sábado, 14 de março de 2015

Quaquá quer voltar para os braços do PMDB, segundo a 'veja'

De acordo com a nota publicada na coluna "Radar on-line", da revista veja, o jornalista Lauro Jardim escreveu que nas conversas que teve com o governador Luiz Fernando Pezão para a adesão formal do PT ao governo do Rio de Janeiro, o ilustre Washington Quaquá, presidente regional do PT e prefeito de Maricá, pediu duas pastas: a Secretaria de Cultura e a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos.
Para a primeira, quer mandar Benedita da Silva. Na Assistência Social, Quaquá quer colocar sua mulher, Rosângela Zeidan.
Segundo o jornalista, se derem certo, as duas jogadas vão liberar vagas na Câmara dos Deputados e na Assembleia do Rio para dois petistas: Wadih Damous e Gilberto Palmares, respectivamente.
"Talvez falte fígado a Pezão, depois de ter visto Quaquá incendiar o PT do Rio contra seu governo e sua reeleição, ao longo do ano passado", finalizou.
Entretanto, segundo Quaquá, a notícia não passa de mentira e fofoca. 
É aguardar para ver...








7 comentários:

Anônimo disse...

Não consigo nem olhar a cara desse Quaquá, que embrulha meu estômago e me dar ânsia de vómito. Eu olho pra foto dele e da mulher dele e lembro da desgraça que eles estão querendo fazer com o mar de Maricá, Região Oceânica de Niterói e a Região dos Lagos caso construam o porto de Jaconé, que tem a inteção de ser maior porto de petróleo do Brasil, maior do que o de Santos, que só desgraça levou para as praias de São Paulo. Isso é o que eles dizem porque esse porto é um Comperj da vida, que só dar prejuizo e só vái poluir e causar doenças no povo. A praia de Santos de Belo Cartão Postal tornou-se uma das mais poluídas do Brasil por causa do porto, e esse bendito desse prefeito quer fazer a desgraça de instalar um porto em Maricá na divisa com Saquarema e todo mundo sabe que as plataformas de Petróleo e lixos dos navios, aquele olho de petrólio é descartado no mar, mas é claro que eles alegam que vái gerar emprego, vái ser tratado, vái nada. É só olhar pro COMPERJ. Como odeio esse prefeito que quer desgraçar as praias da Região dos Lagos e Niterói. O povo não é burro! Poluição, aumento da criminalidade, desemprego e fuga de turismo, além de doenças fatais. Isso sim esse porto vái trazer. Meu Deus! Saquarema de um dos melhores lugares de surf do mundo, vái se tornar uma das praias mais poluidas do Brasil, assim como Santos. É isso que queremos pros nossos filhos? Quaquá e Zeidam vcs não me enganam mais. Esse Porto é a gota d"agua. Fora seu casal terrorista. Vcs deveriam estar presos. Existem pessoas de bom senso, ambientalistas, juristas e o povo que abominam esse porto, projeto criminoso e nem precisa investigar para constatar isso. Esperem mais uma obra super faturada caso esse porto aconteça, afinal esse é o objetivo colocar uns milhões no bolso e mais uma vez sambar na cara da sociedade. Justiça há de ser feita e essa corja tem que ser punida.

Anônimo disse...

E o assassinato do Juiz, vai ficar por isso mesmo?

Anônimo disse...

O "INEA" está comprado? Porque só assim, passando por cima da lei, ou seja, infringindo a lei, é que esse porto vai ser construido. Mais uma vez pergunto: "O INEA que deveria protejer a população e a natureza de crimes ambientais como o suposto futuro porto de Jaconé vái autorizar a construção desse Porto? O INEA está compactuando com essa conduta criminosa que é claramente uma conduta criminosa que infringe a lei. Sugiro que não só o prefeito e seus aliados sejam investigados em relação a esse porto, mas também os responsáveis e dirigentes do INEA, caso autorizem esse Porto. Sugiro uma espécie de operação Lava Jato para prender todos os possíveis responsáveis por autorizar a construção desse porto. Espero que o MP Estadual e Municipal realmente investiguem esses criminosos. Quaquá fazer o que faz é revoltante, agora um órgão como INEA está envolvido nesse crime que é o Porto de Jaconé é cinco vezes mais revoltante, porque é um órgão que deveria ser veementemente contra esse Porto, respeitando as leis. Não basta investigar políticos, os dirigentes do INEA também devem ser presos e terem todos seus bens bloqueados, sendo condenados pelas justiça assim que for efetivamente constatada a conduta criminosa com a autorização para construção desse porto. O povo não aguenta mais, queremos ver esses criminosos inescrupulosos atrás das grades. A justiça tarda, mas não falha.

Anônimo disse...

Pera aí. Quaquá quer voltar para o PMDB? Se isso realmente acontecer, eu continua sendo Dilma e PT de Carteirinha. Fora PMDB, fora PT, vái depender de onde Quaquá for formar ou continuar sua quadrilha. Que fique claro, não sou contra o PT ou contra a Dilma, sou contra o Quaquá terrorista. Seja qual for o partido que ele estiver, me torno absolutamente contra aquele partido. Ah! Então ele quer abandonar o barco vendo que está naufragando como bom covarde que ele é e se debandear para o PMDB e olha que ele é o cherifão do PT. Que homem é esse? Isso pode ser chamado de homem? Se não gostava do PMDB, caso ele entre nesse partido passo a não simpatizar com esse partido em dobro. Covarde, oportunista e sujo esse Quaquá. Não sou contra o governo da Dilma, sou contra o poder que Quaquá tem ou acha que tem para fazer o que bem entende, inclusive o trágico porto de Jaconé, o maior fiasco que irá existir na história da região fluminense caso ocorra.

Anônimo disse...

Cadê a operação Lava Jato do Porto de Jaconé? Quaqua, políticos ligados a ele e INEA devem ser investigados. Cadeia neles.

Anônimo disse...

INEA, MP (ESTADUAL E MUNICIPAL) ESTÃO TODOS COMPRADOS PELO QUAQUÁ E SUA GANG DO PT. STJ, OPERAÇÃO LAVA JATO NELES TODOS DEVEM SER INVESTIGADOS.

Anônimo disse...

Corrigindo: Espero que o MP Estadual e Federal investiguem esse prefeito corrupto e os danos que ele e e sua quadrilha pretendem causar ao meio ambiente com esse porto.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.