terça-feira, 30 de junho de 2015

Maricá: o dia em que moradores de Itaipuaçu quase fritaram o "pato"

Por Marcelo Bessa - Na semana dos primeiros dias de junho do ano de 2011, o prefeito Washington Quaquá, de Maricá, mandou colocar faixas em vários pontos no distrito de Itaipuaçu, convocando a população para uma reunião na Praça do Barroco. A data escolhida por ele, dia 16 de junho às 17h30, caía numa segunda-feira. Segundo informações, a intenção dele era paziguar os ânimos enfurecidos dos moradores que desde o início de seu governo sofriam com suas falsas promessas de campanha. A cidade estava em situação de abandono, com ruas mal iluminadas, esburacadas e cobertas de lama.

Chegado o dia, por volta das 17h a população já tomava conta de toda a praça. Segundo a PM, havia em torno de 1500 pessoas no local. Por volta das 18h, surgiu a informação de que o Prefeito havia desistido de comparecer pois temia vaias, insultos e ovadas.


Ao receberem tal notícia, os moradores decidiram seguir em carreata até a RJ-106, em Inoã, sentido Niterói - Maricá, como forma de protesto. Cerca de 40 carros e dezenas de motos partiram do Barroco, em fila indiana, fazendo um buzinaço ensurdecedor. Durante o percurso, outros veículos se juntaram ao comboio.

Chegando em Inoã, os manifestantes encontraram um forte esquema policial já montado bloqueando o acesso à rodovia.  Eles conseguiram furar o bloqueio e seguiram pela estrada em direção ao ponto central, em frente ao radar, impedindo a passagem dos veículos nas duas pistas. Os policiais tentaram, em vão, dispersar os manifestantes. Houve momentos de muita tensão entre os policiais e os moradores, que não arredaram os pés do local. 

Por fim, líderes do movimento concordaram em deixar uma das pistas livre. Daí por diante o que se viu foi uma manifestação pacífica com gritos de "Fora Quaquá!" e bordões como: " Quaquá Ladrão seu lugar é na Prisão!". Aos poucos os moradores de Inoã se juntaram aos de Itaipuaçu e o local ficou apinhado de gente. Por volta das 20h, o protesto já causava um engarrafamento de 10km, até quase o Arsenal.

Às 21h, a situação ficou tensa novamente. Policiais agrediram covardemente, a socos e pontapés, um garoto menor de idade e o puseram dentro da caçamba de um camburão. A justificativa dos PMs era de que ele havia soltado uma bombinha perto das viaturas. Os manifestantes enfrentaram os policiais em defesa do menor, exigindo sua soltura imediata, mas uma pedrada lançada inesperadamente contra a viatura ocasionou a detenção de um outro morador da localidade. Os dois foram levados, às pressas, para a delegacia. 

Após as 22h, ainda ocorria o manifesto, porém com menos intensidade e o povo foi, aos poucos, dispersando para suas casas. Para os moradores de Itaipuaçu, embora a grande mídia não tenha tomado conhecimento, a ação foi positiva, pois conscientizou a população sobre os descasos, as mentiras e a incompetência do prefeito que, semanas depois iniciou uma "operação tapa buracos" pela cidade. Confira abaixo as fotos e os vídeos dos acontecimentos desse dia histórico:

Moradores de Itaipuaçu lotam a Praça do Barroco à espera do Prefeito

Os primeiros moradores chegam em Inoã e fecham as 2 pistas

Carreata de Itaipuaçu chegando no Centro de Inoã
Policiais tentam convencer os moradores a deixar meia pista livre

Moradores de Itaipuaçu bloqueiam meia pista causando engarrafamento monstro
Moradores de Itaipuaçu tomam a RJ-106 em Inoã em protesto contra Quaquá

Mulheres Guerreiras de Itaipuaçu
A Gota d'água: faixas espalhadas por Itaipuaçu convocam a população, mas Prefeito covarde não  aparece
Jovens e idosos unidos num só objetivo: FORA QUAQUÁ!!!
População tenta soltar menor que foi agredido e preso por policiais






2 comentários:

Anônimo disse...

E A POUCA VERGONHA CONTINUA, CORRUPÇÃO, CRIME, ETC. ETC. ETC.. NÃO TEMOS NEM O BÁSICO, ESTAMOS ABANDONADOS PELO LADRÃO DO QUAQUÁ. QUANDO FORMOS PARA A RUA, TEREMOS QUE CONVOCAR A IMPRENSA DE TODO O RIO DE JANEIRO.

Anônimo disse...

Desde então ele ficou mais esperto. Promete fazer asfaltamento, começa a obra com meio fio e brita e depois larga. O povo fica com esperança daquilo um dia terminar e não protesta mais. Brilhante!

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.