segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Com Jobson de volta, Bota empata com Sport e segue no Z-4

Por William Amaral

Flu vence em casa e Fla perde, de virada, fora

Segue a luta. Recebendo o Sport, em Volta Redonda, e com Jobson de volta ao time, o Botafogo não passou de um empate com a equipe pernambucana e segue na luta contra o Z-4.

O jogo começou movimentado e o primeiro gol saiu aos 21 e foi dos visitantes. Diego Souza aproveitou bola alta no ataque, ganhou de Matheus no corpo, deu um lençol, com a cabeça, em Dankler e bateu na saída de Jefferson, abrindo o placar. O Fogão se mandou para o ataque e foi pouco efetivo. Na segunda etapa, a insistência deu resultado. Aos 14, Wallyson cobrou falta na meia-lua, a barreira abriu e desviou a bola, que entrou no gol de Magrão. O forte calor inibiu as equipes de tentarem algo a mais e o jogo se encaminhou para o empate. Com o ponto conquistado, o Fogão foi a 30 e subiu para a 17ª colocação.

Sonho vivo. No Maracanã, o Fluminense atropelou o Criciúma e segue buscando a regularidade para chegar ao G-4. Em um início timido, o Fluminense pouco ameaçou o time catarinense. Com Walter de volta ao time titular, o tricolor parecia sentir a falta de um jogador mais rápido pelas pontas. Aos 44, os visitantes abriram o placar com Ronaldo Alves, que testou após falta cobrada pelo alto. A reação foi rápida: Walter cruzou para a área, o zagueiro Joílson tentou afastar, mas bateu mal na bola e ela sobrou para Wagner, que empurrou para a rede. Veio o segundo tempo e logo aos 5, a virada: Walter recebeu ótimo lançamento do zagueiro Guilherme Mattis, ajeitou de cabeça para Fred, que, de primeira, preparou para Wagner, da marca do pênalti, bater e marcar o segundo dele no jogo. Aos 10, após bola afastada pela zaga do Criciúma, Walter mandou uma bomba rasteira, o goleiro deu rebote e Conca aproveitou para fazer mais um para o Fluzão. Aos 23, a zaga tricolor cometeu um erro infantil, fazendo uma absurda linha de impedimento. João Vitor lançou Lucca, que partiu livre e diminuiu o placar. Aos 38, Fred sofreu pênalti. Ele mesmo cobrou e fechou o placar. Com os três pontos conquistados, o Flu foi a 45, mas segue na 8ª colocação.

Não deu. Visitando o Atlético-PR, o Flamengo saiu na frente, mas sofreu a virada e voltou com a derrota. Logo aos 7, Canteros foi ao fundo e cruzou rasteiro. Everton bateu, a bola desviou em Eduardo da Silva e entrou. Aos 16, Marcelo deu ótimo passe para Dellatorre, que driblou Anderson Pico e bateu rasteiro. Chicão conseguiu salvar, mas no rebote, Cléo empurrou para o gol vazio. Aos 45, Marcelo, do Furacão, arrancou em velocidade e, quase na linha de fundo, sem grandes opções de jogada, recebeu um carrinho desnecessário do seu xará flamenguista e sofreu pênalti. Na cobrança, Cléo marcou. Sem criatividade, o Mengão não conseguiu reagir ao longo da segunda etapa e o resultado ficou nisso. O Urubu caiu uma posição, indo para 11º e segue com 37 pontos.





0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.