Novas imagens podem incriminar Quaquá pela queda de bimotor em Maricá

O fechamento das pistas do aeroporto de Maricá, região metropolitana do Rio de Janeiro, pode ter contribuído com a queda de um bimotor, em 21 de outubro de 2013, segundo imagens de uma câmera de segurança. Na ocasião, morreram duas pessoas: o juiz estadual Carlos Alfredo Flores Cunha e o piloto e instrutor de voo comandante Adelmo Louzada.

As imagens  mostram que dez minutos antes do acidente, carros da Guarda Civil Municipal invadiram a pista e obrigaram uma outra aeronave a arremeter. A prefeitura alega que fechou as pistas para fazer obras de reforma no local. Porém, um ano depois nenhuma obra foi realizada e a justificativa está sendo investigada pelo Ministério Público.

A aeronave acidentada havia decolado do aeroporto de Jacarépagua e tentou realizar um pouso de emergência no aeródromo de Maricá, porém veículos da prefeitura, por ordem do prefeito, bloquearam a pista. O avião então, com falha num dos motores, arremeteu mas não conseguiu realizar a manobra e acabou caindo, matando o juiz e o piloto. 

O prefeito Quaquá, do PT, e dois secretários municipais (Lourival Casula, do Desenvolvimento Econômico, e Fabrício Bittencourt, da secretaria de Segurança) foram indiciados pela justiça federal por atentado contra a segurança do transporte aéreo. Eles teriam dado as ordens para que os guardas fechassem a pista. O Ministério Público Federal investiga quais interesses estão por trás dessas determinações.

- Pra família ficou só a dor, só a saudade. Por enquanto, só por enquanto, a impunidade. Essa impunidade é temporária. O estado está andando; avançando devagar- comenta o irmão do juiz morto, o juiz federal Luiz Cláudio Flores.

O perito em aviação Marcus Reis, após examinar um vídeo em que carros da prefeitura, em uma outra ocasião, invadiram a pista para impedir o pouso de uma outra aeronave, apontou diversas irregularidades praticadas pelos agentes municipais.

O aeródromo está fechado há um ano para obras que deveriam estar sendo feitas pela prefeitura mas que ainda nem saíram do papel. A Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC - foi notificada. As investigações do acidente que matou o juiz também estão atrasadas. O motivo: o prefeito Washington Quaquá tem foro privilegiado.

Com informações: Jornal da Band

Assista o vídeo com a reportagem completa produzida e veiculada pela TV Band em seu telejornal na noite desta segunda-feira, no link a seguir:

http://videos.band.uol.com.br/programa.asp?e=noticias&v=15234604&p=3&pr=jornal-da-band







Previous
Next Post »

6 comentários

Click here for comentários

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião. ConversionConversion EmoticonEmoticon

Thanks for your comment