sábado, 25 de abril de 2015

Jovem frequentador de Itaipuaçu morre assassinado com tiro nas costas, no Laranjal (SG)

Na noite da última quinta-feira (23), o jovem Wesley Prado da Costa, de 20 anos, levou um tiro nas costas após uma suposta tentativa de assalto na rua Paulo Barreto, no bairro Laranjal, em São Gonçalo, onde morava.

Segundo informações, Wesley e um grupo de amigos estavam reunidos em frente a casa de um deles, quando, de repente, surgiu na rua uma moto suspeita com dois homens de capacete.

Prevendo que seriam assaltados, todos saíram correndo. Um dos bandidos fez disparos a ermo na direção do grupo e uma das balas atingiu as costas de Wesley.

O rapaz foi socorrido e levado para o hospital Alberto Torres, em São Gonçalo. De acordo com outras informações, ele chegou a ser encaminhado à sala de cirurgia, mas, poucos minutos depois, veio a informação de que ele não resistiu ao ferimento.

O corpo de Wesley foi enterrado nesta sexta-feira (24) por volta das 16h30 no Cemitério Parque Niterói, sob uma atmosfera de muita comoção. Além da família, uma multidão de amigos compareceu para dar o último adeus.

À noite, moradores do bairro Laranjal fizeram uma grande manifestação na rua Aristides Lima pedindo justiça pela morte de Wesley (veja o vídeo no final desta reportagem)

Itaipuaçu

Wesley ia sempre para Itaipuaçu, no município de Maricá, onde mora sua tia Romana e seus primos Sabrina e Jean. Às vezes ele ia visitá-los na companhia de sua irmã Laysa ou de sua namorada, Talíria, com quem pretendia se casar no ano que vem.

Nota do editor

Conheci o jovem Wesley Prado. Estive com ele em Itaipuaçu, em várias ocasiões no bar da sua tia, em festividades, carnavais e réveillons. Para mim, o ocorrido foi uma tragedia. Ele era um ótimo rapaz; atleta, alegre, brincalhão, amigo e companheiro. Jovem de futuro promissor, possuía bons planos. Ia começar a trabalhar nas obras do Comperj, em Itaboraí, e planejava casar-se com sua linda namorada, que lhe adorava e amava. À família, com quem parte dela convivo há quase 5 anos, a dor, de certo não vai passar tão cedo. A saudade será eterna! Fique com Deus e descanse em paz, meu camarada!
                                                                                                    Marcelo Bessa



S.O.S Laranjal, não dá pra perder mais um da "família."
Posted by Guilherme Machado on Sexta, 24 de abril de 2015










1 comentários:

Anônimo disse...

Mais uma vida perdida por conta da violência, por causa de um covarde.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.