quarta-feira, 20 de maio de 2015

Saúde no município de Maricá pode parar a qualquer momento

Com salários atrasados, médicos e enfermeiros cruzam os braços no hospital de Maricá.


O município de Maricá, administrado pelo presidente regional do PT, Washington Quaquá, está virando caso de polícia em virtude do caos generalizado em praticamente todos os setores da prefeitura.

Além da problemática na secretaria de educação relacionada à falta de transporte escolar e de professores na maioria das escolas da rede municipal, a saúde, comandada pelo atual presidente da câmara, vereador Chiquinho, tem causado muita dor de cabeça aos moradores e aos próprios servidores e funcionários que estão com seus salários atrasados desde o mês passado.

Segundo informações, todos os médicos e enfermeiros do hospital Conde Modesto Leal e da UPA de Inoã poderão deflagrar uma greve geral nas próximas horas. Por enquanto somente pacientes com casos  graves estão sendo atendidos.

Nota da redação

A prefeitura de Maricá não tem dado nenhuma satisfação aos veículos de comunicação locais e nem à população.









3 comentários:

Anônimo disse...

Ironicamente são os eleitores de Quaquá e da quadrilha dele os que se utilizam da saúde pública em Maricá. Aqui se vota, aqui se paga!

Anônimo disse...

KKKKKKKKKKKK! BEM FEITO PARA OS ELEITORES DO QUAQUÁ. ELES AGORA VÃO PAGAR MÉDICOS COM A BOLSA MUMBUCA. NEM ISSO DÁ PRÁ FAZER. AGUENTA POVINHO!

Anônimo disse...

Vergonha!!!

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.