quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Menina de 14 anos morre em Maricá suspeita de ter contraído gripe suína

A Prefeitura de Maricá ainda não tem o laudo médico para confirmar se a morte da adolescente Ana Julia Silva, de 14 anos, foi realmente causada pelo vírus H1N1, conhecido como Gripe Suína. Ela morreu na última sexta-feira e, segundo a família, estaria com a doença.

A jovem deu entrada na unidade de Maricá no dia 20 de novembro e foi transferida para o Hospital Municipal Desembargador Leal Júnior, em Itaboraí, onde veio a falecer. A transferência ocorreu porque em Maricá não há um Centro de Tratamento Intensivo (CTI). Um exame de sangue foi enviado para Laboratório Central de Saúde Pública do Rio de Janeiro Noel Nutels (Lacen), mas o resultado, segundo a Prefeitura de Maricá, ainda não não foi liberado. O corpo da jovem foi sepultado no sábado em Maricá.

A estudante Ana Julia
(Foto: Reprodução/ Facebook)
Nas redes sociais o pai da estudante reclama de mal atendimento no único hospital público de Maricá. Ele publicou uma mensagem informando que os médicos foram negligentes no diagnóstico da menina, mandando-a para casa sem sequer fazer exames. Ele disse que a filha deu entrada na unidade mais de dez vezes em duas semanas.

A Prefeitura de Maricá, em nota, confirmou que a paciente deu entrada no hospital no dia 20 de novembro às 6 horas com quadro de descompensação metabólica aguda provocada por diabetes e infecção nas vias respiratórias. A menina foi transferida no mesmo dia para a UTI em Itaboraí. A Secretaria municipal de Saúde ainda aguarda o resultado dos exames que vão definir se a paciente estava ou não contaminada pelo vírus H1N1, mas já tranquilizou pais e responsáveis do CEM Joana Benedicta Rangel com relação à situação, já que não há registro de nenhum caso da doença no município”.

O QUE É A H1N1?

Os sintomas da gripe comum e da gripe pelo vírus da Influenza A são muito parecidos e se confundem. A comum pode ser passageira, mas está sujeita à complicações. Os dois tipos são causados por diferentes subtipos do vírus influenza, mas há algumas diferenças. A transmissão do vírus é de pessoa para pessoa, principalmente por meio da tosse ou do espirro e do contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. No entanto, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a principal forma de transmissão não é pelo ar, mas sim pelo contato de superfícies contaminadas. Por isso, os médicos destacam a importância de se lavar bem as mãos com frequência, com água e sabão, evitando tocar os olhos, boca e nariz, após contato com superfícies e o uso do álcool em gel. Também é recomendado não se compartilhar objetos de uso pessoal, e ao tossir ou espirrar, cobrir a boca e o nariz com lenço descartável, além de evitar ambientes fechados, aglomerados e com pouca ventilação natural. Se estiver doente, o repouso em casa durante sete dias é importante para evitar a disseminação do vírus.

A influenza A(H1N1), antes conhecida como influenza (gripe) suína, é uma gripe causada por um novo tipo de vírus identificado laboratorialmente no estado da Califórnia, Estados Unidos da América, em 2009. Os testes de laboratório indicam que esse vírus é o resultado da combinação de vírus da influenza de origem humana, suína e aviária.

A Tribuna





0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.