quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Prefeito de Maricá e Hope processados por improbidade administrativa

Ricardo Vieira Ferreira - O Ministério Público distribuiu Ação de Improbidade Administrativa contra os que participaram das contratações irregulares entre a HOPE e o Município de Maricá, inclusive pedindo restituição aos cofres públicos. É o desdobramento de Inquérito Civil aberto em 2010 e a Justiça vem enfrentando dificuldades para citar os representantes da HOPE.

Vejam que o processo data de 14/06/2013 e só em 02/12/2014 o Juiz recebeu a petição inicial, exatamente por faltarem as citações dos representantes daquela empresa. Na mesma data, o Juiz mandou citar o 2º RÉU (o 1º RÉU é S.Excia. Quaquá) pelo Diário Oficial, prova das dificuldades para encontrar a digníssima figura. O inaceitável é que para assinar contratos e aditamentos, receber os mais de R$ 22,4 milhões, eles sempre estiveram disponíveis. Notem que em 14/04/2013 a nobre Secretária de Educação, MARTA DE MELLO QUINAN, esposa do atual vice-prefeito MARCOS RIBEIRO MARTINS e sua sucessora naquela Secretaria, resolveu reajustar os valores originais do contrato 50/2009 em mais R$ 2.337.325,92. Apenas 8 (oito) dias depois, 22/04/2013, concedeu novo reajustamento de R$ 3.289.224,96 e prorrogou o outro contrato 60/2009 por mais 8 (oito) meses. Exatos dois meses depois, a Ação Civil de Improbidade Administrativa forçou um final para a relação HOPE/Secretaria de Educação de Maricá. Em 2014 não existem pagamentos para aquela empresa ao menos no site oficial.

LEMBRETE: a sucessora do casal de secretários citados na matéria e amiga de ambos, ADRIANA LUIZA DA COSTA, foi indiciada pela POLÍCIA FEDERAL por FRAUDE de R$ 1,5 milhão, mas em outra Secretaria, a de TRABALHO, juntamente com outras duas pessoas. Seria uma espécie de maldição?






3 comentários:

Anônimo disse...

Aguardo ansiosamente que assuntos como saúde, educação e infraestrutura voltem a ser pauta deste site e que o revanchismo político seja deixado de lado por hora, afinal as eleições municipais ainda estão longe.

Fernando Ricardo disse...

Com todo o respeito ao ilustre Sr. Anônimo, a matéria versa inteiramente sobre assuntos pertinentes à EDUCAÇÃO, pois de lá vieram os mais de R$ 22,4 milhões repassados aquela empresa. Se a prefeitura possui nos seus quadros MERENDEIRAS e a GUARDA MUNICIPAL tem entre suas obrigações a proteção do prédios públicos, o que justifica as generosas contratações. Como o INQUÉRITO e a AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA são de iniciativa do Ministério Público, estaria aquele órgão praticando REVANCHISMO POLÍTICO?

Anônimo disse...

“Não existe nenhum motivo no Brasil para a educação pública ser ruim. Não falta dinheiro. Ou o país resolve, ou então não sei o que vai acontecer com as próximas gerações. O país não tem mais tempo para perder discutindo o óbvio.”
Wilson Risolia - Secretaria de Estado de Educação
Fonte: O Globo on line 22/12/2014

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.