sexta-feira, 20 de março de 2015

PT expulsa prefeito preso e diz que político tinha "pouca expressão"

O PT do Estado do Rio expulsou na noite dessa quarta-feira, 18, o prefeito de São Sebastião do Alto, Mauro Henrique Chagas (foto). O político foi excluído sumariamente do partido horas depois de ser preso pela Polícia Federal acusado de receber R$ 100 mil de um empresário. Em nota, o presidente do diretório estadual, Washington Quaquá, disse que o prefeito preso tinha pouca expressão no PT.

"Apesar de filiado ao PT, ele era uma figura de pouca expressão e nenhum envolvimento na vida partidária. No domingo, a reunião do Diretório Estadual irá referendar esta medida", escreveu Quaquá.

Chagas foi preso nesta quarta-feira, 17, após receber R$ 100 mil como suposta propina exigida de um empresário para que sua empresa fosse contratada para duas obras no município. Os R$ 100 mil representam 10% do valor total dos dois contratos, para obras nas áreas de saúde e saneamento.

Após se dizer achacado pelo prefeito, o empresário, que não quis se identificar, avisou a Polícia Federal e combinou o procedimento para a entrega do dinheiro, em um posto de combustíveis à margem da rodovia BR-101, em Macaé, no norte fluminense. Policiais à paisana acompanharam a ação e prenderam Mauro assim que ele pegou o dinheiro, em notas de R$ 100, R$ 50 e R$ 20. Um policial militar que atuava como segurança do prefeito também foi detido.

O município de São Sebastião do Alto fica a 232 quilômetros do Rio e tem 9 mil habitantes. Mauro Henrique Chagas era vice-prefeito e assumiu a prefeitura em abril de 2014, depois que o prefeito Carmond Bastos (PT) foi afastado do cargo em razão de irregularidades administrativas. Carmond foi condenado por oito crimes, inclusive fraudes em dispensa de licitação e aumento do próprio salário sem lei que autorizasse.

Fonte: em.com.br







6 comentários:

Anônimo disse...

Ladrão de galinhas, não faz jus ao partido. Essa merreca não dá para dividir com ninguém. Petralha que se preze só rouba de milhão pra cima.

Anônimo disse...

Se tivesse muita expressão poderia roubar? Não seria expulso? Não entendi.
Ainda bem que Quaquá tem "alguma" expressão.

Anônimo disse...

Devo entender que, se ele fosse um integrante de alto escalão e com influencia, seria defendido e elevado a nível de herói, defendido com unhas e dentes, como ocorreu no mensalão e esta ocorrendo agora no petrolão !!!!!!!!!!!!!!!!!!!.
Mostra a tua verdadeira cara QUAQUA e PT.

Anônimo disse...

Esse Quaquá consegue ser ridículo. Então só serve os ladrões do PT que roubam alto para dividir com a quadrilha comandada por Quaquá que é o chefe do partido. Aquele que rouba pouco não tem expressão, pois não vái dividir o dinheiro. Porque esse Quaquá ainda não está preso. Isso aqui é Brasil minha gente, mas eu ainda vou ver esse homem atrás das grades, e tenho certeza que tem muita gente grande e influente, muito mais poderosas do que o próprio Quaquá que querem que ele responda por seus atos criminosos.

Anônimo disse...

Joga pedra na Geni
Ela é boa de cuspir
...

Anônimo disse...

E QUEM ROUBA MARICÁ? NÃO É PRESO? O CARA ROUBOU POUQUINHO E NÃO DEU PRÁ DIVIDIR COM O QUAQUÁ(PT), FOI EXPULSO DO FAMIGERADO PARTIDO PT. FORA QUAQUÁ, TUA HORA VAI CHEGAR.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.