardo da Silva, que marcou o terceiro. O jogo foi para os pênaltis e o Flamengo venceu por 3 a 2, com destaque para os goleiros Vanderlei e Paulo Victor, que pegaram três e duas cobranças, respectivamente.

Que noite! Depois de perder por 2 a 1 em casa, o Botafogo foi desacreditado ao Ceará e voltou com uma heróica classificação na casa do rival. Logo aos 14, Edilson, em grande fase, marcou em bela cobrança de falta. Aos 20, Magno Alves cruzou rasteiro e Bill empatou o jogo. Aos 24, Yuri Mamute deslocou Vicente na área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Magno Alves virou para o Vozão. Aos 46, Yuri Mamute se redimiu e marcou de cabeça, após cruzamento de Edilson. Na segunda etapa, Magno Alves recebeu em condição legal e marcou, mas o gol foi absurdamente anulado por impedimento. Aos 10, a energia acabou no estádio e o jogo reiniciou após 22 minutos. Aos 30, Andrey, substituto de Jefferson, saiu mal do gol para afastar a bola, entregou nos pés do time cearense. Bill recebeu em boas condições e tocou no canto para marcar o terceiro do time da casa. Quando tudo parecia perdido, Wallyson, aos 49, bateu no alto, o goleiro Jaílson deu rebote e Ramirez empatou. O juiz poderia encerrar a partida, mas ainda deu tempo de mais um ataque botafoguense e este foi mortal. Aos 50, o zagueiro André Bahia foi para o tudo ou nada, recebeu na entrada da área e mandou uma bomba, sem chances para Jaílson. A classificação foi muito comemorada pelos jogadores, que por alguns minutos esqueceram das muitas pendências financeiras por parte da diretoria do clube.

Mais uma eliminação. Após ser tragicamente eliminado da Copa do Brasil pelo América-RN, o Fluminense viu as chances na Copa Sul-americana desapareceram após a derrota de ontem para o Goiás. O gol de Erik, aos 2 da segunda etapa, definiu a classificação dos esmeraldinos, que foram derrotados pelo Tricolor por 2 a 1 no jogo de ida.





1 comentários:

Anônimo disse...

Engraçado. O gol de Magno Alves pro Ceará , mal anulado por impedimento, ninguém comenta.
Dois pesos e duas medidas.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.