segunda-feira, 2 de março de 2015

Ministério Público de Maricá protocola denúncia contra Quaquá por incitar militantes à violência

O Ministério Público de Maricá protocolou denúncia contra o presidente do PT-RJ e prefeito de Maricá, Washington Quaquá, junto ao Ministério Público Estadual por incitação à violência, depois de o mesmo pregar a "porrada" como forma de reação aos adversários. A decisão sobre abertura ou não de investigação criminal será do procurador-geral de Justiça do Rio, Marfan Vieira.

Na noite da última terça-feira (24), o dirigente petista publicou em seu perfil no Facebook um texto em que conclamava os companheiros a reagirem a agressões como a que foi sofrida pelo ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, hostilizado quando acompanhava a mulher no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

"Contra o fascismo a porrada! Não podemos engolir esses fascistas burguesinhos de merda!", escreveu Quaquá. Em outro momento, afirmou: "Vamos pagar com a mesma moeda: agrediu, devolvemos dando porrada!"

Quaquá disse ainda que "é hora de a militância e os petistas responderem esses fdps que dão propina ao guarda, roubam e fazem caixa dois em suas empresas, sonegam impostos dão uma de falso moralistas e querem achincalhar um partido e uma militância que melhorou a vida de milhões de brasileiros".

Militantes do PT agridem manifestante
pró-impeachment de Dilma, no Rio
Nessa mesma terça-feira, à noite, defensores do impeachment da presidente Dilma Rousseff e militantes do PT brigaram com socos e pontapés na porta da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no centro do Rio, onde os petistas realizavam um ato em defesa da Petrobras, inclusive com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com fatos, o presidente regional do PT já é reincidente em incitar militantes à violência.  Dias antes das últimas eleições, Quaquá expulsou o jornalista local, Marcelo Bessa, do Itaipuaçu Site, de um comício petista e incitou militantes de um bairro da zona oeste a agredi-lo. Marcelo foi retirado do local a socos, garrafadas e pontapés e na mesma hora registrou queixa na 82ª DP. As partes já foram intimadas pela justiça. Quaquá não compareceu. O Jornalista está prosseguindo com ações de injúria e incitação ao crime. Confira, a seguir, o vídeo gravado pelo próprio repórter, registrando o momento em que é expulso do evento pelo dirigente petista:









1 comentários:

Anônimo disse...

O POVO NÃO PODE É CONTINUAR ENGOLINDO ESSE SAPO CARA DE CACHAÇA DO QUAQUÁ. OS LADRÕES DO PT ESTÃO COM MEDO. A HORA DELES ESTÁ CHEGANDO. PT, QUAQUÁ, CAMBADAS DE LADRÕES VÃO TODOS PARA A CADEIA. PORRADA NELES.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.