terça-feira, 3 de março de 2015

Ampla reajustará tarifas no próximo dia 15

Março começou com a oficialização do reajuste da conta de luz para 58 distribuidoras do Brasil. O aumento se refere aos novos das bandeiras tarifárias, aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no último dia 27. Em Maricá, Niterói e São Gonçalo, de acordo com a Ampla, empresa responsável pela distribuição de energia elétrica nos municípios, o reajuste tarifário será conhecido no próximo dia 15, quando todos os custos serão considerados. No Rio de Janeiro, segundo a Light, a alta será de 22,5%.

Será aplicada uma bandeira tarifária única para todo o país, exceto para os estados do Amazonas, Amapá e Roraima, pois eles ainda não estão plenamente conectados ao Sistema Interligado Nacional (SIN) e às permissionárias de distribuição, que passarão a aplicar as bandeiras em julho de 2015. A bandeira tarifária para o mês de março de 2015 é vermelha.

A bandeira verde indica condições favoráveis de geração de energia e, nesse caso, a tarifa não sofre acréscimo. Na bandeira amarela, as condições de geração são menos favoráveis e, por isso, a tarifa tem acréscimo de R$ 2,50 (sem impostos) para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos (e suas frações). Se houver condições mais custosas de geração, a bandeira vermelha é acionada é há um acréscimo de R$ 5,50 (sem impostos) para cada 100 kWh consumidos e suas frações.

Até fevereiro de 2015, a bandeira vermelha era de R$ 3 para 100 kWh (e suas frações). A partir de março de 2015, ela passa a ser de R$ 5,50 por 100 kWh. Esse adicional de R$ 2,50 por 100 kWh representa um efeito médio de 8,5%. A bandeira amarela era de R$ 1,50 por 100 kWh e, a partir de março de 2015, passou a R$ 2,50 por 100 kWh, o que representa um acréscimo médio de 5,4% nas tarifas residenciais atuais.

De acordo com a Aneel, as bandeiras tarifárias são uma forma diferente de apresentar um custo que hoje já está na conta, mas geralmente passa despercebido. Elas informam o custo mensal de geração da energia elétrica, dando ao consumidor a oportunidade de ajustar seu consumo ao seu preço real da energia. O valor das Bandeiras Tarifárias é definido no final de cada ano pela Aneel para o ano seguinte.

A Tribuna







1 comentários:

Anônimo disse...

Pessoal, não se preocupem, a nossa conta de luz vai sempre vir mais barata porque vive faltando energia ai não vão ter o que cobrar.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.